Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Os Nascidos De Deus


O Conhecimento Liberta

Quantas pessoas foram enganadas pela religião, iludidas e por causa deste engano, tiveram seus processos de Tikun (Correção) prejudicados. Venha, veja e Compreenda:

Yochanan Ha'Shaliach, disse: " Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca (I João 5:18)".

A tradução foi realizada para iludir as pessoas e dar o controle de suas almas à religião e de forma algum o texto original hebraico/aramaico diz o que se lê nesta tradução.

"Yodeim ki kal  mi shê-noléd me-Elohim einênu chotê, hú asher noléd me-Elohim shomér otô ve'ha'rá einô noguêa bô (יוֹדְעִים אָנוּ כִּי כָּל מִי שֶׁנּוֹלָד מֵאֱלֹהִים אֵינֶנּוּ חוֹטֵא; הוּא אֲשֶׁר נוֹלַד מֵאֱלֹהִים שׁוֹמֵר אוֹתוֹ וְהָרַע אֵינוֹ נוֹגֵעַ בּוֹ)".

A melhor tradução, de acordo com a Chochmat Nistar Ha'Torá (Sabedoria Escondida da Toráh) - o Zôhar e, atado aos ensinamentos do Arizal (Rabbi Isaac Lúria) e seu fiel "escudeiro", o Rabino Chaim Vital em Sha'ar Ha'Guilgulim (Portão das Reencarnações) seria esta aqui:

"Conhecemos que todo aquele que é nascido dos Elohim, nele não existe pecado, ele que é nascido dos Elohim é protegido e o mal não lhe pode tocar".

Está pessoa que é um "Ishim (Humano-Angélico)" não pode ser prejudicada pelo mal e não adquire manchas, mesmo que venha a pecar, pois é como se não tivesse pecado, pois seus pecados (de acordo com o Portão das Reencarnações) não é considerado nos céus. E o que acontece quando ela morre?

"Vê'yashóv hê'afar al ha'aretz, ke'shê'hayá, vê'ha'ruach tashuv el ha'Elohim asher netaná (וְיָשֹׁב הֶעָפָר עַל-הָאָרֶץ, כְּשֶׁהָיָה; וְהָרוּחַ תָּשׁוּב, אֶל-הָאֱלֹהִים אֲשֶׁר נְתָנָהּ.)" - Qohelet 12:7

Traduzindo: "E retorne ao pó da terra que a deu, e o espírito retorne aos Elohim que o deram" - Eclesiastes 12:7

Para completar esta revelação, vou usar temurá (permutação cabalistica para revelar o que que ainda está escondido no verso, na palavra "afar (עָפָר)" que significa "pó". Usando a cifra "Atba'sh" a palavra "afar" se torna "zug" que é "unificação" por "casamento", indicando que a néfeh (alma) desta pessoa foi unificada com uma faísca do ruach (espírito) dos Elohim e portanto, esta pessoa não é um humano comum, mas um humano-angélico como Moisés, nosso Mestre, de abençoada lembrança e que, portanto, esta pessoa é um tipo raro no mundo.

Agora, por bondade Divina, uma pessoa pode vir para uma reencarnação depois de fazer suas correções e receber uma faísca dos Elohim que vai ajudá-la a atingir a iluminação e pode vir a ser um Buda, um Cristo em sua geração.

Por esta revelação, todo enganado é desfeito e as pessoas poderão corrigir-se através deste conhecimento sagrado.

 Abençoado seja o Sagrado, bendito seja Ele, que nos revela os seus mistérios. Baruch Hashem ha'Qadosh baruch Hú! Razá Ila'áh. 

Autor
Deepak Sankara Veda
"Bën Mähren Qedësh".
Misha' Ël Ha' Levi​

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

O Nascimento Da Era De Aquário


Um Segredo Sobre O Rabino Isaac Lúria

Ainda hoje, existem profundos mistérios escondidos na Torá Sagrada de Hashem e para os quais poucos tem e terão permissão para os contemplar. O Selo divino na vida de um verdadeiro qabalista são os mistérios que ele recebe das almas dos sábios e dos anjos. Eis aqui um segredo maravilhoso:

A trigésima milésima centésima setuagésima segunda (30.172) letra da Torá, é a letra Lamed (לְ) na palavra "le' daber (לְדַבֵּר)" no passuq (versículo) 15 do capítulo 24 da Torá Bereshit, onde se lê: 

"E sucedeu que, antes que ele acabasse de falar, eis que Rebeca, que havia nascido a Betuel, filho de Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão, saía com o seu cântaro sobre o seu ombro"..

וַיְהִי-הוּא, טֶרֶם כִּלָּה לְדַבֵּר, וְהִנֵּה רִבְקָה יֹצֵאת אֲשֶׁר יֻלְּדָה לִבְתוּאֵל בֶּן-מִלְכָּה, אֵשֶׁת נָחוֹר אֲחִי אַבְרָהָם; וְכַדָּהּ, עַל-שִׁכְמָהּ.

Gênesis 24:15

O cântaro representa a Era de Aquário e os chachamim atiqim (sábios antigos) disseram que, a Era de Aquário teve inicio com o nascimento do Rabino Yitzchaq Lúria neste mundo em 1534 no Século XVI, e eis aqui um segredo que não havia ainda sido revelado.

No verso original hebraico, lemos as palavras "le' daber ve'hinêh Rivká yotzêat asher (לְדַבֵּר, וְהִנֵּה רִבְקָה יֹצֵאת אֲשֶׁר)". Há um segredo maravilhoso dentro destas palavras e para que possamos contemplá-lo, vou transcrever o verso novamente abaixo:

וַיְהִי-הוּא, טֶרֶם כִּלָּה לְדַבֵּר, וְהִנֵּה רִבְקָה יֹצֵאת אֲשֶׁר יֻלְּדָה לִבְתוּאֵל בֶּן-מִלְכָּה, אֵשֶׁת נָחוֹר אֲחִי אַבְרָהָם; וְכַדָּהּ, עַל-שִׁכְמָהּ.

Você deve ter notado que marquei as letras inicias de "ledaber vêhinêh Rivká yotêat asher (לְדַבֵּר, וְהִנֵּה רִבְקָה יֹצֵאת אֲשֶׁר)" e se você as destacar e juntar vai encontrar o nome "Lúria (לוריא)".

לוריא

Rivka estava sendo trazida para ser casada com Yitzchaq Avinu e sabemos que o nome do nosso mestre, de abençoada memória era "Yitzchaq Lúria" e que a Era de Aquário se iniciou com ele, e seu sobrenome, Lúria, está codificado no verso onde Rivká seu cântaro são mencionados e não apenas isto. Há um outro mistério:

Logo a seguir à palavra "asher (אֲשֶׁר)" existe o termo "yuledáh (יֻלְּדָה )" que se traduz para "nascida"  e que, lida ao contrário se descobre "ha'Delí (הדְּלִי)" que é "Aquário" em hebraico. E então? O que nós descobrimos? O que nos foi revelado pela Providência Divina? Yitzchaq Lúria yuledáh ha'Deli (יִצְחָק לוריא יֻלְּדָה הדְּלִי כַדָּהּ): Yitzchaq Lúria, nascimento da (Era) de Aquário - cântaro".

Portanto, fica estabelecido que, o que nossos sábios nos ensinaram é verdade, que a Era de Aquário começou com o nascimento de nosso mestre, o Rabino Isaac Lúria, de abençoada lembrança.

Um pouco mais à frente, no capítulo 26, versículos 23 e 24, lemos: "Depois subiu dali a Bersheva. E apareceu-lhe Adonai naquela mesma noite, e disse: Eu sou o D' us de Abraão teu pai; não temas, porque eu sou contigo, e abençoar-te-ei, e multiplicarei a tua descendência por amor de Abraão meu servo. Então edificou ali um altar, e invocou o nome de Adonai, e armou ali a sua tenda; e os servos de Isaac cavaram ali um poço".

וַיַּעַל מִשָּׁם, בְּאֵר שָׁבַע. כד וַיֵּרָא אֵלָיו יְהוָה, בַּלַּיְלָה הַהוּא, וַיֹּאמֶר, אָנֹכִי אֱלֹהֵי אַבְרָהָם אָבִיךָ; אַל-תִּירָא, כִּי-אִתְּךָ אָנֹכִי, וּבֵרַכְתִּיךָ וְהִרְבֵּיתִי אֶת-זַרְעֲךָ, בַּעֲבוּר אַבְרָהָם עַבְדִּי. כה וַיִּבֶן שָׁם מִזְבֵּחַ, וַיִּקְרָא בְּשֵׁם יְהוָה, וַיֶּט-שָׁם, אָהֳלוֹ; וַיִּכְרוּ-שָׁם עַבְדֵי-יִצְחָק, בְּאֵר.

Gênesis 26:23-25

Na parte do versículo onde lemos "ba' layla ha' hú, vay' omer anochí... (בַּלַּיְלָה הַהוּא, וַיֹּאמֶר, אָנֹכִי)", as letras finais soletram o titulo místico do nosso amado Professor Isaac Lúria que é "Ha' Ari (האר"י)", como demonstramos abaixo:

בַּלַּיְלָה הַהוּא, וַיֹּאמֶר, אָנֹכִי

E para selar esta revelação sagrada sobre o nosso amado Professor Isaac Lúria, devemos ressaltar a questão do número onze, pois Aquário é a 11ª constelação no zodíaco e o número onze que se escreve por extenso "echad ésser (אֶחָד עֶשֶׂר)" possui a gematria igual a 583.

Bendito seja o Eterno que revela todos os mistérios. Abençoado seja o Santo que contempla com a revelação dos seus segredos àqueles que o amam.

Baruch Hashem, Ha'Qadosh Baruch Hú


Autor
Dipankara Vedas
Misha' Ël Ha' Levi
Bën Mähren Qadësh

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Os Onze Preceitos Do Rabino Chaim Vital


O rabino Chaim Vital foi o mais proeminente aluno do Sagrado Leão de Safed (Tzfat) e a razão pela qual o Santo Ari'zal veio ao mundo em sua única encarnação. Em certa ocasião, o Sagrado Mestre, revelou ao Rabino Vital que ainda faltavam onze preceitos para que ele cumprisse toda a Torá de Hashem e ele os enumerou para iluminar a consciência do Rabino Chaim e servir como um sinal para quando ele voltasse mais um vez ao mundo para completar estes preceitos e realizar a sua missão. Estes preceitos foram divididos em 5 preceitos femininos e 6 preceitos masculinos.

O número onze é um grade segredo aqui e o sinal para também se reconhecer a Era messiânica e sua chegada. Onze se escreve em hebraico "Echad Ésser (אֶחָד עֶשֶׂר)" e a sua gematria é 583. O rabino Chaim faleceu em 3 de maio de 1620 no calendário vigente na época e que era o juliano e 23 de abril no calendário gregoriano que passou a ser vigente em 1583. O meses de abril e maio são regidos pela constelação de Touro e que em hebraico é Mazal Shör (מַזָּל שּׁוֹר) cuja gematria é exatamente 583.

O Rabino Chaim Vital nasceu em Safed ao Rabino Yoseff Vital Calabrese no dia 1º de Cheshvan de 5303 que no calendário juliano correspondeu ao dia 23 de outubro de 1542 e depois, com a mudança para o gregoriano ficou sendo o dia 11 de outubro de 1542. O pai do Rabino Chaim era da Calábria na Itália e por isso ele foi chamado de Vital Calabrese.

Dos onze preceitos que faltavam ao Rabino Chaim para cumprir toda a Torá, um dos mais importante entre os masculinos era o da hospitalidade. Na ocasião em que o Santo Mestre lhe revelou este segredo, ele disse: "Teu irmão habitará contigo e este é um preceito próximo ao da Tzedaká (Caridade), sendo que se trata de dar um ofício ao irmão para que possa viver contigo, como é sabido (Shaar Ha'Guilgulim Ha'Qadmá 38)".

O segredo é que, este preceito não está limitado à ação física apenas, mas também ao mundo espiritual, pois devemos ser hospitaleiros para com as almas durante a shabat para recebermos almas adicionais e durante toda a vida recepcionando almas que vem para nos auxiliar com nossa missão e também para completarem os seus tikunim (correções espirituais).

Uma das centelhas que completavam a vestimenta da néfesh do Rabino Vital era a alma do Profeta Yonáh (Jonas).


Em hebraico, a expressão mística "Bô Yonáh Ben Amittai (Veio Jonas, o filho de Amittai) resulta em gematria igual a 583. Este valor, 583, é segredo da minha reencarnação nesta vida do porque eu sou um verdadeiro qabalista.

Até os 29 anos, eu nada sabia sobre a minha reencarnação e eu estava perdido ainda na religião das qlipot (cristianismo) onde foi instruído pelos meus pais a trilhar. No ano em que completei 358 meses de vida (29 anos) eu tive um sonho no qual eu estava em uma caverna dentro da qual havia um Aron Ha'Qodesh (Arca Sagrada da Torá) e pessoas que cantavam o Máh Tovú, hino o qual eu jamais tivera ouvido até aquele sonho. Quando acordei, passei a cantar aquela canção e o conhecimento do hebraico começou a emergir naturalmente na minha boca. Logo, eu já lia e escrevia em hebraico.

Quatro anos antes, aos vinte e seis anos, eu havia fundado um grupo musical cristão o qual chamei de "Elijah" e eu não sabia que estava sendo acompanhado e instruído pelo Profeta Elijah (ELiahu Ha'Navi). A primeira vez que Elijah apareceu foi quando eu tinha 36 meses de idade (3 anos). Ele entrou no meu quarto e me chamou pelo meu nome (Paulo) por três vezes e nas três vezes eu levantei e fui até a sala perguntar à minha mãe onde meu pai, que viajava muito, estava, pois ele estava me chamando. Era a voz de Eliahu.

Dois anos depois do meu primeiro despertar, em 1998, eu ofereci meus trabalhos como músico em um site chamado Eclesianet. Um senhor, judeu messiânico e fluente em hebraico me contatou, pois o nome Elijah lhe havia chamado atenção. Esse senhor, cujo nome é Paulo, viria a ser meu primeiro professor de judaísmo e não por acaso ele residia no Tucuruvi na casa de número 667. Ora, o número 667 é o valor em gematria de Rabbi Isaac Lúria (רבי יצחק לוריא). A gematria do nome Paulo (פאולו) é 123 que é a mesma de Chaim Vital (חיים ויטל).

Certa vez, o Rabino Chaim disse "Eu e o Ari somos um (Shaar Qedushá)" aludindo à sua unificação eterna com a alma do seu mestre que, a partir dali, jamais se separaria dele.

No ano 1999, em outubro, eu comecei a recepcionar as Shabatot em uma sala emprestada no número 337 e ali, por aquele período, as pessoas me chamavam de Shaul (שְׁאוֹל), pois se acreditava que o Paulo tinha origem neste nome, o que não é verdadeiro, mas mesmo nisto, não havia um acaso, pois a gematria de Rabbi Chaim Vital (רבי חיים ויטאל) é exatamente 337. D'us me cercou de evidências que seriam gatilhos para o Despertar da  minha alma. Depois de Purim, passamos, e eu o o senhor Paulo, a realizar os rituais em uma garagem situada em uma casa no número 1445 da Avenida Armando Salles de Oliveira onde ficamos até março de 2001 e o número desta casa possuía outro segredo que eu só descobriria quatorze anos depois...

Em setembro de 2000, eu ainda trabalhava securlarmente e estava em um estande da Sky vendendo assinaturas quando fiz amizade com um florista que tinha seu estande ali perto. Um certo dia, falando sobre assuntos misticos, Eugene, que é o nome do meu amigo florista, me perguntou se eu já tinha lido ou estudado Abdruschin (Abd-ru-shin ou Abdrushin) que é o pseudônimo pelo qual Oskar Ernst Bernhardt o autor da Obra Im Lichte der Wahrheit - Gralsbotschaft (Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal) é mais conhecido. Ele me mostrou o livro e eu perguntei onde ele o havia adquirido, ao que ele o abriu e me mostrou o selo da livraria na qual ele o havia comprado.


Era o selo do Centro de Estudos da Cabalá que ficava na Rua Conselheiro Brotéro em São Paulo e cujo o professor, naquela época era o Rabino Yoseff Saltoun. Na verdade, o que aconteceu ali, naquela noite de setembro de 2000, dentro do Suzano Shopping, foi a mão do meu Mestre, o Santo Arizal, me guiando para o meu despertar e para reconhecer minha reencarnação nesta vida. Era o Leão que ele queria que eu visse e que novamente a QABALAH SAGRADA despertasse no meu interior e foi ali, a partir daquela noite que eu voltei a estudá-la nesta vida.

Naquele período, durante o qual realizamos todos os rituais e os moedim (festivais da Torá) dentro da garagem que nos fora emprestada por um empresário chamado Benedictus, eu tive um sonho durante o qual eu ouvia sendo cantada a canção de Shabat chamada Veshamru no qual eu estava fazendo as tefilot diante de uma parede feita de tijolos à vista (ou aparentes) e uma voz me dizia "Mantenha firme a aliança".


Devido ao crescimento exponencial da nossa Qehilá, o senhor Paulo no qual o meu mestre, o Santo Ari, por Yibur (reencarnação) usava para me instruir, foi inspirado a me ordenar o Rabino da Qehilá, coisa que eu não desejava de forma alguma, mas da qual não podia escapar, pois eu sou a reencarnação de um rabino e não poderia negar nesta vida o que já havia sido ordenado em outra.

Então, no dia sete de Adar de 5761 (2 de março de 2001), foi lançada a sorte e ela caiu sobre a Even Tarshish (Berílo) e ficou claro o que Hashem desejava, pois meu avô materno se chamava Berílo e o nome desta pedra no original hebraico era o nome da Cidade para a qual Jonas pretendeu fugir quando foi chamado por D' us. A partir daquela noite eu passei a ser chamado "Misha' Ël Ha'Levi" cuja gematria é 432 (216x2) e conhecido por Rav Misha' El (רַב מִישָׁאֵל) nome e título cuja a gematria é igual a 583. Na mesma noite, meu irmão, Márcio, recebeu seu nome hebraico vindo dos lábios do senhor Paulo no qual a alma do Rabino Isaac Lúria estava por Yibur. Ele passou a ser chamado "Ariêh Mordechai" e mais uma vez a Providência Divina estava atuando.

Quando era pequenino, o Rabino Yitzchak Lúria ficou órfão de seu querido pai e então foi criado por seu tio, o Rabino Mordechai Francis. O Sagrado queria que eu soubesse este segredo de reencarnação e por isso deu ao meu irmão o nome hebraico de Ariêh Mordechai que tem as mesmas letras de "Ha' Ari-Mordechai" - o sobrinho e o tio.

Naquele ano, ainda celebramos o Pessach ali, na garagem da casa cujo número o segredo se revelaria ainda no futuro. Uma semana depois, ao nos reunirmos novamente para a Recepção da Shabat, descobrimos que a empresa de formaturas do senhor Benedictus havia se mudado e nos teríamos que devolver as chaves e não teríamos mais onde nos reunirmos para celebrar a praticar Torá e foi então que o sonho no qual eu rezada diante de uma parede de tijolos à vista me foi recordado e eu compreendi que, como Rabino da Qehilá, deveria procurar uma casa para estabelecê-la. Iniciei uma senda por todas as imobiliárias da cidade e nada, até que, em abril, no dia 20, um corretor me contatou e me disse, ao telefone: Rabino, tenho  uma casa para o senhor. A primeira pergunta que fiz, foi qual seria o valor do aluguel, ao que o corretor respondeu "R$500,00".

No mesmo dia ele me levou para ver a casa, e quando eu a vi, fiquei assustado, pois, era uma mansão. Ao chegar no portão, dei de cara com o número na qual a casa estava estabelecida: 583. Quando entrei, tomei outro susto, pois a frente da casa era toda de tijolos à vista! Era a parede diante da qual eu estava fazendo minhas tefilot enquanto o Veshamru estava sendo cantado.

Voltamos à imobiliária para preencher a documentação  e assinar o contrato. A secretária da Concept Imóveis me disse que Contrato seria de 30 meses e a data da vigência seria do dia 23 de abril de 2001 até ao dia 23 de outubro de 2003. Não foi eu quem escolheu a data, uma vez que eu não tinha ciência ainda sobre o Rabino Chaim Vital e nem nunca tinha ouvido, ainda, falar nele, ele que havia nascido no dia 23 de outubro e falecido no dia 23 de abril. A minha reencarnação nesta vida era e é um milagre, mas eu ainda não sabia disto.

Desde que havia retornado à prática da Torá de Hashem em 1999, o único desejo que eu tinha no coração era realizar minha Brit Milá (Circuncisão) e eu rezava com lágrimas nos olhos para que D' us me proporcionasse cumprir este preceito. No mesmo ano, 2001, eu hospedei por mais de um ano, um ex-pastor evangélico na nossa casa no número 583 e também, durante alguns meses, a um amigo meu, o qual chamavamos carinhosamente de "Beni" cujo nome é Ronaldo e que é um exímio baterista que eu havia conhecido no tempo no qual ainda estava perdido na religião das qlipot. Eu estava cumprindo parte dos onze preceito que haviam faltado ao Rabino Chaim Vital.

Em 2002 eu fiz uma palestra em uma loja maçônica em São Paulo, e eles me deram uma placa de agradecimento dedicada ao "Rabino Misha' Ël Ha'Levi" e nesta placa foi gravada a data na qual a palestra fora realizada: 23 de abril de 2002. O antigo rabino estava ali dentro de mim atuando para revelar a sabedoria da QABALÁH.

No dia 13 de Elul de 5762 (22 de agosto de 2002) eu tive uma elevação durante uma meditação e uma voz me disse que eu deveria acrescentar ao meu nome o nome Yehudá o que eu obedeci de pronto e imediatamente e então, chegamos a 2003.

Em Lag Ba' Omer, eu tive um sonho, e um Tzadik Nistar, vestido com um chassídico e portanto uma bengala, veio e me contou um segredo sobre o Guilgul (Reencarnação). Ele me disse: O Ruach de um judeu, não pode reencarnar sobre uma néfesh gentia e o segredo para isto está no verso que diz "irei e voltarei para o meu primeiro marido". que é parte do versículo "Ela irá atrás de seus amantes, mas não os alcançará; e buscá-los-á, mas não os achará; então dirá: Ir-me-ei, e tornar-me-ei a meu primeiro marido, porque melhor me ia então do que agora (Oséias 2:7)".

כִּי זָנְתָה אִמָּם, הֹבִישָׁה הוֹרָתָם: כִּי אָמְרָה, אֵלְכָה אַחֲרֵי מְאַהֲבַי נֹתְנֵי לַחְמִי וּמֵימַי, צַמְרִי וּפִשְׁתִּי, שַׁמְנִי וְשִׁקּוּיָי.

O segredo deste passuq (versículo) é a reencarnação das nafeshot (almas) dos judeus na Galut (exílio) e até completarem seus tikunim e então serem devolvidos para se unificarem, como numa casamento, aos seus ruchot (espíritos), segredos que estão em Shaar Ha'guilgulim, mas, até então, eu nunca havia estudado, nesta vida ao Portão das Reencarnações e apenas havia lido e estudado ao livro do Rabino Philip Berg, de abençoada memória, A Roda Das Almas.

No mesmo ano, 2003, eu traduzi dez capítulos do Shaar ha'Guilgulim e os guardei no computador. A razão para o que foi em dito em sonho por um Tzadiq Nistar está está estabelecida em Shaar Ha'Guilgulim que explicita que um ruach retificado não pode se assentar e ser unido com uma nefesh manchada e vice-e-versa.

No meu coração, a prece pelo milagre da minha circuncisão ainda era mantida com kavanná e então, no meu aniversário de 37 anos, eu pedi ao Santo, bendito seja ele, que me permitisse ser circuncidado no Hilulá (aniversário de facelimento) de um dos mestre de Safed, mas não especifiquei qual e foi então que o milagre se realizou. Tudo estava estabelecido pelo Divino.

No final de julho, fui apresentado, por um dos membros da nossa Qehilá, a um Mohel e Rabino que aceitou, depois de averiguar a intenção do meu coração e que eu era um verdadeiro praticante da Torá, fazer a minha Brit Milá. No meu coração, eu queria estabelecer um Minian (dez homens circuncisos) para a Qehilá, e cheio de amor para com os meus amigos e companheiros, questionei ao Rabino e se ele faria mais dez circuncisões no mesmo dia. Ele aceitou me pedindo o valor de U$100,00 por cada circuncisão e ele mesmo marcou a data: dia 3 de agosto de 2003.

Quando eu fui verificar no calendário hebraico, descobri que o dia 3 de agosto iria cair no dia 5 de Av de 5763, aniversário de falecimento do meu mestre, o Santo Arizal. Fui às lágrimas.

Uma semana antes da circuncisão, um jovem chamado Sh' muel teve um sonho no qual D' us lhe disse: O Arizal está no vosso meio. Eu fiquei me perguntando quem poderia ser uma reencarnação do Sagrado Leão no exílio e no nosso meio. Guardei este segredo no meu coração.

Na semana da minha Brit Milá, restrições gigantescas se manifestaram. A Federação Israelita estava sabendo da Nossa Qehilá e mandou duas pessoas para nos ameaçar e desmotivar pessoas a realizar a Brit Milá. Entraram em contato com o Mohel e o fizeram desistir de realizar a Brit contato a ele mentiras sobre a minha pessoa. Ele me comunicou sobre a sua desistência e eu implorei a ele que não desistisse. Hashem então, moveu o coração dele e ele aceitou novamente realizar as circuncisões.

No dia 5 de Av de 5763, no Hilulá do meu mestre, o Santo Arizal, eu fui, aos 37 anos, circuncidado na casa de número 583 juntamente com mais dez homens, num total de onze pessoas e realizado assim todos os demais preceitos que haviam faltado ao Rabino Chaim Vital de uma única vez. A partir daquele dia passei a me chamar Rav Misha' Ël Yehudá (רַב מִישָׁאֵל יְהוּדָה) cuja gematria é igual a 613 que é o mesmo número de preceitos que contem a Torá de Hashem!

No dia 23 de outubro de 2003, o contrato de aluguel da casa 583 venceu, e eu, motivado pelo Ruach Ha'Qodesh (Espírito Santo) mudei a Qehilá para a cidade de Mogi das Cruzes, para a casa de número 106, em frente à casa número 123. Em agosto de 2008, eu publiquei meu primeiro Livro, chamado "Guilgulim - A Roda Das Reencarnações".

Em dezesseis de fevereiro de 2017, sonhei e me foi mostrado uma escritura hebraica na qual eu podia ler "Eifo ha'navi ben-Amitai (אֵיפֹה הַנָּבִיא בֶן-אֲמִתַּי) - Onde está o profeta, o filho de Amitai?" ao mesmo tempo em que eu ouvia esta pergunta sendo pronunciada pelos mestres nos Céus (Academia Celestial).



Durante o sonho eu senti a presença do meu amado Professor, o Sagrado Leão de Safed (Ha'Ari Ha'Qadosh) e sabia que ele queria me dar um segredo. Ao acordar e ainda com esta impressão mística na memória da alma, procurei nela a assinatura do meu amado Mestre. Calculei a gematria das letras na oração que li e ouvi nos céus e descobri o valor 667 que é a gematria do meu mestre.

Alguns dias depois deste sonho, eu atravessei o Portão de Yaffo pela primeira vez nesta minha reencarnação. Em hebraico "Shaar Yaffo (שָׂעַר יָפוֹ)" possui gematria Im Hakollel igual a 667 e esta por sua vez é a mesma gematria Im Hakollel de "Guilgul Arizal ve' ha' Rav Chaim Vital (גִּילְגּוּלִ אֲרִיזָּל והַרַב חיים ויטל)" ou gematria Hechrachi (com o acréscimo da letra alef a Vital como em algumas gafrias) igual a 667. O segredo é o que o Rebe Chaim Vital disse: "Eu e o Ari somos um!".

No dia 30 de Nissan, hilulá do Rabino Chaim Vital, eu pisei na Rechov Ha' Ari (Avenida do Ari) e caminhei até o túmulo o meu mestre, o Sagrado Leão de Safed. Em hebraico "Rechov Ha' Ari (רְחוֹב הַאֲרִי)" tem a mesma gematria de Misha' Ël Ha''Levi que é 432, duas vezes 216 que é a gematria de Ha' Ari (הַאֲרִי).



Conclusão
Para encerrar esta profunda e espiritual revelação, vou abrir outro segredo que adorna este selo divino da obra realizada por Hashem, este verdadeiro milagre. O rabino Chaim Vital se ocultou do mundo no dia 30 de Nissan do ano 380 do 5º milênio. Em hebraico esta data é escrita com as letras "lamed, nun, yud, samech, nun sofit, shin, e pei (ל ניסן שפ)" e a gematria Mispar Kolel desta data maravilhosa do ocultamento desde grande sábio é exatamente 583.

"Os que falam contra os milagres de D' us no mundo, fazem lashon hará (maledicência) contra os Céus e contra a obra de Hashem, pois quem determina ao homem renascer e onde renascer é o Sagrado, bendito seja Ele, e não o homem".


Misha' Ël Ha' Levi



Autor
Misha' Ël Ha'Levi
(Deepak Sankara Veda)

sábado, 23 de setembro de 2017

O Cetro De Metatron


Abaixo você verá, assinalado , na imagem que capturei no Starwalk, o Cometa Panstarrs (C/2011 L4) que é o Cometa sobre ao qual já publiquei no Facebook, no Bloggger e no meu Livro Kalamus Elohai - O Mistério Do Cometa - e que foi anunciado pelo Zôhar Sagrado há 2000.

"No sexto dia, no vigésimo quinto dia do sexto mês (Adar), uma Estela se tornará visível e se ocultar no sétimo dia no final de setenta dias. No primeiro dia, ela será vista na cidade de Roma..."

Zôhar Balak)

No dia 7 de março de 2013, que foi o dia 25 de Adar (sexto a partir de Elul), o cometa Panstarrs (C/2011 L4) se tornou extremamente brilhante e todos bispos e cardeais estavam em Roma para o Conclave. Em Roma era quinta-feira, mas em Israel já era sexta.

Acham que é  um acaso que este mesmo cometa está agora apontando a Constelação de Leão bem  o dia no qual a Era Messiânica que está nascendo? Parem e pensem... Releiam tudo o que já publiquei, estudem e VEJAM...

Ele surgiu emj 2013 justamente no dia no qual o Zôhar o havia profetizado. No calendário hebraico, 2013 foi o ano universal 5773 (התשע'ג) e ao somarmos as letras de 5773 o resultado é 778.

"Não se afastará o "Cetro" de Yehudá e nem o Comando dentre os seus pés até que venha o "messias", a ele todos os povos se reunirão (לֹא-יָסוּר שֵׁבֶט מִיהוּדָה, וּמְחֹקֵק מִבֵּין רַגְלָיו, עַד כִּי-יָבֹא שִׁילֹה, וְלוֹ יִקְּהַת עַמִּים)". 

Genesis 49:10

A palavra da qual eu traduzi "Cetro" é a palavra "shevet (שֵׁבֶט)" que tem as mesmas letras de "Shavit (שביט)" que é cometa. Vejam que ele aponta para os pés do Leão e o verso diz "nem a vara de comando dentre os seus pés".

A constelação de Leão é, de acordo com o Sêfer ha'Yetzirá - o Livro da Formação - escrito por Avraham Avinu e que é mencionado secretamente no Tehilim (Salmos) 91 e no Tehilim 139, a Tribo de Judá (Yehudá) no universo e cometa aponta ela ela, além do mais o cometa é o Cajado de Adonai que é o Anjo Metatron. Com esta compreensão Eu posso retraduzir o verso:

"Não se afastará o Cometa de Leão e nem a vara (cajado) dentre as suas pernas antes que venha a Era Messiânica e a ela todos os povos serão reunidos".

O que eu traduzi como "Era Messiânica" e a parte no verso que diz "ad ki yavô Shiló (עַד כִּי-יָבֹא שִׁילֹה) - até que venha Shiló...". A parte "yavô Shiló  (-יָבֹא שִׁילֹה)" possui gematria igual a 358 que é a mesma de Mashiach (messias). A palavra "ad  (עַד)" tem as letras de "Déa (דע)" que se traduz para "conheça" ou seja "a Era Messiânica se dá a conhecer" através deste sinal Estelar esplendoroso, o alinhamento dos planetas com o "Cetro de Metatron" apontando para o Leão.


É para completar e ratificar esta compreensão do Mistério divino, vos ofereço esta gematria: A expressão "Cometa do Messias Filho De David" se diz em hebraico/aramaico "kochavá shavit Mashiach Ben David  (ככבא שבט משיח בן דוד)" escrita com abreviação em "kochavá shavit  (ככבא שבט)" resulta em gematria igual a 778. 


Autor
Deepak Sankara Veda​
Bën Mähren Qadesh

domingo, 17 de setembro de 2017

O Rabino Ancestral


Rabbi D'Qedem
(רַבִּי ד'קֶדֶם)

Na madrugada de 3 de maio de 2008, sonhei que estava em um lugar amplo e me preparando para a Recepção da Shabat (A Shekiná) ao ar livre (era uma chácara) quando alguns judeus chegaram e entre eles estava o rabino que havia feito a minha Brit Milá (Circuncisão) no Hilulá (aniversário de ocultamento) do Leão Sagrado, o meu mestre , o Rabino Isaac Lúria.

O Rabino me instruiu a levar o Aron ha'Qodesh (Armário Sagrado onde se guarda o Rolo da Torah) de volta para dentro da casa, pois eu o havia levado para fora para o Ritual.

Dentro da Casa, eu me coloquei na frente do Aron e foi então que notei que nele estava escrito a palavra Tzadiq (צדיק) que é o termo para uma pessoa Santa na QABALÁH. Acordei e anotei o sonho.

Este dia fora o Hilula do Rabbi Hayim Vital no calendário Juliano vigente no século dezesseis. Em agosto eu publiquei a primeira versão em PDF do meu Livro "Guilgulim - A Roda das Reencarnações" com dez capítulos do Sha'ar ha'Guilgulim (Portão Das Reencarnações) que eu havia traduzido cujo autor fora o Rabino Hayim Vital.

Um ano depois, na madrugada de 2 de maio se 2009 durante meu sonho, uma das minhas tias chamada Zazá (זָזָא) falava comigo e me dizia que, na antiguidade havia tido um Rabino na nossa família e ela me mostrava um documento e nele estava escrito "Rabbi D'Qedem (רַבִּי ד'קֶדֶם).

Lembranças De Outras Vidas

Todos os eventos nesta minha vida foram milagres e os maiores se deram em 1996 quando sonhei e acordei cantando o Má Tovú (מַה-טֹּבוּ אֹהָלֶיךָ, יַעֲקֹב; מִשְׁכְּנֹתֶיךָ, יִשְׂרָאֵל) - o Sagrado Nome de 26 Letras - nem nunca antes ter ouvido hebraico e principalmente estudado a língua sagrada e em 2014 quando meu Despertar aconteceu.

A gematria Mispar Hechrachi também conhecida por Mispar ha'Panim que é o cálculo do valor normativo de Rabbi D'Qedem (רַבִּי ד'קֶדֶם) é 360 e esta  é a mesma de "ha'Ari qodêm (הארי קֹדֶם)" cuja a tradução é "anteriormente o Ari (Elohei Rabbi Yitzchak)" o que seria o mesmo que dizer "anteriormente, ele foi o Ari".

Qodêm (קֹדֶם) também pode ser traduzido como "Ele tinha vindo antes (em outra reencarnação)" e também "Em tempos antigos, num passado distante".

Existe uma expressão em QABALÁH usada para como referência a uma reencarnação anterior de uma pessoa que é "Guilgul Qodêm (גִּלְגּוּל קֹדֶם)". A gematria de Guilgul Qodêm é 216 que é a mesma de ha'Ari.

Recebendo Instrução Da Alma

Por que minha tia Zazá (זָזָא) foi quem veio no sonho para me revelar o segredo? O nome da minha tia, é um nome hebraico e significa "clarear" e podemos compreender como "revelar".

A gematria Mispar Kadmi (soma do valor da letra com as letras anteriores a ela) de Rabbi D'Qedem é 1613 Que neste evento se refere ao ano de 1613 que foi correspondente ao ano hebraico de 5373, ano no qual o Rabino Hayim Vital publicou o seu Sha'ar ha'Guilgulim  (Portão Das Reencarnações) e não apenas isto. A 5373 letra da Torah ê a letra Guimel (ג) na palavra "heragô" no Genesis 4 versículo 25, onde diz "heragô Kayin (o assassinou Kayin)" se referindo a Abel. A partir desta letra Guimel de "heragô (הֲרָגוֹ)" de três em três letras está codificada a palavra "Guilgul (גִּילְגּוּל) - Reencarnação".

כִּי הֲרָגוֹ קָיִן. כו וּלְשֵׁת גַּם-הוּא יֻלַּד
גִּילְגּוּל

Minha alma me instruiu através dos sonhos para que eu me recordasse das minhas reencarnações anteriores e este é o significado de "Conhecer a si mesmo" e de "Estar Desperto".

Finalmente, a gematria Avgad de Rabbi D'Qedem, que é método que substitui cada letra pela anterior é 583, o número na parede do meu quarto e que é o exato valor de Rav Misha'Ël (רַב מִישָׁאֵל), ou seja, Rabino Misha'Ël.

Em 2001, no dia 23 de abril, assinei o contrato de aluguel da casa número 583 na Rua Gastão Vidigal, na Vila Amorim em Suzano, que se tornaria a sede da nossa K'nesset Eliahu (Sinagoga do Profeta Elias). O contrato foi firmado por 30 meses com vencimento no dia 23 de outubro de 2003. Eu nada sabia sobre mim e nem sobre minhas reencarnações anteriores. Me lembro até hoje da voz da secretária da Imobiliária Concept quando me disse que a vigência do contrato seria de 23 de abril de 2001 a 23 de outubro de 2003. Não fui eu quem escolhi as datas. Foi a Providência Divina. E qual o segredo?

O maior e principal discípulo do Ari'zl (Rabino Isaac Lúria, de abençoada lembrança) foi o Rabino Hayim Vital que nasceu em Safed no dia 23 de outubro de 1542 e faleceu em Damasco na Síria no dia 23 de abril de 1620. O Rabino Hayim frequentava a sinagoga do seu mestre chamada "K'nesset Eliahu Ha'Navi (Sinagoga do Profeta Elias)".

O aviso de vencimento do Contrato de aluguel


É há outro sonho no qual outra alma, outra centelha e reencarnação me foram reveladas, mas esta e uma outra história.

"O que já foi voltará a ser, e o que feito será repetido, e nada há de novo sob o sol. Há fatos perante os quais alguém poderá dizer: "Veja, trata-se de algo novo!" Isto, porém, já ocorrera nos tempos passados (מַה-שֶּׁהָיָה, הוּא שֶׁיִּהְיֶה, וּמַה-שֶּׁנַּעֲשָׂה, הוּא שֶׁיֵּעָשֶׂה; וְאֵין כָּל-חָדָשׁ, תַּחַת הַשָּׁמֶשׁ. י יֵשׁ דָּבָר שֶׁיֹּאמַר רְאֵה-זֶה, חָדָשׁ הוּא: כְּבָר הָיָה לְעֹלָמִים, אֲשֶׁר הָיָה מִלְּפָנֵנוּ.)".

Qohelet 1: 9 & 10


Autor
Deepak Sankara Veda​
"Ben Mähren Qadësh".


segunda-feira, 4 de setembro de 2017

A Liteira De Salomão


"Eis que é a liteira de Salomão; estão ao redor dela sessenta valentes, dos valentes de Israel (הִנֵּה, מִטָּתוֹ שֶׁלִּשְׁלֹמֹה--שִׁשִּׁים גִּבֹּרִים, סָבִיב לָהּ:  מִגִּבֹּרֵי, יִשְׂרָאֵל)" - Shir ha'Shirim (Cânticos de Salomão) 3:7

Venha, Leia em Compreenda: Salomão é o Sefirot de Chochmá (Sabedoria Divina) que é sua Carruagem (Merkavá) - sua liteira. Os sessenta valentes que a cercam são os seis Sefirot de Zeir Anpin (a Face Curta de D'us) que são Chessed, Guevurá, Tiféret, Netzach, Hód e Yesod, cada uma com outros dez Sefirot (6×10=60) e "dos valentes de Israel" é Malchut que é o Reino.

Tudo é uma alusão e o segredo da Árvoredas Vidas (Etz ha"Chaim) e para os Cristãos tomo, para lhes oferecer Compreensão, um excerto de Chazon Yohanan (Apocalipse), onde se diz: "...que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor (קֹרְאִים בְּקוֹל גָּדוֹל נָאֶה לַשֶׂה הַטָּבוּחַ לָקַחַת עֹז וְעֹשֶׁר וְחָכְמָה וּגְבוּרָה וְהָדָר וְכָבוֹד וּבְרָכָה׃)" - Apocalipse 5:12

Verdadeiramente, a expressão "Qoreím be'qol gadol (קֹרְאִים בְּקוֹל גָּדוֹל )" que foi traduzida para "que com grande voz diziam..." é, na verdade "Invocavam com grande voz...". Há muita diferença entre "hem omerú (diziam)" para "qoreím" porque, "qoreím" vem da raiz de "qará" que é "chamar, nomear, proclamar, invocar" e este último como em Yeremiahu 33 versículo 3, onde se lê: "Qrá elai ve'"eenechá, ve'aguidá lechá, guedolot, u've'tzorot lo yedatêm (קְרָא אֵלַי, וְאֶעֱנֶךָּ; וְאַגִּידָה לְּךָ גְּדֹלוֹת וּבְצֻרוֹת, לֹא יְדַעְתָּם)" e que na maioria das antigas traduções se encontra "Clama a mim" ou "Invoca-me" e, portanto, "qoreím" tem mais sentido de "Invocavam com grande voz". E o que eles invocavam?

No hebraico o passuq (versículo) diz "Chochmá, u'Guevurá ve'Hadar (yesod) ve'Kavod (Hód) u'Brachá (Chessed)" e se trata de uma invocação da Árvores das Vidas é suas Emanações (Sefirot) que são chamadas Luzes.



E o que há sobre as Emanações divinas das Sefirot da Árvore das Vidas? Sobre elas brilham os Nomes do Adon Olam (Senhor do Universo) que são: Keter (Ehyeh), Chochmah (YHVH), Binah (YHVH Elohim), Chesed(El), Gevurah (Elohim Gibo), Tiferet (YHVH Eloah va'Da'at), Netzach (YHVH Tzva'ot), Hod (Elohim Tzva'ot), Yesod (Shadai El Chai) e Malchut (Adonai h'a"Aretz). Eles estavam invocando os Nome Divinos de D' us que foi chamado pelo Apóstolo Tiago de "Pai das Luzes".

"Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação (כָּל־מַתָּת טוֹבָה וְכָל־מַתָּנָה שְׁלֵמָה תֵּרֵד מִמַּעַל מֵאֵת אֲבִי הָאוֹרוֹת אֲשֶׁר חִלּוּף וְכָל־צֵל שִׁנּוּי אֵין־עִמּוֹ׃)" - Tiago (Yaakov) 1:17

O "Pai" se refere ao Sefirot Chochmá que é chamada Pai e as Luzes se referem aos Sefirot de Zeir Anpin que é esotericamente nomeado "Filho" e "Messias" e "O Cordeiro" e que não é uma referência ao "Jesus Católico- Cristão", enquanto Malchut, o Reino, é chamado de "Filha" ou "a Noiva" que são uma alusão à Shekiná (A Divina Presença). Além do mais, o termo "orót (אוֹרוֹת)" que é "Luzes" se refere à Torá, pois, orót tem o mesmo valor que é o número de mitzvot (preceitos positivos e negativos) que contém a Torá.


"Respondeu-lhe Yeshu'a: Eu sou o caminho, e a verdade, e as vidas; ninguém vem ao Pai, senão através de mim (וַיֹּאמֶר אֵלָיו יֵשׁוּעַ אָנֹכִי הַדֶּרֶךְ וְהָאֱמֶת וְהַחַיִּים לֹא־יָבֹא אִישׁ אֶל־הָאָב בִּלְתִּי עַל־יָדִי)" - Ha'beshorá al pi Iochanan 14: 6

Ninguém pode alcançar Chochmá sem atravessar Zeir Anpin que é o Filho (não uma pessoa, mas uma emanação das sefirot) e isto requer realizar todas as correções da néfesh (alma animal) para merecer um ruach de Yetzirá (mundo da formação) e depois merecer uma neshamá de briá (alma divina do mundo da criação) e então poderá chegar à chochmá que está em Atzilut (mundo da emanação). Claro que, através do despertar tudo é possível.

"E o Espírito e a noiva dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, receba de graça a água da vida (וְהָרוּחַ וְהַכַּלָּה אֹמְרִים בֹּא וְהַשֹּׁמֵעַ יֹאמַר בֹּא וְהַצָּמֵא יָבוֹא וְהֶחָפֵץ יִקַּח מַיִם חַיִּים חִנָּם׃)" - Ha'Hitgalut 22:17

No hebraico está escrito "Ha'Ruach (o Espirito)" que ê o Olam ha"Yetzirá (Filho/messias) - O mundo da Formação - composto de Chessed, guevurá, tiferet, netzach, hod e Yesod, e "ve'Kalá (malchut) que é a Noiva (a Shechiná) e que habita na sua Tenda que é Malchut (a mulher) - O Sagrado feminino.

No final está escrito: "mayim chaim chinam (מַיִם חַיִּים חִנָּם) - águas das Vidas livremente" que se refere aos mistérios da Torá que é chamada "Águas das Vidas" e o termo "chinam (חִנָּם)" que é composto das letras "Chet (ח)", Nun (נ) e Mem Sofit (ם)" que são as iniciais de "Chochmat Nistar mi-Toráh (Sabedoria Escondida da Toráh)" que é uma alusão à QABALÁH SAGRADA.

Corram pastores e padres e adquiram o que vocês nunca tiveram - Sabedoria - pois o Era do Messias (Despertar) chegou e o povo será liberto da vossa escravidão. Sintam medo e temor, pois o Sagrado está se revelando e dando da Sua Sabedoria ao mundo. Escondam-se, se puderem, pois o Santo agora está contra vós. Autor Deepak Sankara Veda​

English Translate


Solomon's Bed: "Behold, it is the bed of Solomon: there are about sixty mighty men of valor, of the mighty men of Israel (הִנֵּה, מִטָּתוֹ גִּבֹּרִים, סָבִיב לָהּ: מִגִּבֹּרֵי, יִשְׂרָאֵל)" - Shir ha'Shirim of Solomon) 3: 7

Come, Read in Understand: Solomon is the Sefirot of Chochma (Divine Wisdom) who is his Chariot (Merkavá) - his litter. The sixty braves surrounding it are the six Sefirot of Zeir Anpin (the Short Face of Gd) who are Chessed, Gevurah, Tifferret, Netzach, Hod and Yesod, each with ten other Sefirot (6 × 10 = 60) and "the mighty of Israel" is Malchut who is the Kingdom.

Everything is an allusion and the secret of the Tree of Lifes (Etz ha "Chaim) and for the Christians I take an excerpt from Chazon Yohanan (Revelation), to offer them Comprehension, where it says:" ... with a loud voice they said: Worthy is the Lamb, who was slain, to receive power, and wealth, and wisdom, and strength, and honor, and glory, and praise (קֹרְאִים בְּקוֹל גָּדוֹל נָאֶה לַשֶׂה הַטָּבוּחַ לָקַחַת עֹז וְעֹשֶׁר וְחָכְמָה וּגְבוּרָה וְהָדָר וְכָבוֹד וּבְרָכָה:) Revelation 5:12

In Hebrew the passuq (verse) says "Chochma, u'Guevurá ve'Hadar (yesod) ve'Kavod (Hód) u'Brachá (Chessed)" and it is an invocation of the Trees of the Lives and its Emanations (Sefirot) are called Lights.



"Every good gift and every perfect gift comes from above, descending from the Father of lights, in whom there is no change or shadow of variation (כָּל-מַתָּת טוֹבָה וְכָל-מַתָּנָה שְׁלֵמָה תֵּרֵד מִמַּעַל מֵאֵת אֲבִי הָאוֹרוֹת אֲשֶׁר חִלּוּף וְכָל-צֵל שִׁנּוּי אֵין -עִמּוֹ:) "- James (Yaakov) 1:17

The "Father" refers to Sefirot Chochma who is called Father and the Lights refer to the Sefirot of Zeir Anpin who is esoterically named "Son" and "Messiah" and "The Lamb" and who is not a reference to "Jesus Catholic- Christian, "while Malchut, the Kingdom, is called" Daughter "or" the Bride "which is an allusion to Shekinah (The Divine Presence). Moreover, the term "orót (אוֹרוֹת)" which is "Lights" refers to the Torah, for, orót has the same value as is the number of mitzvot (positive and negative precepts) contained in the Torah.



"Yeshua answered him, 'I am the way, the truth, and the lives: no man cometh unto the Father, but by me' (וַיֹּאמֶר אֵלָיו יֵשׁוּעַ אָנֹכִי הַדֶּרֶךְ וְהָאֱמֶת וְהַחַיִּים לֹא-יָבֹא אִישׁ אֶל-הָאָב בִּלְתִּי עַל-יָדִי) "- Ha'beshorá al pi Iochanan 14: 6

No one can reach Chochma without crossing Zeir Anpin who is the Son (not a person, but an emanation of the sefirot) and this requires realizing all the corrections of the néfesh (animal soul) to deserve a ruach of Yetzira (world of formation) and then deserve a neshamah of briá (divine soul of the world of creation) and then can reach the chochma that is in Atzilut (world of emanation). Of course, by awakening everything is possible. requires Definições de require verbo need for a particular purpose. three patients required operations sinônimos: need, be in need of Veja também require Traduções de require verbo exigir require, demand, ask, need, exact, command pedir ask, ask for, request, seek, demand, beg requerer require, request, apply, claim, need, petition necessitar need, require, necessitate, want, lack, demand reclamar reclaim, call, protest, require, lay claim to, assert mandar send, have, order, tell, boss, enjoin

"And the Spirit and the bride say, Come, and whoever hears, say: Come, and let him who is thirsty come, and whosoever will, let him receive the water of life freely" (וְהָרוּחַ וְהַכַּלָּה אֹמְרִים בֹּא וְהַשֹּׁמֵעַ יֹאמַר בֹּא וְהַצָּמֵא יָבוֹא וְהֶחָפֵץ יִקַּח מַיִם חַיִּים חִנָּם:) "- Ha'Hitgalut 22:17

In Hebrew it is written "Ha'Ruach (the Spirit)" which is the Olam ha "Yetzirah (Son / messiah) - The world of Formation - composed of Chesed, guevurá, tiferet, netzach, hod and Yesod, and" ve'Kalá (malchut) who is the Bride (the Shechina) and who dwells in his Tent which is Malchut (the woman) - the sacred feminine.

At the end it is written: "mayim chaim chinam (מַיִם חַיִּים חִנָּם) - waters of the Lives freely" which refers to the mysteries of the Torah which is called "Waters of the Lives" and the term "chinam (חִנָּם)" which is composed of the letters " Chet (ח), Nun (נ) and Mem Sofit (ם) "which are the initials of" Chochmat Nistar mi-Torah (Hidden Wisdom of Torah) "which is an allusion to SACRED QABALÁH.

Run pastors and priests and acquire what you have never had - Wisdom - for the Age of the Messiah (Awakening) has come and the people will be delivered from your bondage. Feel fear and fear, for the Holy One is revealing Himself and giving of His Wisdom to the world. Hide yourselves, if you can, for the Holy One is now against you. 


Author 
Deepak Sankara Veda
"Bën Mähren Qadosh"

O Holocausto Atômico


O Código 778

Foi em 1996 que o Jornalista Michael Drosnin, autor do Best-seller "O Código Da Biblia" descobriu a Key-Code "Shoá Atomit (שואה אטומית) - Holocausto Atômico. Ele não pôde ir além da descoberta desta "Palavra-Chave" por não ser Cabalista e nem conhecer a fundo a língua hebraica e os textos da QABALÁH, como o seu principal manuscrito, o Sêfer ha'Zohar ha'Qadosh e, uma mente limitada, dogmatizada tende a adaptar aos seus conceitos e crenças qualquer coisa que lhe seja apresentada.

"Nunca teorize antes de possuir os dados. Invariavelmente, você acaba torcendo fatos para atender às suas teorias, em vez de teorias para atender fatos". 

Sherlock Holmes

Eu comecei a investigar este Código em 1997 e com mais afinco e dedicação a partir do ano 2000. Eu 2007, comecei escrever o que eu achava que seria apenas um conto de ficção mística o qual chamei "Crepúsculo De Bronze". Em 2011 comecei a receber informações do futuro quando fui tomado por uma centelha vinda de 2043 e que poetizou através da minha boca a poesia pós-apocaliptica "SILÊNCIO" e depois outra chamada "OCASO". Ambas estão publicadas aqui no Blogger da Comunidade Mística De Qedmá. 

Silêncio
A Poesia

Então, em 2012 eu compus os dois mais importantes trabalhos áudio-visuais que foram os homônimos "Crepúsculo De Bronze" e "Ocaso" ao mesmo tempo que publiquei "Retratos Do Futuro" e "O Zôhar & a Bomba Atomica". Durante a criação destes trabalhos fui tomado pela Compreensão Divina e descobrir a data na qual o Holocausto Atômico aconteceria: 16 de julho de 2013. No calendário hebraico 9 be'Av 5773. Ao calcular a gematria de "Av be' 5773 (אב ב'תשעג)" descobri que o valor 778 e então, me ocorreu de calcular também a gematria de "Shoá Atomit (שואה אטומית)" e para o meu terror era o mesmo valor da data "Av be'5773". Percebi a importância imediata do Código.


Comecei a investigar a Chave descoberta por Michael Drosnin e até mesmo A explosão do Reator Nuclear de Chernobyl estava no Código assim, como também os nomes dos presidentes americanos George W. Bush e Barack Obama incluindo a data da sua reeleição. O Código dizia: "Na terça feira Presidente". Recentemente eu descobri "Trump" e "Hillary" "Coréia do Norte" e "5773 (2013) no mesmo Código. 

CLIQUE PARA AMPLIAR


Foi um alívio, quando na manhã de 16 de julho de 2013 nenhuma bomba nuclear explodiu. Soube que o Holocausto Atômico havia sido adiado mas não confortável, pois em cinco anos entrariamos em 5778 equivalente no calendário gregoriano a 2018. 


Em abril eu estava em Israel quando um canal de notícias israelense exibiu uma reportagem intitulada "Baal Ha'Bait Histagêa (בעל הבית השתגע)" que se traduz para "O chefe (Presidente) ficou louco!". Quando olhei para as letras hebraicas de "Histagêa (השתגע)" vi que eram as mesmas letras de "5773 (התשגע)" o ano no qual havíamos escapado do Holocausto Nuclear e que somadas são 778. Calculei "Presidente Donald Trump (נָשִיא דֹנַלד טְרָמף)" substituindo as letras "Vav (ו)" de Donald e a letra "Alef (א)" de Trump por nikkudot (pontos vogais) e o resultado foi assombrosamente 778. Calculei "Coréia do Norte: 1° Guerra Atômica (קוריאה מצפון: א מלחמה אטומי)" o que resultou em 778. 


Hoje, 3 de setembro de 2017 (13 de Elul) a Coréia do Norte testou uma bomba nuclear de hidrogênio! Em hebraico a palavra dia (iom) pode ser reduzida para sua primeira letra "yud (י)" ficando "י"ג קוריאה מבחן גרעיני" - "Dia 3 Coréia: Teste nuclear=778".

A 3ª Guerra Mundial?

"Rastilhos De Fogo"

"O combate se dará assim: Rastilhos de fogo serão disparados da grande estrela no centro e destruirão todas (as nações) ao seu redor. Mas a cada manhã elas reaparecerão e o combate se reiniciará. Isso durará sessenta dias".

Zôhar - O Ninho Do Pássaro

Esta estrela, informa o Zôhar, estará no Leste de Israel e a guerra começaria após a aparição de uma grande estrela (cometa) que eu acredito ter sido o cometa PanStarrs em 2013 (5773).

A Coréia à Leste de Israel

O Cometa PanStarrs sobre o Japão

Ao ocaso do dia 20 de setembro entraremos no ano hebreu 778. Conseguiremos evitar novamente o Holocausto Atômico? Que o Sagrado nos capacite com Sua Sabedoria para que possamos, novamente, evitar a maior e talvez a última de todas as guerras. 


Em processo de criação

Autor 
Deepak Sankara Veda
Bën Mähren Qadosh

sábado, 2 de setembro de 2017

Os Cedros Do Líbano


"Durante 120 anos, Noé, cujo nome era Menachem (confortador), plantou Cedros com intuito de construir a Arca . Ele os cortava e eles imediatamente nasciam novamente, usando sementes que Adão trouxera do Jardim do Éden".

Em 2010, fui informando num sonho, que um novo filme sobre Noé e o Dilúvio seria rodado e não haviam rumores sobre isto. No meu sonho eu vi um ator chamado Michael Paré e um cena de árvores crescendo instantaneamente me foi mostrada. Eu ainda não havia redescoberto este fragmento da narrativa sobre Noé e o Dilúvio.

A palavra hebraica bíblica para Cedro é "Arzei (אִרְזִי)" e que contém as mesmas letras aramaicas da palavra "Razei (רָזֵאי)" que significa "mistérios divinos".

O profeta Ishayahu disse: "Até os ciprestes e os cedros do Líbano se alegram diante de Ti... (Isaías 14:8)". Cedros do Líbano no hebraico bíblico das palavras de Ishayahu são "Arzei Levanon (אַרְזֵי לְבָנוֹן)" e que por temurá (permutação qabalistica) revela a expressão "Navön Raziel (נָבוֹן רָזִיאֵל)" que se traduz "Instrução de Raziel". O anjo Raziel foi o professor de Adão no Jardim do Éden e o seu Livro, escrito em uma pedra de Safira de Luz a partir do "Tal (טל) - o Orvalho Divino - foi trazido a Noé pelo anjo Rafael.

O significado disto é que, durante 120 anos Noé falou dos Mistérios divinos que são os Cedros do Jardim do Éden, os mistérios dos seis dias da Criação chamados "Cedros do Libano" que são as Árvores (Sefirot) do Vergel superior (Bináh) nomeados "mistérios da compreencão) à sua geração mas ela não lhe deu ouvido.

Nao sejamos nós como a geração de Noé motivada pelo Ego e pelo desejo por bens e estátus e magia através da Sabedoria da Torá.

Este foi um mistério trazido a mim pelo Príncipe (Arcanjo) Michael e por isto eu vi o ator Michael Paré (פֹּארָה מִיכָאֵל), que no meu sonho era o Diretor do filme. Paré tem  as letras de "Purá (פֹּארָה) que significa "Ramo" indicando que este mistério foi um ramo podado dos cedros do Jardim superior por Michael.




The Cedars Of Lebanon
English Translate

"For 120 years, Noah, whose name was Menachem (comforter), planted Cedars in order to build the Ark. He would cut them off and they would be born again, using seeds that Adam had brought from the Garden of Eden."

In 2010, I was reporting in a dream that a new movie about Noah and the Flood would be shot and there were no rumors about it. In my dream I saw an actor named Michael Paré and a scene of trees growing instantly was shown to me. I had not yet rediscovered this fragment of the narrative about Noah and the Flood.

The biblical Hebrew word for Cedar is "Arzei (אִרְזִי)" and it contains the same Aramaic letters from the word "Razei (רָזֵאי)" meaning "divine mysteries."

The Prophet Ishayahu said, "Even the cypresses and cedars of Lebanon rejoice before You ..." (Isaiah 14: 8). Cedars of Lebanon in the biblical Hebrew of the words of Ishayahu are "Arzei Levanon (אַרְזֵי לְבָנוֹן)" and that by temurá (qabalistic permutation) reveals the expression "Navön Raziel (נָבוֹן רָזִיאֵל)" which translates to "Instruction of Raziel." The angel Raziel was the teacher of Adam in the Garden of Eden and his Book, written on a Sapphire stone of Light from the "Tal (טל) - Divine Dew" - was brought to Noah by the angel Raphael.

The meaning of this is that for 120 years Noah spoke of the Divine Mysteries which are the Cedars of the Garden of Eden, the mysteries of the six days of Creation called "Cedars of Lebanon" which are the Trees (Sefirot) of the Upper Vergel (Binah) "mysteries of understanding") to her generation but she did not listen to him.

Let us not be the generation of Noah motivated by the Ego and the desire for goods and status and magic through the Wisdom of the Torah.

This was a mystery brought to me by the Prince (Archangel) Michael and for this I saw the actor Michael Paré (פֹּארָה מִיכָאֵל), who in my dream was the Director of the film. Paré has the letters "Purá (פֹּארָה)" meaning "Branch" indicating that this mystery was a pruned branch of the Upper Garden cedars by Michael. 


Author 
Deepak Sankara Veda
"Ben Mäheren Qadesh"​

O Artesão Da Luz