Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Jesus: O Homem Das Estrelas



Teria sido Yeshu'a (Jesus) um humano-angélico? No Judaísmo, os Ishim (אִישִׁים -. Homens, personagens, personalidades, indivíduos) ou Eshim (אֵשִׁים - incêndios, chamas, faíscas) são uma classe de anjos-alienígenas dos quais se dizem serem os mais próximo dos assuntos dos mortais. Eles são compostos de fogo e neve, e são descritos como "belas almas de homens" que residem em Machon , o 5º Céu.

"Um anjo é, certamente, uma entidade extraterrestre. O termo vem do latim "Angelus" e que por sua vez vem do grego "Angelos" significando "mensageiro". O termo original é na verdade o hebraico "Malach (מלאך)". A raiz hebraica da palavra “Malach (מלאך)” vem do hebraico “Lach (לאך)” que pode ser compreendida como “Aquele que se move sem se virar” ou seja, para qualquer direção ou dimensão."

Desde o início da Criação, os Ishim existem principalmente para exaltar e louvar a glória de Adonai, uma função muito semelhante à dos Coros das Canções. No Zohar, os Ishim são geralmente classificados como 10º na hierarquia dos anjos judeus, embora as interpretações cabalísticas de Giovanni Mirandola classifiquem-nas como nono e o tratado Berit Menuchah classifica-os como sexto. Os Ishim também são comparáveis com o Erelim ou o B'ney Elim e dos B'ney Elohim, que são parte da ordem dos Tronos ou Anjos. O líder dos Ishim no Zohar é dito ser Azazel ou Sofonias, mas como são encarnações da décima sephirah Malkuth, os Ishim são freqüentemente considerados governados por Sandalphon (Elias) ou às vezes Enoch (Metatron ). 


A gematria de Ishim (אישים) é 361 e que, dentre outras correlativas, é também a gematria de "Av Mashiach (אב משיח)" que significa "Pai do Messias/Cristo" e de "Mashiach Bô (משיח בא)" que se traduz para "O Messias Vem (por este meio de concepção)".

Teria sido, perguntamos redundantemente, Yeshu'a (Jesus) um Ish Ha'Elohim? Eu já li e ouvi interpretações sem base sólida ou cripto-evidências, apenas baseadas no versículo “Meu Reino não e deste mundo...” que dizem ser Yeshu'a um extraterrestre e aqui eu proponho uma análise a partir deste conhecimento e dos versículos a seguir.

Gabriel
O Missionário Estelar
מיסיונר הכוכבי

O segredo da concepção de Yeshu'a é semelhante à concepção de Moisés, nosso Mestre, que possuía anexada em sua alma uma centelha de Elohim, mais precisamente uma faísca do Anjo Gabriel, conforme revelado pelo Zôhar Ha'Qadosh (O Livro Selado de Daniel) e em razão desse mistério Moisés foi chamado de "Ish Ha'Elohim (איש האלהים) - O Homem de Elohim". 


A Torah Shemot (Êxodo) nos narra a concepção de Moshê, dizendo "E foi um homem (Ish) de Levi e tomou uma filha de Levi... (Shemot 2;1). O Zôhar revela que o homem foi o Anjo Gabriel e a filha de Levi era a alma de  Moisés. Tomou significa que ele se casou com ela, ou seja, se unificou a ela é por isso Moisés era um Híbrido humano-angélico.

וַיֵּלֶךְ אִישׁ, מִבֵּית לֵוִי; וַיִּקַּח, אֶת-בַּת-לֵוִי.

Foi o Anjo Gabriel quem conduziu Yocheved (יוכבד) para se casar novamente com Amram (עמרם) da qual ele se havia divorciado devido ao decreto do Faraó de que todo filho homem fosse morto e para que Moisés pudesse ser concebido e foi o  mesmo Anjo Gabriel quem anunciou a Miriam que ela conceberia e daria à luz a Jesus.

"Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Que estando Miriam, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo."

וְזֶה דְבַר הֻלֶּדֶת יֵשׁוּעַ הַמָּשִׁיחַ מִרְיָם אִמּוֹ הָיְתָה מְאֹרָשָׂה לְיוֹסֵף וּבְטֶרֶם יָבֹא אֵלֶיהָ נִמְצֵאת הָרָה מֵרוּחַ הַקֹּדֶשׁ׃

Mateus 1:18


É aqui que reside o segredo que a religião e os religiosos não conseguiram descobrir até os dias atuais. Grávida do "Ruach Ha'Qodesh (הָרָה מֵרוּחַ הַקֹּדֶשׁ)" se refere a que, depois da relação com Yosef (José) após o Qidushin (Consagração) pelo qual ela já havia sido desposada, ou seja, mantido relações sexuais para, de acordo com a tradição da Torah, ser desposada, se achou grávida de uma centelha de Elohim que são os anjos que habitam o plano do Olam ha'Yetzirah (Universo da Formação) na Etz Ha'Chaim (Árvore das Vidas) que é também chamado de "Olam ha'Ruchót (universos dos espíritos) e portanto, uma centelha de Elohim é sempre chamada de "Rúach Ha'Qodesh (Espírito Santo)".

O profeta Eliahu (Elias) e o profeta Elisha (Eliseu) foram chamados também de "Ish Ha'Elohim (איש האלהים)". Quanto a Eliahu, sabemos que ele foi "vestido" com as "vestes luminosas" de Sandalfon (סנדלפון) no mesmo processo de metamorfose angelical que transformou Chanoch (Enoch) no anjo Metatron - o Escriba Divino conhecedor de todos os mistérios. São Sandalfon e Metatron os Cheruvim (Querubim) que figuravam sobre a cobertura da Aron Ha'Berit (Arca da Aliança) e que se moviam virando de costas quando o povo israelita cometia pecados.



A Concepção

Muitas pessoas imaginam que, a concepção realizada por um "Missionário Estelar" é alguma coisa parecida com o que já foi visto em algum filme de Hollywood,  no qual uma nave espacial aparece e dela sai um Extraterrestre humanoide que se apaixona pela humana e a fecunda. Okay! Elas não estão totalmente erradas e aqui haverá uma elucidação sobre isso.

Mas, como a concepção causada por um "Missionário Estelar" é realizada? Este é o segredo do "Ibür" que é aquele tipo de reencarnação mencionada em Sha'ar Ha'Gilgulim (Portal das Reencarnações) pelo qual todo judeu recebe, na noite de Shabat, uma "alma adicional" a "Neshamá Yeterá" e pela qual tanto Yocheved e Miriam receberam almas que as ajudaram a realizar esse tipo de concepção. Yocheved recebeu, aos 130 anos de idade, a alma de Eva por ibür que a ajudou a trazer a alma de Seth novamente ao mundo. Moisés era a reencarnação de Shet e Hevel (Abel) e por isso recebeu o nome Moshê (משה) cujas letras são as iniciais de Moshê, Shet e Hevel. 

O anjo vem e entra, por Ibür (Impregnação) no coração daquele que será o pai dessa criança estelar e anexa uma faísca de seu rúach (espírito) à néfesh ha'eloqit (alma divina) do pai. E o que acontece a seguir? De acordo com o Zôhar, quando o pai se excita ao ver, na noite da shabat, o belo corpo de sua esposa através da luz sútil da vela parcialmente coberta (de acordo com a Halachá), a sua néfesh desce para o sêmen que irá fecundá-la e, nesse caso específico, é a nefesh do pai na qual está anexada a faísca do Missionário Estelar que, no caso de Moshê e Yeshu'a, foi o Anjo Gabriel, conforme lemos:

"E, no sexto mês (Elul), foi o anjo Gabriel enviado por Elohim a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma "virgem" desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Miriam. E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Shalom, agraciada; Adonai é contigo; bendita és tu entre as mulheres. E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta. Disse-lhe, então, o anjo: Miriam, não temas, porque achaste graça diante de Elohim. E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Yeshu'a. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;

וַיְהִי בַּחֹדֶשׁ הַשִּׁשִּׁי וַיִּשְׁלַח אֱלֹהִים אֶת־גַּבְרִיאֵל הַמַּלְאָךְ גָּלִילָה אֶל־עִיר אַחַת וּשְׁמָהּ נְצָרֶת׃ 27 אֶל־בְּתוּלָה מְאֹרָשָׂה לְאִישׁ אֲשֶׁר־שְׁמוֹ יוֹסֵף מִבֵּית דָּוִד וְשֵׁם הַבְּתוּלָה מִרְיָם׃ 28 וַיָּבֹא הַמַּלְאָךְ הַחַדְרָה וַיֹּאמֶר אֵלֶיהָ שָׁלוֹם לָךְ אֵשֶׁת־חֵן יְהוָֹה עִמָּךְ (בְּרוּכָה אַתְּ בַּנָּשִׁים)׃ 29 וְהִיא (בִּרְאוֹתָהּ) נִבְהֲלָה לִדְבָרוֹ וַתֹּאמֶר בְּלִבָּהּ מָה הַבְּרָכָה הַזֹּאת׃ 30 וַיֹּאמֶר לָהּ הַמַּלְאָךְ אַל־תִּירְאִי מִרְיָם כִּי־מָצָאתְ חֵן לִפְנֵי הָאֱלֹהִים׃ 31 וְהִנָּךְ הָרָה וְיֹלַדְתְּ בֵּן וְקָרָאתְ אֶת־שְׁמוֹ יֵשׁוּעַ׃ 32 וְהוּא גָּדוֹל יִהְיֶה וּבֶן־עֶלְיוֹן יִקָּרֵא וַיהוָֹה אֱלֹהִים יִתֶּן־לוֹ אֶת־כִּסֵּא דָּוִד אָבִיו׃"

Lucas 1:26-32

No versículo em hebraico Gabriel é enviado por Elohim e José é chamado "Ish" que é, atualmente, um termo aplicado para um homem solteiro, o que é uma contradição pois, José já estava desposado com Miriam e é por isso que, no verso há uma aparente contradição que é explicada por esta sabedoria. Miriam diz, respondendo ao Anjo Gabriel, o Missionário Estelar:

"E disse Miriam ao anjo: Como se realizará isto, visto que não conheço "Ish (homem) " algum? 

וַתֹּאמֶר מִרְיָם אֶל־הַמַּלְאָךְ אֵיךְ יִהְיֶה הַדָּבָר הַזֶּה וַאֲנִי אֵינֶנִּי יֹדַעַת אִישׁ׃"

Lucas 1:34

Miriam conhecia o segredo da concepção por Ibür e sabendo desse segredo ela responde ao Anjo dizendo que não conhecia nenhum "Ish" pois, não sabia que Yosef estava impregnado pela faísca de Elohim para conceber Yeshu'a.

Para tornar este conhecimento claro e fornecer uma evidência, se deve recordar o que já revelei no artigo "Ishim - Os Humanos-Angélicos" sobre a primeira concepção por Elohim que se realizou nos primórdios da humanidade. A concepção de Kayin pelo Anjo Samael (O Demônio).

"E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem (Ish).

וְהָאָדָם, יָדַע אֶת-חַוָּה אִשְׁתּוֹ; וַתַּהַר, וַתֵּלֶד אֶת-קַיִן, וַתֹּאמֶר, קָנִיתִי אִישׁ אֶת-יְהוָה."

Gênesis 4:1

Chava (Eva) declarou isso pois, sabia, que Kayin não era filho de Adão, pois ela tinha mantido relações com a Nachash (Serpente) que estava "impregnada (através de um gilgul ha'ra)" pelo Anjo Samael e, portanto, Kayin era um Ish, ou seja, metade humano, metade anjo, conforme explica o Zôhar quando revela que, ele, Kayin, tinha a aparência dos de baixo (humanos) e a beleza dos de cima (anjos). O Zôhar esclarece que, o termo "yada (conheceu)" foi usado lá, naquele versículo, pois, ao olhar para Chava (Eva), Adão "conheceu" que ela já estava impregnada da Nachash que havia sido possuída por Samael numa espécie de "Gilgul Ha'Rá (גילגול הרע) - Reencarnação do Mal."

Adendum

Por que Mosiés, ao nascer, precisou ser escondido? O Midrash nos fornece a resposta dizendo que, além de Moisés ter nascido de seis meses, ele brilhava como uma estrela, pois a Ór Ha'Ganuz (Luz Oculta da Criação) brilhava através de sua pele a partir de sua alma. O Midrash também nos informa que, essa luz especial, que foi ocultada trinta e seis horas divinas depois de criada, conforme lemos na Torá Bereshit (Gênesis) "Haja luz, e HOUVE luz (יְהִי אוֹר; וַיְהִי-אוֹר)." O verbo "houve" foi usado lá porque, de acordo com o Zôhar, ela foi escondida. Assim, essa luz da qual a alma de Moisés foi criada, foi, gradualmente se ocultando nele e só voltou a brilhar quando a luz da Torá que brilhava através da Safira celestial da qual foi criada, a ativou no corpo de Moisés novamente.

Sobre Jesus, lemos: "Disse-lhes mais: Em verdade vos digo que alguns dos que estão aqui, de maneira nenhuma morrerão, enquanto não virem já chegado o reino de Deus com poder. Seis dias depois tomou Jesus consigo a Pedro, a Tiago e a João, e levou-os à parte sós a um alto monte. Foi transfigurado diante deles; as suas vestes tornaram-se resplandecentes e em extremo brancas, como nenhum lavandeiro sobre a terra as pode alvejar. Apareceu-lhes Elias com Moisés, e estes falavam com Jesus."

Marcos 9: 1-4

Sua alma, feita de uma centelha da Ór Ha'Ganuz (também conhecida como "A Luz do Messias") brilhou através de sua pele e suas vestes. E por que Moisés e Eliahu apareceram? Para revelar os segredos da Sabedoria Oculta. Devemos lembrar que, tanto Moisés como Eliahu também brilharam.

Starman
O Homem Das Estrelas

Sobre o alienígena humanoide que emerge de uma nave espacial e se apaixona pela humana vindo a fecundá-la, não é totalmente fictício. Na verdade, é um processo de Ibür, como já supra-explicado, pois a "alien-spark (centelha alienígena) vem e entra no humanoide, como mostrado no filme homônimo "Starman - O Homem das Estrelas." Se um Ibür-Angélico acontece, esse, consequentemente, produzirá uma ADN humano-angélico no embrião concebido.


No filme de 1984, o Starman entra, por Ibür num fio de cabelo do falecido marido de Jenny Hayden, anexa sua centelha de alma à néfesh (alma animal) do falecido e cria, para si mesmo, um corpo a partir de seu ADN. Isso foi possível porque a néfesh, como declara a Toráh Vai'qrá (Levíticos), está no sangue. Mais tarde, Starman, mantém relações com Jenny Hayden que era estéril e, então, declara: 


"- Eu te dei um bebê nesta noite...".

E... falando em Ibür (עיבור), a palavra hebraica para "embrião" é "übar (עוּבָּר‎)" e que possui sua etimologia na mesma raiz de Ibür.

O filme estreou no Brasil na noite de 18 de janeiro de 1985. A data de 18 de janeiro, em hebraico (יח ב'יאנואר) possui gematria igual a 288 que é exatamente a mesma de "Ibür (עיבור)". Você acha isso um acaso? Além disso, dezoito dias contém 432 horas e este valor, é o resultado de gematria da expressão "Mispar Elohai (מספר אלוהי)" que significa "Número Divino" e também do aramaico-hebraico "Baú  av kochavei d'mashiach (באו אב כוכבי ד'משיח)" cujo significado é "Veio o pai estelar do Messias."

Em todas as gerações, os messias, são resultado de Ibür semeado por um missionário estelar com propósito de auxiliar a humanidade.



O Filho De Elohim

Em nenhum lugar dos Escritos do Novo Testamento, Jesus é chamado de "Ben Adonai (בן יהו'ה)" como o foi Rabbi Shime'on Bar Yochai, o "autor" do Zôhar, mas, sempre de "Ben Ha'Elohim (בן האלהים)" que significa "Filho De Elohim", como, por exemplo I João 4 versículo 15 onde  se lê "Qualquer que confessar que Yeshu'a é o Filho de Elohim, Elohim está nele, é ele em Elohim."

כָּל־הַמּוֹדֶה כִּי יֵשׁוּעַ הוּא בֶן־הָאֱלֹהִים הָאֱלֹהִים שֹׁכֵן בּוֹ וְהוּא בֵּאלֹהִים׃

Ao declarar que Yeshu'a é o seu mestre, a pessoa puxa, para si mesmo, uma centelha de Elohim que entra nela por Ibür. Esse é um segredo que se perdeu no cristianismo que renegou o conhecimento e a crença na reencarnação devido à alteração nos textos bíblicos sob o comando do imperador bizantino Justiniano em 543 d.C.

Em outro lugar, lemos a declaração de Simão Pedro sobre a natureza angélica de Yeshu'a. Ela se encontra no livro de Mateus:

“Vay'nan Shimeon Petrus vay'omer atá hú ha-Mashiach ben Elohim chaiim (וַיַּעַן שִׁמְעוֹן פֶּטְרוֹס וַיֹּאמַר אַתָּה הוּא הַמָּשִׁיחַ בֶּן־אֱלֹהִים חַיִּים׃) - E respondeu Simão Pedro e disse: Tu és o Cristo filho do Elohim vivo”

Mateus 16:16

Outro famoso versículo da Brit Chadashá (Nova Aliança) nos deixa claro que Yeshu'a era um filho de Elohim. O apostolo Paulo declarou:

"Com Cristo estou crucificado (anexado); e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Elohim, o qual me amou, e entregou a néfesh (alma) dele por mim."

עִם־הַמָּשִׁיחַ נִצְלַבְתִּי וְאָנֹכִי לֹא אֶחְיֶה עוֹד כִּי אִם־הַמָּשִׁיחַ הוּא חַי בְּקִרְבִּי וַאֲשֶׁר אֲנִי חַי עַתָּה בַּבָּשָׂר חַי אֲנִי בֶּאֱמוּנַת בֶּן־אֱלֹהִים אֲשֶׁר אֲהָבַנִי וַיִּתֵּן אֶת־נַפְשׁוֹ בַּעֲדִי׃


Gálatas 2:20

Aqui se torna mais claro que, havia nele uma faísca dos Elohim e o Zôhar nos informa que, quando a pessoa que possui uma centelha dos Elohim morre, esta centelha é devolvida para os Elohim, de acordo com o versículo encontrando em Qohelet[1] capítulo 12:

“E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Elohim, que o deu.”

וְיָשֹׁב הֶעָפָר עַל-הָאָרֶץ, כְּשֶׁהָיָה; וְהָרוּחַ תָּשׁוּב, אֶל-הָאֱלֹהִים אֲשֶׁר נְתָנָהּ.
Eclesiastes 12:7

A palavra hebraica traduzida para “espírito” é “rúach (רוח)” traduzida também algumas vezes para “vento”. E o que lemos acerca da morte de Jesus? Quais foram as suas últimas palavras ditas na cruz?

“E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.”

וַיִּקְרָא יֵשׁוּעַ בְּקוֹל גָּדוֹל וַיֹּאמֶר אָבִי בְּיָדְךָ אַפְקִיד רוּחִי וַיְהִי כְּכַלּוֹתוֹ לְדַבֵּר וַיִּפַּח נַפְשׁוֹ׃

Lucas 23:46

Na tradução para o hebraico do Evangelho de Lucas, nós lemos “Vai’krá Yeshu’a be’qol gadol vai’omer aví be’yadêcha afkid ruchí va’yehí ke’chalotô le’daber vai’pach nafshô”. A tradução aproximada e mais correta seria “E clamou Yeshu’a com grande voz e disse “pai, nas Tuas mãos entrego o meu rúach (espírito). E havendo dito estas palavras, expirou a sua néfesh (alma)”.

É preciso deixar claro que, o Pai de Yeshu'a era Elohim (אלהים) e não o Qadosh, baruch hú (יהו'ה). E que é Elohim? O Zôhar responde, entre outros segredos, que, Elohim é, certamente, as estrelas...

Sobre o Rabbi Shimeon Bar Yochai, o sobrenome "Yochai (יוחא'י)" é um construto de "Adonai Chai (יהו'ה חאי)" e significa "Adonai Vivo". Bar Yochai é, então, Filho do Adonai Vivo. Seu nome é o segredo das sofei teivos (letras finais) na famosa tabuleta "INRI" que contém as letras finais de "Rabb'I Shimeo'N Ba'R Yocha'I". Bar Yochai foi o discípulo de Yeshu'a chamado Simeão Bar Alfeu que mais tarde teve seu nome mudado para Bar Yochai.

Av Ben Ha'Elohim
O Pai Do Filho De Elohim

Quem foi o Elohim pai de Yeshu'a? Está é uma pergunta bastante difícil de responder sem que sejam descobertos indícios que apontem pistas que nos conduza à resposta certa, resposta que já foi supramencionada. E, talvez, tais indícios existam! E, digo, talvez, porque a fonte não me parece canôn. Vamos a ela.

Existe um compêndio antigo chamado de "Talmude Jmmanuel" cuja autoria é atribuída a Yehudá Ish-Qeriot, o Judas Iscariotes e que hoje se sabe não haver sido ele o traidor de Yeshu'a como foi afirmado durante muito tempo pela cristandade.

Se afirma que, este escrito, teria sido redigido em aramaico e que fora descoberto no verdadeiro túmulo de Jesus por um padre católico grego nomeado Isa Rachid (pseudônimo) e seu amigo "Billy Eduard Meir" que, em 1963, passeavam por uma estrada um pouco ao sul da cidade velha de Jerusalem quando encontraram, sobre uma pedra achatada no próprio sítio sepulcral que se afirma lá, ser o verdadeiro túmulo.

O texto afirma que, Judas, era, na verdade, amigo e o escriba oficial de Jmmanuel. Com relação a esta grafia e pronuncia, ela é meio suspeita, uma vez que a letra "J" não existe nem no hebraico e nem no aramaico.

Já de início, se pode notar contradições com os textos canonizados hebreus, quando, no documento é afirmado que Adam ha'Rishon (o Adão primordial) era filho do Elohim Samiasa (Aza e Azael), os Nefilim que, de acordo com a narrativa de Enoch e também do Zôhar, foram justamente quem se opuseram à criação da humanidade (Adão) por Adonai. De qualquer fora, eis o que o Talmude Jmmanuel afirma sobre a concepção de Yeshu'a:

"81 Joseph foi o marido de Maria, mãe de Jmmanuel, que foi impregnada por um descendente distante do filho celeste, Raziel, que é o anjo da guarda dos segredos. 82 Quando José ouviu falar da impregnação secreta de Maria por um descendente dos filhos celestiais da linhagem de Raziel, eis que ele ficou cheio de ira e o pensamento de deixar Maria antes que ele se casasse com ela diante do povo. 83 Enquanto Joseph pensava dessa maneira, eis que um anjo da guarda, enviado por Gabriel, o filho celeste que engravidara Maria, apareceu e disse: 84 "José, Maria está noiva de você, e deve se tornar sua esposa; não a abandone, porque o fruto do seu ventre é escolhido para uma grande finalidade. Case-a com toda a abertura, para que você seja marido e mulher diante do povo."

Talmude Jmmanuel 1: 81-84

Como afirmei acima, o texto contém muitas contradições em relação aos textos canônicos mas, não é contraditório à concepção angélica de Yeshu'a. Agora, se Raziel, o professor de Adão no Jardim do Éden foi realmente o seu pai, não é possível afirmar, mesmo que, estando sob a hierarquia de Metatron que está à esquerda e, como explicado pelo Zôhar, todos os anjos da esquerda se nomeiam Gabriel. De fato, Raziel está à direita pois é o anjo de Chochmá (Sabedoria) que está à direita na Árvore das Vidas, o que não impede que ele viaje pela esquerda.

A Ascensão De Yeshu'a

Apesar de haver mencionado a crucificação, de acordo com os evangelhos "canônicos", existe um outro texto que vai na contramão dos, assim chamados "Evangelhos Canônicos." Ele se encontra no Evangelho Dos Hebreus (não a Carta aos Hebreus de Paulo). Ei-lo:

"E assim que saíram, encontraram o Brilho, que é Simão, o Zeloso, e puseram sobre ele a cruz para a levar adiante do senhor, e enquanto ele estava recebendo o seu semblante e andava ao seu lado e sorriu ao seu querido. E enquanto eles caminhavam no caminho, eis que os anjos Gabriel, Rafael e Uriel os separaram um do outro, e subiu o senhor numa voragem aos céus até o terceiro céu."

Evangelhos Dos Hebreus 40:7

Esse texto afirma, contradizendo os Evangelhos do Cânon Romano, que Yeshu'a, a exemplo de Enoque e Elias, subiu aos céus num vórtice, depois de uma carruagem de fogo, com cavalos de fogo (Gabriel, Rafael e Uriel) os haver separado um do outro e quem foi crucificado foi Simão, o Zeloso, que mais tarde teve seu nome mudado para Simão Bar Yochai.

Conclusão

Talvez, você tenha, durante a leitura desse artigo, adquirido a curiosidade de saber porque eu usei, como pronome de tratamento para o Anjo Gabriel, o termo "Missionário Estelar" que no hebraico é "Missionar Ha'Kochavei (מיסיונר הכוכבי)". Eis aqui o segredo: A gematria de "Missionar Ha'Kochavei" é igual a 439 que é exatamente a mesma da expressão "Moshê Ben Yocheved (משה בן יוכבד)" que se traduz "Moisés Filho De Joquebede."

Sobre os Ishim, você poderá ler mais no nosso livro “EU QUERO ACREDITAR”. Fica aqui a evidência de que Jesus era metade homem, metade anjo. Yeshu'a era um "Starman (Homem das Estrelas) pois, como Moisés, ele foi fecundado por um Missionário Estelar, o Anjo Gabriel.

Compre aqui o livro 'EU QUERO ACREDITAR'






[1] Eclesiastes

sábado, 16 de novembro de 2019

A Revelação Da Data De Nascimento Do Arizal


O segredo dessa radiografia: - Na tarde na qual eu fiz essa x-ray, eu fiquei um tempão na fila, já fazia uns dois meses que tossia e não melhorava. Então, exatamente na hora do meu nascimento, às 15h42 do dia 12 de junho, dois dias depois do meu aniversário, essa radiografia foi feita e eu fui diagnosticado com asma (o grau eu não sei).

Quando eu vi os números na "chapa", notei que havia um segredo e soube que o divino queria me comunicar algo, e em parte, eu penetrei a superfície do mistério que se encontra nos números "70278" que aparecem acimada da data. O valor "70" contém a gematria da palavra "Sód (סוד)" que é "segredo espiritual" e o valor "278" contém a gematria de "Ór Ha'Ganuz (אור הגנוז)" que é a "Luz Oculta da Criação" que é o segredo de "... e houve luz (וַיְהִי-אוֹר)". Houve, porque foi "oculta". Mas, isso não era todo o mistério, havia mais.

Depois de dias meditando sobre este mistério, aprofundei-me um pouco mais e outro segredo se abriu, o enigma da "unificação" das almas de mestre e aluno, do "yichud" da alma do Santo Leão, o Arizal (אריזל) e seu aluno mais proeminente, a razão única dele ter vindo ao mundo, como ele mesmo declarou, o rabino Chaim Vital. Este é também o segredo do valor "278" que possui a gematria de "Ha'Ari ve'Vital (הארי ו"ויטאל) - o Ari e Vital". O mesmo valor "278" contém a gematria mispar kollel (tipo de gematria que soma o número de palavras ao valor obtido com a gematria mispar gadol) de "Ben Iosef (a centelha do messias em todos nós por yibur) e "Ben David (a consciência messiânica que todo o planeta deverá alcançar).

Havia outro profundo mistério mas eu não consegui penetrá-lo ou ele não foi aberto para mim durante quatro anos. Então, venho o sonho no qual eu segurava o cometa pela cauda e o anjo Raziel emergia dele e me revelava segredos do Jardim do Éden. Todos aqui já sabem, pelo que me foi revelado em 2013 no dia 23 de outubro (aniversário de nascimento de Chaim Vital em 1542) que o Anjo Raziel é o Arizal, segredo que se revela quando permutadas as letras de Arizal (אריזל) que são as mesmas de Raziel (רזיאל).


Eu já narrei como esse segredo me foi revelado, mas vou relembrar aqui: Estavamos eu e Raul Kuk a caminho de São Paulo à convite de uma ex-aluna. No carro, ela me perguntou se eu já havia lido Cassandra Clare "Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos". Respondi que não havia lido. Ela me disse, então, que o Anjo Raziel era mencionado na obra. Ora, era o dia 23 de outubro, aniversário de nascimento de Chaim Vital, e aquilo, claro, não foi um acaso. Foi ali que o segredo do Arizal me foi revelado.

Voltando ao sonho, Raziel, que é o Arizal, veio ao meu sonho para me revelar um segredo que havia ficado oculto durante 485 anos e por isso ele veio em um cometa (como o Pequeno Príncipe). A mensagem era: Na noite do nascimento do Arizal nesse mundo, um brilhante cometa apareceu e alma do Arizal veio nele. Esta noite foi a do dia 12 de junho de 1534 e o cometa foi o X/1534 L1.

Ao buscar no calendário da Toráh por esta data, ela correspondeu à do dia 29 de Sivan de 5294 e a gematria Avgad Reversa de 29 de Sivan (כט בסיון) é exatamente igual a 123 que e gematria de Chaim VItal e também do meu nome civil.

O Divino já havia tentado me revelar esse segredo, mas eu não o havia podido penetrar e nem compreender. Este enigma estava em "70278 - 12 de junho - 15h42". Os números 70278 são "Sod Ha'Ari ve'Vital/Ór Ganuz/Ben Iosef Ben David". A data de 12 de junho é a data do nascimento do Arizal nesse mundo há 485 anos e 15h42 foi o ano de nascimento de Chaim Vital (1542) que é 123.

O amor de D'us pela humanidade é profundo e infinito que, mesmo eu não tendo penetrado o segredo há quatro anos, deu-nos uma segunda oportunidade enviando o Anjo Raziel em um cometa para revelar o segredo.

Abençoado Seja o Atiqá Qadishá, que revela os seus mistérios aos pequeninos do seu povo. Razá Ila'ah.

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

O Retorno De Moisés


O Retorno De Moisés 

O Zôhar sagrado nos revela que Moisés, nosso mestre, retornaria no fim dos dias junto com os dois messias (Zôhar Bereshit A), sendo o primeiro o Filho de José (בן יוספ) e o segundo o Ben David (בן דוד), ou seja, Moisés viria para revelar a Era Messiânica, a Senda para o Despertar. 

Todos aquele que se decidiram por se tornarem estudantes da Sabedoria Sagrada, da doutrina secreta de Daniel, deveriam prestar muita atenção ao que os Yiburim Qodashim (עיבורים קודשים) - Impregnações Sagradas, revelam. Vejam o que foi dito e com profundidade, pela centelha sagrada, e que não foi percebido: 

"E Adunai ia adiante deles, de dia numa coluna de nuvem para os guiar pelo caminho, e de noite numa coluna de fogo para os iluminar, para que caminhassem de dia e de noite (וַיהוָה הֹלֵךְ לִפְנֵיהֶם יוֹמָם בְּעַמּוּד עָנָן, לַנְחֹתָם הַדֶּרֶךְ, וְלַיְלָה בְּעַמּוּד אֵשׁ, לְהָאִיר לָהֶם--לָלֶכֶת, יוֹמָם וָלָיְלָה.)" 

- Êxodo 13:21. 

Moisés retornou, como havia sido profetizado no Zôhar, mas não se chamou Moshê, mas "Isaac Lúria (Yitzchaq Lúria)" segredo este que está em "le'hair (לְהָאִיר)" que tem as mesmas letras de "Le'Ha'Ari (a partir do ha'Ari)" que era o apelido espiritual do Rabino Isaac Lúria cujas letras são o acrônimo de "ha'Elohai Rabbi Isaac (O Divino Rabi Isaac)". De fato a Era de Aquário começou no século XVI com o nascimento do Arizal. A gematria de ha'Ari (הארי) é 216.

O pilar de fogo e o pilar de nuvem visto um, ao amanhecer e outro ao anoitecer. Fotografados no Deserto do Atacama, Chile, em março de 2013, o ano dos cometas.

A Data De Nascimento Do Arizal

Até a madrugada de 24 de outubro de 2019, quando a revelação me foi dada, ninguém sabia a data de nascimento do Rabino Isaac Lúria. Ela ficou oculta durante 485 anos. Na noite de 12 de junho de 1534 um cometa, o X/1534 L1, brilhou nos céus. Este foi o auspicioso dia, até então, oculto, do nascimento do nosso mestre Isaac Lúria. O dia 12 de junho foi o 163º dia no ano no calendário solar e este valor contém a gematria de “Mevô Eliahu Há’Navi (מבא אליהו הנביא)” que significa “Veio (à cerimônia) o Profeta Elias”. E é verdade, pois a tradição nos conta que nosso mestre somente foi circuncidado quando o Profeta Elias, cumprindo o que havia disso a Salomão Lúria, o pai de Isaac Lúria, que somente circuncidasse o menino quando ele chegasse. Elias entrou no corpo do pai do nosso mestre por Yibur se fez de sandak para sua brit-miláh. 

Em 1569, quando Rabbi Isaac Lúria chegou a Saféd para encontrar seu discípulo Chaim Vital, outro cometa apareceu, o X/1569 V1. Ele afirmou que não necessitava vir ao mundo e que somente o fez para ensinar o Rabino chaim Vital a sua Qabaláh. A data de nascimento, agora revelada, de nosso amado professor, o Arizal, a encarnação do santo anjo Raziel, foi 29 de Sivan de 5.294. A gematria Avgad Reversa de 29 de Sivan (כט בסיון) é igual a 123 que é a mesma gematria do nome Chaim Vital (חיים ויטל). Esta gematria confirma a data de nascimento do Arizal. 

Como a data de nascimento do nosso mestre me foi revelada? Através de um sonho na madrugada de 24 de outubro de 2019. Ei-lo: 

“Sonhei que pegava um brilhante cometa pela cauda. Dentro dele havia uma inteligência angélica (o anjo Raziel) que me revelava os mistérios do Gan Éden (Qabaláh).”

Sonho 24 de outubro

Já revelei que o Arizal era uma encarnação do anjo Raziel, segredo este que está codificado nas letras do título Arizal (אריזל) que são as mesmas letras do nome Raziel (רזיאל). Eu sou uma reencarnação de uma das centelhas do Rabino Chaim Vital e por esta razão a gematria do meu nome civil é a mesma do nome Chaim Vital que é 123. 

A alma do Arizal estava naquele cometa que brilhou na noite de 29 de Sivan do ano hebreu 5.294 e veio ao mundo para ensinar os mistérios do Jardim do Éden para Chaim Vital (123). Este é o segredo no meu sonho, pois quando eu, que sou 123, pegava o cometa pela cauda, ele se abria a o anjo Raziel emergia de dentro dele. Este sonho veio uma noite depois do aniversário de nascimento de Chaim Vital.

Abençoado seja o Qadosh, baruch hú, que revela os mistérios divinos aos pequeninos que foram rejeitados pelos grandes.

Razá Ila'ah

Compre aqui o livro 'O Cometa De Ezequias'

sábado, 19 de outubro de 2019

Tecnologia Alienígena: O Shamir


"O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro, com a unha do Shamir, gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos vossos altares."
חַטַּאת יְהוּדָה, כְּתוּבָה בְּעֵט בַּרְזֶל--בְּצִפֹּרֶן שָׁמִיר:

Jeremias 17:1

שמיר

Descobri, na noite passada (18/10/2019), detalhes impressionantes sobre o Shamir, o vermezinho radioativo que o rei Salomão usou para "criar" o templo o qual o versículo de Melachim Alef (Iº Reis) afirma que era uma única pedra (וְהַבַּיִת, בְּהִבָּנֹתוֹ--אֶבֶן-שְׁלֵמָה מַסָּע, נִבְנָה; וּמַקָּבוֹת וְהַגַּרְזֶן כָּל-כְּלִי בַרְזֶל, לֹא-נִשְׁמַע בַּבַּיִת בְּהִבָּנֹתוֹ.).

Eu já havia publicado sobre o Shamir anos atrás no artigo O Mistério Do Cinturão De Asteroides mas conhecia sobre ele desde meados de 2002. Na shabat de 18 de outubro de 2019, penetrei o mistério.

Descobri várias referências e detalhes sobre o Shamir no Talmude, Midrash, Lendas dos Judeus etc. Todos estes textos afirmam que não havia nada duro o bastante no mundo que não pude ser cortado pelo shamir e que ele era capaz de dividir a mais dura rocha em duas e também cortar diamantes.

"O shamir, um tipo de inseto do tamanho de um grão de cevada. Quando o seguraram sobre as pedras pintadas com tinta, ele se separara. Com ele formaram as pedras do éfode e do chósen (peitoral do sacerdote) como escrito no Êxodo 28:20: Com ele, a escrita, a forma das letras gravadas nas tábuas, a inscrição, sendo lidas pelos quatro lados e as próprias tábuas foram criadas. Elas eram de safira. O comprimento delas era seis; a largura, seis, e a espessura, três, como uma pedra cujo comprimento, largura e espessura são uniformes, dividida em duas; e podiam ser enroladas e talhadas do orbe solar.”

Pirkê Avot 5

Os textos dizem que, ao ser colocado sobre uma dura superfície pintada, o shamir se divida em "micro-insetos" que eram do tamanho de um grão de cevada e que, para não destruir tudo ao seu redor, ele era guardando em uma caixa de chumbo.

Eu fiquei um bom tempo meditando sobre estas citações e depois dormir e sonhei e no sonho o segredo apareceu e ele tem apenas um nome: Nano-máquinas! Nanotecnologia

“Desde o momento em que o Primeiro Templo foi destruído, o shamir deixou de existir. Os sábios ensinaram: Este shamir é a criatura com a qual Salomão construiu o templo, como é afirmado: “Porque a casa, quando foi construída, foi construída de uma pedra inteira da pedreira (1 Reis 6: 7)."

Talmude Sotha 48b 

O shamir foi criado por Elohim no crepúsculo do sexto dia da criação (na érev shabat cósmica) junto com outras dez coisas maravilhosas, como o "peixe" que engoliu Yonáh (Jonas).

O shamir se trata de nanotecnologia e foi com ele que as pirâmides, as pedras de Puma punku, o tempo de Salomão e outras edificações milagrosas foram edificadas.

A Pirâmide De Kululkan


“Um versículo afirma: “E martelo, machado e qualquer ferramenta de ferro não foram ouvidos na casa (Templo de Salomão) quando ela estava sendo construída (1 Reis 6: 7).”

Clique

Dentro do texto hebraico no qual o versículo acima é encontrado, nós descobrimos Shamir codificado a cada 305 SAEs e que é cruzando pelo próprio versículo supramencionado.

“A Gemara responde: Como está escrito em relação à construção do Templo: “Pois a casa, quando estava sendo construída, foi construída de pedra preparada na pedreira; e não houve nem martelo, nem machado, nem ferramenta de ferro ouvida na casa enquanto ela estava sendo construída (1 Reis 6: 7)”. Salomão disse aos sábios: Como farei para que a pedra seja cortada com precisão sem usar ferro? Eles lhe disseram: Não há uma criatura chamada shamir que pode cortar as pedras e que Moisés trouxe usou para cortar as pedras do éfode?”

Gittin 68a

Deve notar e ter claro na mente que, no versículo está "pedra" no singular e não "Evenim (pedras)" no plural e portando, o templo era uma peça única escupida pelo shamir.

No ano passado, uma pessoa sonhou comigo e me escreveu para relatar o sonho no qual eu apareci para ele e lhe revelei um grande segredo sobre a edificação do Beit ha'Miqdash. Eis o sonho:

"Mishael, você apareceu para mim num sonho, no último shabat (18 de agosto), no qual me dizia que o Beit HaMikdash de Shlomoh hamelech havia sido construído a partir de uma única pedra e, a exemplo, levava-me à Etiópia para me mostrar um templo também esculpido numa única pedra. Na ocasião, você também me dizia que havia uma abertura bem no meio do Beit HaMikdash, a qual se fechava quando o povo fazia teshuvá. Foi impressionante."

Prof. Henrique Lopes

O templo em Lalibela talhado de uma única pedra

DE ONDE MOISÉS TROUXE O SHAMIR QUE USOU PARA PREPARAR O EFOD? Salomão LHES PERGUNTOU (aos rabinos): Onde é encontrado (o shamir)? Disseram-lhe: Traga um demônio masculino e um feminino e os atormente. É possível que eles saibam onde e, devido ao sofrimento, revelarão o lugar para você. Salomão trouxe um demônio masculino e um feminino e os atormentou juntos, e eles disseram: Não sabemos onde encontrar o shamir. Talvez Ashmedai (asmodeus), rei dos demônios, saiba.”

Depois de encontrar e aprisionar Asmodeus em uma armadilha, Salomão o interrogu e depois lhe respondeu:

“Não preciso de nada de você. Quero construir o templo e preciso do shamir para isso. Ashmedai disse-lhe: O shamir não foi dado a mim, mas foi dado ao ministro angélico do mar e somente sob juramento ele o devolve. E ele o dá apenas ao pássaro selvagem, também conhecido como dukhifat ou hoopoe, em quem confia pela força de seu juramento para devolvê-lo. Salomão perguntou: E o que o pássaro selvagem faz com ele? Ashmdai respondeu: Ele o leva a montanhas que não são adequadas para habitação, e coloca o shamir na rocha escarpada e a montanha se divide. E ele pega e traz sementes de árvores, as joga ali, e torna-se apto para habitação. E é por isso que interpretamos a palavra dukhifat como “um cortador de montanhas (naggar tura), ou seja, a tradução aramaica da palavra dukhifat na Bíblia é naggar tura que significa “cortador de montanhas”.


“Eles investigaram e encontraram o ninho do pássaro selvagem no qual havia filhotes, e eles o cobriram com vidro translúcido. Quando o pássaro chegou, ele quis entrar no ninho, mas não conseguiu. Foi e trouxe o shamir e a colocou em cima do vidro para o quebrar. O servo de Salomão jogou um monte de terra no pássaro e ele  derrubou o shamir . O homem o pegou e o pássaro selvagem foi e se estrangulou pelo fato de não ter cumrprido juramento retornando com o shamir e o devolvendo ao ministro angélico do mar.”

Os mesmos textos dizem que as letras nas duas tábuas de safira na qual os dez mandamentos foram esculpidos, o foram também pelo shamir e, um detalhe surpreendente é mencionado la: QUE AS SAFIRAS FORAM TALHADAS DO ORBE SOLAR! Os textos dizem também que, após a destruição do primeiro templo, o shamir deixou de existir...

Autor
Bën Mähren Qadësh
Misha'Ël Ha'Levi


segunda-feira, 14 de outubro de 2019

A Verdade Sobre O Sol Negro


O Sol Negro

Assim, está escrito, na Toráh Bereshit pereq 8, 21º passuq: "... ki yetzer lév ha'adam rá mineuraiv (כִּי יֵצֶר לֵב הָאָדָם רַע מִנְּעֻרָיו)". A tradução desse versículo é "... pois a formação do coração do homem é má desde a sua juventude...".

De fato e verdadeiramente, o versículo usa o termo "ha'Adam (הָאָדָם)" cuja tradução verdadeira é "do Adão" e conhecendo isso, perguntamos: Qual Adão seria este? E a resposta é "o Adão Belial (האדם בליעל) - o Adão das Trevas que é chamado de "Arkun R'bá (ארכון רבא)" no aramaico nazoraico e cujo significado é "Grande Arconte" e que alude ao grande governante (Arconte) do mundo das trevas que se formou pela ocasião da fragmentação do corpo metafisico de Adam ha'Rishon.

Não! O arconte não é Adonai (יהו"ה) o qual os seguidores do Sol Negro, praticantes da religião nazista, que, agora, numa tentativa de revisionismo maléfico, tenta exaltar Hitler e elevar os nazistas como uma sociedade que visava o bem da humanidade. Não! Adonai não é Yadalbaoth como alguns cristãos de coração maléfico querem fazer parecer acusando o Divino Criador como "O Deus Vingativo Dos Judeus."

Como a Toráh é um Código Diivno e elevado, ela fornece a evidência desta verdade que estamos revelando aqui. As letras iniciais de "...yetzêr lév ha'Adam rá meuraiv (יֵצֶר לֵב הָאָדָם רַע מִנְּעֻרָיו)" são as letras do nome Himmler (הימלר). E quem era Himmler?

Heinrich Luitpold Himmler (alemão: [ˈhaɪnʁɪç ˈluːɪtˌpɔlt ˈhɪmlɐ]; 7 de outubro de 1900 a 23 de maio de 1945) foi Reichsführer do Schutzstaffel (esquadrão de proteção; SS) e um membro líder do Partido Nazista (NSDAP) da Alemanha nazista. Himmler foi um dos homens mais poderosos da Alemanha nazista e um arquiteto principal do Holocausto, o genocídio em massa de milhares de judeus, deficientes, homossexuais,  dissidentes políticos, testemunhas de Jeová e prisioneiros de guerra. Himmler era uma reencarnação das Qlipot (Arcontes) chamadas de "Arkun R'bá (o grande arconte).

Ele foi o líder do culto nazista que era praticado pelos nazistas no Castelo de Wewelsburg no piso do qual está gravado o Sol Negro que é Tiféret das Qlipot.

Por isso, foi escrito "a formação do coração do Adão (das trevas) é mal deste a sua juventude..." e por esta razão o Rei David orou, dizendo "Livra-me, ó SENHOR, do homem mau; guarda-me do homem violento (חַלְּצֵנִי יְהוָה, מֵאָדָם רָע;    מֵאִישׁ חֲמָסִים) - Salmos 140:1.

Traduzindo melhor: "Salva-me, o Adonai, do Adão do mau (o grande Arconte); livra-me do homem violento." Em outras palavras: "Que a minha alma não desça novamente às Qlipot..."

Este código "ha'Adam rá (האדם רע)" é o mesmo que aparece codificado na matriz "Bolsonaro (בולסונרו)" que decodifiquei e publiquei anos atrás, código no qual a linha "ele cairá pela própria língua" surgiu em estreita proximidade com Bolsonaro. Pobres cristãos, os seguidores da religião de Esaú (Edom) que é "Seir" que deram força para a reencarnação do mal ajudando a fortalecer as trevas no mundo. Batem no peito se dizendo "cheios do espírito santo" e trabalham para ajudar a estabelecer o mal no mundo. Pobres...

Cuidado, vocês que se permitiram enganar e estão seguindo a religião Hiperbórea, a religião das Qlipot e dos neo-nazistas. Arrependam-se e se voltem para a Toráh e para o Sagrado, o criador do universo. Shalom 

Autor
Bën Mähren Qadësh

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

A Vinda Do Profeta Elias


Uma Profunda Revelação Dos Céus

Abençoada seja sua alma, Rav Philip Berg, por revelar segredos profundos aos pequeninos, abençoada seja sua lembrança. Com sua permissão, Rav:

Em 2010, ainda não estou certo do dia, o Rav veio num sonho e mostrou que eu iria encontrar com Ele. A particularidade é que o Rav estava vestido com peles de animal e um cinto de couro, mas eu não atentei para este detalhe até na semana passada quando o mistério se revelou.

Está escrito: "Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor (Malaquias 3:23 - Original hebraico, capítulo 4 versículo 5 na Bíblia cristã).

Em outro lugar, lemos: "Eles responderam: "Ele vestia roupas de pelos e usava um cinto de couro". O rei concluiu: "Era o Elias tesbita".

O versículo original hebraico diz "Hinêh anochi sholêach lachem et Eliyah ha'Navi le'fanei, bô iom Adonai ha'gadol (הִנֵּה אָנֹכִי שֹׁלֵחַ לָכֶם, אֵת אֵלִיָּה הַנָּבִיא--לִפְנֵי, בּוֹא יוֹם יְהוָה, הַגָּדוֹל, וְהַנּוֹרָא. )". A gematria desta parte do versículo é 1661 e que é exatamente a mesma da pergunta "Máh ha'sód be'Gilgul ha'Rav Feivel Sh'raga Gruberger (מה הסוד בגילגול הרב פייבל שרגא גרוברגר)?" que traduzida é "Qual o segredo da reencarnação do Rabino Feivel Sh'raga Gruberger (Philip S. Berg)?"


Por este motivo, o Rav, abençoada seja sua lembrança, estava vestido como Eliahu ha'Tshibi (Eliahu que retorna). Ele veio para revelar este segredo no sonho.

Foi por isso que somente o Rav conseguiu abrir a Sabedoria da QABALÁH para o mundo todo, porque ele é a reencarnação de Eliahu, abençoado seja!

Como evidência adicional dessa revelação, abro aqui ainda que o nome Berg, está soletrado a partir das palavras finais "ha'gadol ve'norá (הַגָּדוֹל, וְהַנּוֹרָא)" em direção ao último versículo do capítulo 3 na palavra "lév (לֵב)" que significa coração a uma distância de sete em sete letras. A letra "gimel (ג)" de "ha'gadol (הַגָּדוֹל)", a letra "resh (ר)" de ve'ha'norá (וְהַנּוֹרָא)" e a letra "beit (ב)" de "lév (לֵב)" soletrando assim "Berg (ברג)" logo à frente de "Elyah ha'Navi (Profeta Elias)."

הִנֵּה אָנֹכִי שֹׁלֵחַ לָכֶם, אֵת אֵלִיָּה הַנָּבִיא--לִפְנֵי, בּוֹא יוֹם יְהוָה, הַגָּדוֹל, וְהַנּוֹרָא. וְהֵשִׁיב לֵב-אָבוֹת עַל-בָּנִים, וְלֵב בָּנִים עַל-אֲבוֹתָם--פֶּן-אָבוֹא, וְהִכֵּיתִי אֶת-הָאָרֶץ חֵרֶם. {ש}

Num outro sonho, em 2013, o Rav veio novamente no sonho e disse que eu iria encontrar com ele , mas ele já tinha se ocultado  do mundo, o que aconteceu em 13 de setembro de 2013. E, verdadeiramente, eu me encontrei com ele, mas esta é outra porção da revelação... 

Abençoado o Sagrado, que nos enviou o profeta Eliahu, para nos revelar os segredos dos céus e abrir para o mundo todo a Sabedoria Divina! 

Razá Ila'áh. 
Bën Mähren Qadësh
Misha'Ël Ha'Levi

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

O Evento Ufológico Do Sinai


O Salmo capítulo 68 é um dos textos hebraicos que mais possuem referências ufológicas, e hoje, possuindo ferramentas de cripto-análise, podemos verificar se realmente o episódio do Sinai, foi, como já afirmei, o maior evento ufológico já testemunhado.

"As carruagens dos deuses, ribbotaim, são duas vezes onze mil, e todas vieram com Adonai quando Ele veio ao Sinai em santidade." 

רֶכֶב אֱלֹהִים, רִבֹּתַיִם אַלְפֵי שִׁנְאָן; אֲדֹנָי בָם, סִינַי בַּקֹּדֶשׁ.

Tehilim 68:18

Muitas traduções foram feitas sobre este versículo, e aqui, minha tradução se baseia nas menções dos antigos mestres da Cabalá de que, quando os céus se abriram acima do Monte Sinai, na manhã de 6 de Sivan do ano hebreu 2448 (14 de junho de 1313 antes da era contemporânea), vinte e duas mil carruagens divinas passaram pelo "Stargate" aberto sobre o Sinai, também chamado de "A Montanha de Elohim (Har ha'Elohim)". Foi dito inclusive que, estas Chariots Of Gods, possuíam estandartes que representavam as constelações acima.


Fazendo uma cripto-análise, busquei pela ocorrência do acrônimo para OVNIs devidamente transliterado para o hebraico (עב"מים). A expectativa estatística para o surgimento de OVNIs apenas neste capítulo foi abaixo de zero, na verdade o número foi 0.83400 e, no entanto, 3 resultados se apresentaram. Estatisticamente, um milagre...

Um dos resultados é cruzado pelo versículo mencionado acima no qual os termo Rechév Elohim (רֶכֶב אֱלֹהִים) cujo significado é "Carruagens De Elohim/Deuses" e Ribbotaim (רִבֹּתַיִם) são mencionados. Sobre Ribbotaim, o Dicionário de Anjos de Gustav Davidson, publicado em 1967, explica que, este termo se refere a anjos pilotos que conduzem as Rechév Elohim, também mencionado em 3 Enoch.

O milagre dos códigos aqui é que ele confirma que os céus sobre o Sinai estavam repletos de OVNIs pilotados pelos Ribbotaim e, como mencionaram alguns dos Elders (antigos), cerca de 22.000 UFOs.


O que houve lá? Foi o que revelei no meu livro "EU QUERO ACREDITAR" que a montanha inteira foi arrancada do chão e virada de ponta cabeça sobre os israelitas e Adonai repousou os pés sobre a base da montanha. Muitos hebreu morreram ao ouvir a Voz e os Shofarot que ressoavam das carruagens e, o Zôhar diz que, um balsamo fluiu do Santo, fazendo com que as almas fossem devolvidas aos seus corpos ressuscitando os israelitas mortos.

AS TABLETES DE SAFIRA EXTRATERRESTRE

O Zôhar revela que, no crepúsculo do Sexto Dia da Criação, Elohim tomou duas gotas do "Tal (טל) que o fluído que preenche o crânio do Atiqá Qadish (Ancião Sagrado) e as endureceu e as escondeu no lugar no qual, dois mil quatrocentos e quarenta e oito anos depois, Moisés ergueria sua tenda. Mesmo assim, as Tabletes permaneceram rústicas e sem lapidação. Elas foram preparadas porque a Torá não podia ser escrita em jóias deste mundo. O Zôhar também nós conta que, assim que Moisés desenterrou as Tabletes, era foram lapidadas por Elohim através de um "ruach (vento)" que Elohim soprou e somente então, elas foram gravadas com as letras da Torá.

Isso tudo revela uma tecnologia elevadíssima e certamente, extraterrestre. Além destas menções, encontramos no Midrash que, apesar das Tabletes serem de safira e serem duras, elas podiam ser enroladas como um pergaminho.

Cada uma das Tabletes pesava uma tonelada mas, levitavam como papel ao vento, divido as letras Samech e Mem que flutuavam sobre elas.

עב"מים

Não é uma verdadeira evidência ufológica que o termo-acrônimo moderno para OVNIs no plural hebraico esteja codificado neste Salmo que foi escrito há 3.000 anos?

Compre aqui o livro 'EU QUERO ACREDITAR'

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Ano 2029: O Julgamento Final?


Shoá Atomit
O Holocausto Atômico

Na obra cinematografica "Terminator" de 1984 que foi escrita e dirigida pelo cineasta James Cameron, o Exterminador que viaja do ano 5789 (2029) para o ano 1984 é um "Modelo 101" da Cyberdine Systens.

O Exterminador é um Golem provido de inteligencia artificial. O termo Golem vem do hebraico é significa "matéria imperfeita" algo como um "embrião" que ainda está em desenvolvimento.

O golem é um ser criado através de meditações nos poderes do alfabeto hebraico por um cabalista. Abraão, o patriarca, foi o primeiro a criar um enquanto estava na Mesopotâmia (Gênesis 12:5).

Nas narrativas sobre Golens, a criatura continua "crescendo" até que se volta contra os seus criadores e contra a humanidade.

No hebraico, a gematria "AVGAD" do termo Golem (גולם) é exatamente 101... Na tradição da Cabalá nos foi ensinado que um Golem pode "evoluir" e criar consciência.

O ano do qual o Exterminador viaja para o ano 1984 é o ano hebraico 5789 (התשפ"ט) cuja grafia aparece três únicas vezes em todo o texto hebraico do Tana'k. As citações podem ser encontradas em Sêfer Yechezkel Ha'Novi (Profeta Ezequiel) capítulo 20 no versículo 4 e capítulo 22 versículo 2. No capítulo 20 versículo 4, lemos: "Porventura tu os julgarias, julgarias tu, ó ben-Adam (humano)? Notifica-lhes as abominações de seus pais (הֲתִשְׁפֹּט אֹתָם, הֲתִשְׁפּוֹט בֶּן-אָדָם)." A transliteração diz: "Ha'tishpót otam?, ha'tishpót ben-Adam? (הֲתִשְׁפֹּט אֹתָם, הֲתִשְׁפּוֹט בֶּן-אָדָם)".


Através de "Temurot (permutações)" e Tzerufim (combinações) um segredo aterrador pode ser extraído deste passuq. O termo Otam (אֹתָם) tem uma grafia alternativa para o termo "Atom (אטם)" que significa "Atômico" e assim, o verso se transforma em "2029, o atômico julgamento da humanidade..."

A transformação é esta: A letra "Tav (ת)" de Otam (אֹתָם) através da Cifra Avgad se transforma em Alef (א) e este alef através da Cifra AtBach se transforma em Tet (ט) e assim modifica o termo para "Atom (אטם) escrito sem a letra Vav (ו) mas com o niqud cholam pontuando a vogal ó.

O filme se passa no ano cabalistico-hebreu de 5784 (התשמ״ד) que é uma temurá (permutação) do hebraico "hashmadat (הַשְׁמָדַת) que é sinônimo de "Retzach Am (רֶצַח עַם)" que significa "Extermínio."

A inspiração para o filme de 1984 veio de um sonho. Em Roma, na Itália, durante o lançamento de Piranha II: The Spawning , o diretor James Cameron ficou doente e sonhou com um torso metálico segurando facas de cozinha se arrastando para fora do fogo... 

O fogo é julgamento (משפט) que é sinônimo de "sentença" que no hebraico é "Mishpat (משפט)" e cuja a raiz etimológica hebraica é Shafat (שפט) e que é a mesma raiz de Ha'tishpot (התשפט) e cuja as letras são as mesma que constroem a grafia para o ano 5789 (התשפ"ט)... 

No capítulo 22 versículo 2, encontramos: "Tu, pois, ó filho do homem, porventura julgarás, julgarás a cidade sanguinária? Faze-lhe conhecer, pois, todas as suas abominações (וְאַתָּה בֶן-אָדָם, הֲתִשְׁפֹּט הֲתִשְׁפֹּט אֶת-עִיר הַדָּמִים; וְהוֹדַעְתָּהּ, אֵת כָּל-תּוֹעֲבוֹתֶיהָ.)."

Qual seria a identidade desta "cidade sanguinária" cujas abominações se lhe fará conhecer?  A expressão "Ir ha'damim ()" que se traduziu como "cidade sanguinária" possui gematria igual a 379 e este valor numerológico cabalístico revela a identidade desta "cidade sanguinária" pois é o mesmo valor de "Chata'áh América (חַטָּאָה אמריקה)" cuja tradução é "O Pecado da América."

Retraduzindo o versículo, lemos: "E você, ó humanidade, em 2029 julgará o pecado da América e a fará conhecer todas as suas abominações."

“Uma nação vai surgir a partir de um fim do mundo (Coréia), contra os ímpios “Romanos (E.U.A.) e vai combatê-los por 3 meses. Outras nações irão juntar-se a guerra contra a nação a partir de fim do mundo, até Edom todos se unirão contra esta nação. Então HKB "H (Hashem, bendito seja Ele)” irá surgir contra eles, como ele diz,"וטבח גדול בארץ אדום Um gigantesco massacre na terra de Edom (E.U.A)”.

זוהר ח"ב לב ע"א:

יתער עמא חד מסייפי עלמא על רומי חייבא, ויגח בה קרבא תלת ירחין, ויתכנשון תמן עממיא ויפלון בידייהו, עד דיתכנשון כל בני אדום עלה מכל סייפי עלמא, וכדין יתער קודשא בריך הוא עלייהו, הדא הוא דכתיב (ישעיה לד ו) כי זבח ליהו"ה בבצרה וטבח גדול בארץ אדום וגו’.


2029 será o ano? 

Autor
Bën Mähren Qadësh
Deepak Sankara Veda​

O Artesão Da Luz