Projeto Jardim Do Éden

Projeto Jardim Do Éden
A Associação Qabalista Mundial – Gará Kulam Moshav, na voz do seu fundador e presidente Misha´El Yehuda ben Yisrael, lançou, em 2006, o “Projeto Jardim do Éden” cuja intenção era conseguir a doação, empréstimo ou mesmo arrecadar fundos para a compra de um Sitio ou Chácara onde será instalada a sede da sua Comunidade Mística, o Centro Brasileiro de Estudos da Qabalá. Clique na imagem, conheça o projeto e faça uma doação.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

segunda-feira, 22 de março de 2021

SINAIS DA CHEGADA DA ERA MESSIÂNICA


"E assim como nos dias de Noé, assim também será na chegada da Era Messiânica (וְכִימֵי נֹחַ כֵּן יִהְיֶה גַּם־בּוֹאוֹ שֶׁל־בֶּן־הָאָדָם׃)." 

- Mateus 24:37 

E como foi nos dias de Noé? "Nos últimos sete dias antes do dilúvio, quando os sinais terríveis e grande comoção encheu os céus, nos "últimos dias de descanso" durante o período final dos 120 anos que haviam sido dados, Deus mudou o curso da natureza (o que incluiu a inversão do campo magnético). 

Depois de sete dias" [Gen. 7:4, 10] - nestes últimos sete dias, o Santo mudou a ordem da criação e o sol passou a nascer no oeste e se por no leste (Talmude Sanhedrin 108b). Então começou o dilúvio. Todas as fontes do grande abismo foram abertas, e as janelas (portais) dos céus se abriram. (Gênesis 7:11). A água fluiu a partir do interior da terra e dirigiu-se para a superfície, e ao mesmo tempo uma chuva verteu-se não das nuvens, mas do universo, a partir de uma direção definida. As águas superiores correram através do espaço quando Deus removeu duas estrelas da constelação das Plêiades (aqui, aprendemos com o Talmude sobre o fenômeno estelar que a ciência hoje chama de Supernovas). Estas águas superiores eram quentes (ferventes), ferviam não como águas da uma chuva comum e eram mais densas. Os pecadores foram literalmente cozidos e foram punidos por águas ferventes, pois Deus ordenou que cada gota d'água passasse através do Geena antes de cair para a terra (Talmud Sanhedrin- 108b). 

Desde o dia em que as águas inundaram TODOS OS MUNDOS (planetas) através das janelas dos céus e durante o dilúvio, o sol estava encoberto (cometas e meteoros atingiram a terra e lançaram escombros na atmosfera), e a terra tremeu (gigantescos terremotos) e os vulcões entraram em erupção. A pangeia se moveu e se separou em continentes.

Para acabar com a inundação. Deus teve de transferir duas estrelas da constelação da Ursa para a constelação das Plêiades (aqui aprendemos com o Talmude o que a ciência, astrofísica e astronomia hoje sabem, que as estrelas se movem). É por isso que a ursa corre atrás das Plêiades. Ela quer que seus dois filhos voltem, mas eles somente vão retornar para ela no mundo futuro (Olam habá). Como Deus havia retirado duas estrelas das Plêiades para abrir os portais e dar inicio à inundação, Ele teve que fechá-los, e por está razão tomou duas estrelas da Ursa.

Preparem-se para o que está por vir... 

Autor

Bën Mähren Qadësh

Baseado Em

"Mundos Em Colisão"

De Immanuel Velikovsky 

O Artesão Da Luz