Projeto Jardim Do Éden

Projeto Jardim Do Éden
A Associação Qabalista Mundial – Gará Kulam Moshav, na voz do seu fundador e presidente Misha´El Yehuda ben Yisrael, lançou, em 2006, o “Projeto Jardim do Éden” cuja intenção era conseguir a doação, empréstimo ou mesmo arrecadar fundos para a compra de um Sitio ou Chácara onde será instalada a sede da sua Comunidade Mística, o Centro Brasileiro de Estudos da Qabalá. Clique na imagem, conheça o projeto e faça uma doação.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

sábado, 16 de junho de 2018

O Auspicioso 1966


O ano 1966 foi auspicioso. Anunciado por um grande cometa (Ikeia-Seki) em 23 de outubro de 1965 (Eliahu Ha'Navi) iniciou a contagem do chamado Fim dos Dias (acharit ha'iamim).

O Sêfer ha'Zohar ha'Qadosh em Ha'Qadmá (Introdução) afirma que, no Fim dos Dias Moisés retornaria trazendo com ele os dois Messias, o Messias Ben Yosef (Messias Filho de José) e o Messias Ben David (Messias Filho de David). O primeiro alude à iluminação pessoal de cada pessoa no mundo e o segundo à iluminação do mundo inteiro. O primeiro alude à centelha messiânica em cada pessoa e o segundo à todas estas centelhas despertas tornando o mundo todo iluminado.

"O messias não será uma pessoa, mas um dia quando todo o mundo for iluminado."

 - Alejandro Jodorowsky.

No Êxodo, quando Moisés, nosso Mestre, alcança a iluminação, isso nos é informado pelo código chamado "ha'senêh boër (הַסְּנֶה בֹּעֵר) - a Sarça Ardente" que é, na verdade, uma visão da S'firá Biná na Árvore das Vidas chamada Satori no Zen Budismo. Moisés havia alcançado o 49° Portal da Compreensão.


"Va'yerê malach Yud Hê Vav Hê elaiv bilabat êsh--mitóch ha'senêh (וַיֵּרָא מַלְאַךְ יְהוָה אֵלָיו, בְּלַבַּת-אֵשׁ--מִתּוֹךְ הַסְּנֶה;) - E apareceu o Anjo do Yud Hê Vav Hê numa chama de fogo entre a Sarça... (Êxodo 3:2)."

As sofei teivos (letras finais) de "Malach Yud Hê Vav Hê elaiv bilabat êsh (מַלְאַךְ יְהוָה אֵלָיו, בְּלַבַּת-אֵשׁ)" que são "chaf sofit (ך) hê (ה) vav (ו) tav (ת) e shin (ש)" formam, por temurá (permutação qabalistica) o ano 5726 (התשכ"ו) equivalente no calendário solar gregoriano à 1966.

A expressão bíblica hebraica "be'acharit ha'yamim (בְּאַחֲרִית הַיָּמִים)" que se traduz como "no fim dos dias" possui gematria (numerologia qabalistica) igual a 726 que corresponde ao ano hebraico 726 do 5 milênio ou com a adição da letra hê (ה) que foi 1966 (5726).

AYRTON SENNA


Para tornar mais claro e evidente que está verdade espiritual, vou revelar outro segredo. Em 21 de março de 1960, nascia em São Paulo Ayrton Senha da Silva, uma reencarnação messiânica para nossa geração. O ano 1960 foi, no luach hebraico "5720 (התש'ך)" sendo o numeral 20 representado pela letra hebraica "chaf sofit (ך)". Senna, no Hebraico é escrito com as mesmas letras da palavra "Senêh (סְּנֶה)" que significa "sarça". No verso mencionado acima (Êxodo 3:2), a sequência "bilabat êsh--mitóch ha'senêh (בְּלַבַּת-אֵשׁ--מִתּוֹךְ הַסְּנֶה)" contém as sofei teivos (letras final) que formam o ano hebraico 5720 que são "tav (ת) shin (ש) chaf sofit (ך) e hê (ה)" que por temurá formam 5720 equivalente no solar gregoriano à 1960. E o que lemos em seguida? O termo "senêh (סְּנֶה)" ou "Senna". A sequência é "5720 Senna". Até mesmo o nascimento de Ayrton Senna está no verso com a sua data de nascimento para ratificar que a iluminação do mundo inteiro teve início em 1966.

A IDENTIDADE SECRETA DE SENNA


A identidade secreta de Ayrton Senna: O Talmude nos que há, numa geração, 36 pessoas justas que são imortais e que, com seus atos ocultos de bondade, eles mantém o mundo protegido da destruição. Estes 36 são chamados pelo código cabalístico "Lamed Vavniq" que é uma abreviação do Yiddish "Lamed Vov Nistarim (Os 36 Escondidos)" e também "Tzadiqim Nistarim (Justos Ocultos)". Ayrton Senna era um deles. A expressão "Lamed Vavniq (למד-וניק)" possui gematria (valor numerológico hebraico) igual a 240. Como podemos ter certeza de que Ayrton Senna era um Lamed Vavniq? Pelos seus atos de bondade que carregam a assinatura da alma que possuía. Dia 28 de agosto de 1992, o piloto Erik Comas bate a sua Ligier durante os treinos em Spa Francorchamps e fica inconsciente dentro do seu carro com o pé no acelerador. Ayrton Senna passa e vê que foi um grave acidente, para, desce do seu carro e corre, em meio aos outros carros, para auxiliar Erik Comas. Ele desliga o morto do carro e presta os primeiros socorros ao piloto injuarido. Este dia, 28 de agosto, é o 240º dia no ano solar e 240 é o valor de "Lamed Vavniq", revelando que Ayrton era um dos 36 justos escondidos. D'us permitiu para que, no futuro, todos pudessem conhecer a sua verdadeira identidade. A tradição da QABALÁH revela que um dos 36 possui a alma do messias. "Não há menos de 36 tzaddikim no mundo que recebem a Shekhinah (a Presença Divina)" - Talmud Bavli - Sanhedrin 97b, Sucot 45b.



Este mistério, com exceção do adendo sobre a identidade de Senna puvlicado no dia 18 de maio, me foi revelado pelo meu Mestre há dois dias durante um sonho, e seu nome também está no versículo, bem no início onde lemos "Va'yerê (וַיֵּרָא)" que no sentido inverso e por gematria se revela "Ha'Ari Alef (הארי א)" que se traduz "O Ari escondeu" porque a letra Alef é inicial de "esatér (אֶסָּתֵר)" que é "esconder/ocultar". 

Autor
Bën Mähren Qadësh
Dipankara Vedas
Misha'Ël Ha'Levi

O Artesão Da Luz