O Buscador

O Buscador
"Quando olho para os Céus, não estou procurando por um Deus que vive no espaço exterior, estou lendo as estrelas e ouvindo os seus mistérios (Tehilim 19)". Deepak Sankara Veda

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

quarta-feira, 20 de abril de 2016

A Inauguração Da Era Messiânica


O Sagrado Leão De Safed 
(Rabi Isaac Lúria) & O Segredo Do Início Da Era Messiânica.

Meu mestre, de Abençoada Lembrança, me revelou muitos mistérios na outra vida, muitos dos quais eu recordei durante estae guilgul (reencarnação) e obtive compreensão sobre eles.

Um destes mistérios foi sobre a data de Inauguração Da Era Messiânica. Meu professor disse que, a Era Messiânica deveria ter tido início na segunda metade do primeiro dia após a destruição do Templo Sagrado, isto é, 5 de Menachem-Av do ano hebreu 5329, ou seja, 20 de Julho de 1569 (ב'ה ב'אב ב'השכט). Se aplicarmos gematria, o valor encontrado será 348, e se calcularmos a gematria "Im Haosios" que é o cálculo do valor das letras hebraicas que compõem a data + o número de letras da própria, e neste caso, são dez letras, o valor será 358, que é a gematria de Mashiach (משיח).


358
Messias

Como a Era Messiânica, por razões espirituais, não teve início, naquela época, meu mestre, que era uma reencarnação do Messias Filho de José, teve, três anos depois, que se ocultar deste mundo. Isto aconteceu exatamente no dia no qual, três anos antes, a Era Messiânica deveria ter sido inaugurada, em 5 de Menachem-Av de 5372, que caiu no calendário Juliano no dia 16 de Julho de 1572, e que nesté guilgul, foi a data da minha Brit milá (circuncisão), que foi realizada no dia 5 de Menachem-Av de 5763 (2003).

A expressão esotérica "Patach ha'sh'ar ha'Ayden ha'Mashiach (פתח השער העידן המשיח) - Abertura do Portão da Era do Messias", resulta em gematria "Im hateivos" que é a gematria ordinal da frase somada ao número de palavras nela, é 1569. Acaso?


פתח השער העידן המשיח
1569

Então, a inauguração da Era Messiânica foi adiada por 400 anos. E o que aconteceu? Passados 400 anos?

A Era Messiânica é sempre representada pelo aspecto da Lua cheia, uma lua sem defeito (escuridào) que representa a alcance, pela humanidade, da Consciência Messiânica, iluminada.

O Zohar nos diz que, nos dias de Moisés, o messias, a Lua era sem defeito, e também nos dias do Rei Salomão.

400 anos depois do ocultamento da alma do meu professor em 1572, examente no dia 16 de Julho de 1969, o nave Apollo XI foi lançada de Cabo Canaveral, e quatro dias mais tarde, exatamente no dia 20 de Julho, a Neil Armstrong e Buzz Aldrin pisaram na Lua. Este dia, foi, no calendário hebraico, o dia 5 de Menachem-Av de 5729. Percebeu como os números são perfeitos? 5329 (1569)a 5332 (1572). 5332 (1572) a 5732 (1972).

Uma operação de subtração em qualquer um dos anos resulta em 400 anos de diferença. Exemplo:- 1972-1572=400.

O Sêfer Yetzirah (Livro da Formação) escrito por Abraão - O Patriarca - há 4000 anos, e habilmente traduzido para o português pelo nosso querido Erwin Pamplona​, abençoado seja, nos revela que a Lua foi criada pela Letra Hebraica Tav (ת) - a última do alfabeto - e cujo valor numerológico hebraico é exatamente 400.

E qual é a distância da Terra à Lua? 400.000 quilômetros, e portanto, conhecemos que, a ascensão da humanidade à Era Messiânica começou exatamente no dia 20 de Julho de 1969.

A última missão à Lua aconteceu em 19 de Dezembro de 1972, 400 anos depois da alma do meu mestre, de Abençoada Lembrança, haver se ocultado. Em 1972, misteriosamente, as missões Apollo foram encerradas, e os mistérios sobre a lua ocultados.

Quando falamos de Era Messiânica, não estamos nos referindo a algum dogma religioso, mas à Ascensão à Consciência e à revelação da Tecnologia do Jardim do Eden.

"Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade" - Neil Armstrong, 20 de Julho de 1969. 

Deepak Sankara Veda​

O Artesão Da Luz

O Artesão Da Luz
Deepak Veda - Instrutor e compartilhador sobre a Sabedoria Espiritual. Sênior criptólogo especialista em Criptologia Divina. É escritor e autor de 14 obras, incluindo "Shem ha'Meforash - Os 72 Nomes De D'us" e "Guilgulim - O Portal Das Reencarnações".