Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Jesus: O Homem Das Estrelas



Teria sido Yeshu'a (Jesus) um humano-angélico? No Judaísmo, os Ishim (אִישִׁים -. Homens, personagens, personalidades, indivíduos) ou Eshim (אֵשִׁים - incêndios, chamas, faíscas) são uma classe de anjos-alienígenas dos quais se dizem serem os mais próximo dos assuntos dos mortais. Eles são compostos de fogo e neve, e são descritos como "belas almas de homens" que residem em Machon , o 5º Céu.

"Um anjo é, certamente, uma entidade extraterrestre. O termo vem do latim "Angelus" e que por sua vez vem do grego "Angelos" significando "mensageiro". O termo original é na verdade o hebraico "Malach (מלאך)". A raiz hebraica da palavra “Malach (מלאך)” vem do hebraico “Lach (לאך)” que pode ser compreendida como “Aquele que se move sem se virar” ou seja, para qualquer direção ou dimensão."

Desde o início da Criação, os Ishim existem principalmente para exaltar e louvar a glória de Adonai, uma função muito semelhante à dos Coros das Canções. No Zohar, os Ishim são geralmente classificados como 10º na hierarquia dos anjos judeus, embora as interpretações cabalísticas de Giovanni Mirandola classifiquem-nas como nono e o tratado Berit Menuchah classifica-os como sexto. Os Ishim também são comparáveis com o Erelim ou o B'ney Elim e dos B'ney Elohim, que são parte da ordem dos Tronos ou Anjos. O líder dos Ishim no Zohar é dito ser Azazel ou Sofonias, mas como são encarnações da décima sephirah Malkuth, os Ishim são freqüentemente considerados governados por Sandalphon (Elias) ou às vezes Enoch (Metatron ). 


A gematria de Ishim (אישים) é 361 e que, dentre outras correlativas, é também a gematria de "Av Mashiach (אב משיח)" que significa "Pai do Messias/Cristo" e de "Mashiach Bô (משיח בא)" que se traduz para "O Messias Vem (por este meio de concepção)".

Teria sido, perguntamos redundantemente, Yeshu'a (Jesus) um Ish Ha'Elohim? Eu já li e ouvi interpretações sem base sólida ou cripto-evidências, apenas baseadas no versículo “Meu Reino não e deste mundo...” que dizem ser Yeshu'a um extraterrestre e aqui eu proponho uma análise a partir deste conhecimento e dos versículos a seguir.

Gabriel
O Missionário Estelar
מיסיונר הכוכבי

O segredo da concepção de Yeshu'a é semelhante à concepção de Moisés, nosso Mestre, que possuía anexada em sua alma uma centelha de Elohim, mais precisamente uma faísca do Anjo Gabriel, conforme revelado pelo Zôhar Ha'Qadosh (O Livro Selado de Daniel) e em razão desse mistério Moisés foi chamado de "Ish Ha'Elohim (איש האלהים) - O Homem de Elohim". 


A Torah Shemot (Êxodo) nos narra a concepção de Moshê, dizendo "E foi um homem (Ish) de Levi e tomou uma filha de Levi... (Shemot 2;1). O Zôhar revela que o homem foi o Anjo Gabriel e a filha de Levi era a alma de  Moisés. Tomou significa que ele se casou com ela, ou seja, se unificou a ela é por isso Moisés era um Híbrido humano-angélico.

וַיֵּלֶךְ אִישׁ, מִבֵּית לֵוִי; וַיִּקַּח, אֶת-בַּת-לֵוִי.

Foi o Anjo Gabriel quem conduziu Yocheved (יוכבד) para se casar novamente com Amram (עמרם) da qual ele se havia divorciado devido ao decreto do Faraó de que todo filho homem fosse morto e para que Moisés pudesse ser concebido e foi o  mesmo Anjo Gabriel quem anunciou a Miriam que ela conceberia e daria à luz a Jesus.

"Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Que estando Miriam, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo."

וְזֶה דְבַר הֻלֶּדֶת יֵשׁוּעַ הַמָּשִׁיחַ מִרְיָם אִמּוֹ הָיְתָה מְאֹרָשָׂה לְיוֹסֵף וּבְטֶרֶם יָבֹא אֵלֶיהָ נִמְצֵאת הָרָה מֵרוּחַ הַקֹּדֶשׁ׃

Mateus 1:18


É aqui que reside o segredo que a religião e os religiosos não conseguiram descobrir até os dias atuais. Grávida do "Ruach Ha'Qodesh (הָרָה מֵרוּחַ הַקֹּדֶשׁ)" se refere a que, depois da relação com Yosef (José) após o Qidushin (Consagração) pelo qual ela já havia sido desposada, ou seja, mantido relações sexuais para, de acordo com a tradição da Torah, ser desposada, se achou grávida de uma centelha de Elohim que são os anjos que habitam o plano do Olam ha'Yetzirah (Universo da Formação) na Etz Ha'Chaim (Árvore das Vidas) que é também chamado de "Olam ha'Ruchót (universos dos espíritos) e portanto, uma centelha de Elohim é sempre chamada de "Rúach Ha'Qodesh (Espírito Santo)".

O profeta Eliahu (Elias) e o profeta Elisha (Eliseu) foram chamados também de "Ish Ha'Elohim (איש האלהים)". Quanto a Eliahu, sabemos que ele foi "vestido" com as "vestes luminosas" de Sandalfon (סנדלפון) no mesmo processo de metamorfose angelical que transformou Chanoch (Enoch) no anjo Metatron - o Escriba Divino conhecedor de todos os mistérios. São Sandalfon e Metatron os Cheruvim (Querubim) que figuravam sobre a cobertura da Aron Ha'Berit (Arca da Aliança) e que se moviam virando de costas quando o povo israelita cometia pecados.



A Concepção

Muitas pessoas imaginam que, a concepção realizada por um "Missionário Estelar" é alguma coisa parecida com o que já foi visto em algum filme de Hollywood,  no qual uma nave espacial aparece e dela sai um Extraterrestre humanoide que se apaixona pela humana e a fecunda. Okay! Elas não estão totalmente erradas e aqui haverá uma elucidação sobre isso.

Mas, como a concepção causada por um "Missionário Estelar" é realizada? Este é o segredo do "Ibür" que é aquele tipo de reencarnação mencionada em Sha'ar Ha'Gilgulim (Portal das Reencarnações) pelo qual todo judeu recebe, na noite de Shabat, uma "alma adicional" a "Neshamá Yeterá" e pela qual tanto Yocheved e Miriam receberam almas que as ajudaram a realizar esse tipo de concepção. Yocheved recebeu, aos 130 anos de idade, a alma de Eva por ibür que a ajudou a trazer a alma de Seth novamente ao mundo. Moisés era a reencarnação de Shet e Hevel (Abel) e por isso recebeu o nome Moshê (משה) cujas letras são as iniciais de Moshê, Shet e Hevel. 

O anjo vem e entra, por Ibür (Impregnação) no coração daquele que será o pai dessa criança estelar e anexa uma faísca de seu rúach (espírito) à néfesh ha'eloqit (alma divina) do pai. E o que acontece a seguir? De acordo com o Zôhar, quando o pai se excita ao ver, na noite da shabat, o belo corpo de sua esposa através da luz sútil da vela parcialmente coberta (de acordo com a Halachá), a sua néfesh desce para o sêmen que irá fecundá-la e, nesse caso específico, é a nefesh do pai na qual está anexada a faísca do Missionário Estelar que, no caso de Moshê e Yeshu'a, foi o Anjo Gabriel, conforme lemos:

"E, no sexto mês (Elul), foi o anjo Gabriel enviado por Elohim a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma "virgem" desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Miriam. E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Shalom, agraciada; Adonai é contigo; bendita és tu entre as mulheres. E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta. Disse-lhe, então, o anjo: Miriam, não temas, porque achaste graça diante de Elohim. E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Yeshu'a. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;

וַיְהִי בַּחֹדֶשׁ הַשִּׁשִּׁי וַיִּשְׁלַח אֱלֹהִים אֶת־גַּבְרִיאֵל הַמַּלְאָךְ גָּלִילָה אֶל־עִיר אַחַת וּשְׁמָהּ נְצָרֶת׃ 27 אֶל־בְּתוּלָה מְאֹרָשָׂה לְאִישׁ אֲשֶׁר־שְׁמוֹ יוֹסֵף מִבֵּית דָּוִד וְשֵׁם הַבְּתוּלָה מִרְיָם׃ 28 וַיָּבֹא הַמַּלְאָךְ הַחַדְרָה וַיֹּאמֶר אֵלֶיהָ שָׁלוֹם לָךְ אֵשֶׁת־חֵן יְהוָֹה עִמָּךְ (בְּרוּכָה אַתְּ בַּנָּשִׁים)׃ 29 וְהִיא (בִּרְאוֹתָהּ) נִבְהֲלָה לִדְבָרוֹ וַתֹּאמֶר בְּלִבָּהּ מָה הַבְּרָכָה הַזֹּאת׃ 30 וַיֹּאמֶר לָהּ הַמַּלְאָךְ אַל־תִּירְאִי מִרְיָם כִּי־מָצָאתְ חֵן לִפְנֵי הָאֱלֹהִים׃ 31 וְהִנָּךְ הָרָה וְיֹלַדְתְּ בֵּן וְקָרָאתְ אֶת־שְׁמוֹ יֵשׁוּעַ׃ 32 וְהוּא גָּדוֹל יִהְיֶה וּבֶן־עֶלְיוֹן יִקָּרֵא וַיהוָֹה אֱלֹהִים יִתֶּן־לוֹ אֶת־כִּסֵּא דָּוִד אָבִיו׃"

Lucas 1:26-32

No versículo em hebraico Gabriel é enviado por Elohim e José é chamado "Ish" que é, atualmente, um termo aplicado para um homem solteiro, o que é uma contradição pois, José já estava desposado com Miriam e é por isso que, no verso há uma aparente contradição que é explicada por esta sabedoria. Miriam diz, respondendo ao Anjo Gabriel, o Missionário Estelar:

"E disse Miriam ao anjo: Como se realizará isto, visto que não conheço "Ish (homem) " algum? 

וַתֹּאמֶר מִרְיָם אֶל־הַמַּלְאָךְ אֵיךְ יִהְיֶה הַדָּבָר הַזֶּה וַאֲנִי אֵינֶנִּי יֹדַעַת אִישׁ׃"

Lucas 1:34

Miriam conhecia o segredo da concepção por Ibür e sabendo desse segredo ela responde ao Anjo dizendo que não conhecia nenhum "Ish" pois, não sabia que Yosef estava impregnado pela faísca de Elohim para conceber Yeshu'a.

Para tornar este conhecimento claro e fornecer uma evidência, se deve recordar o que já revelei no artigo "Ishim - Os Humanos-Angélicos" sobre a primeira concepção por Elohim que se realizou nos primórdios da humanidade. A concepção de Kayin pelo Anjo Samael (O Demônio).

"E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem (Ish).

וְהָאָדָם, יָדַע אֶת-חַוָּה אִשְׁתּוֹ; וַתַּהַר, וַתֵּלֶד אֶת-קַיִן, וַתֹּאמֶר, קָנִיתִי אִישׁ אֶת-יְהוָה."

Gênesis 4:1

Chava (Eva) declarou isso pois, sabia, que Kayin não era filho de Adão, pois ela tinha mantido relações com a Nachash (Serpente) que estava "impregnada (através de um gilgul ha'ra)" pelo Anjo Samael e, portanto, Kayin era um Ish, ou seja, metade humano, metade anjo, conforme explica o Zôhar quando revela que, ele, Kayin, tinha a aparência dos de baixo (humanos) e a beleza dos de cima (anjos). O Zôhar esclarece que, o termo "yada (conheceu)" foi usado lá, naquele versículo, pois, ao olhar para Chava (Eva), Adão "conheceu" que ela já estava impregnada da Nachash que havia sido possuída por Samael numa espécie de "Gilgul Ha'Rá (גילגול הרע) - Reencarnação do Mal."

Adendum

Por que Mosiés, ao nascer, precisou ser escondido? O Midrash nos fornece a resposta dizendo que, além de Moisés ter nascido de seis meses, ele brilhava como uma estrela, pois a Ór Ha'Ganuz (Luz Oculta da Criação) brilhava através de sua pele a partir de sua alma. O Midrash também nos informa que, essa luz especial, que foi ocultada trinta e seis horas divinas depois de criada, conforme lemos na Torá Bereshit (Gênesis) "Haja luz, e HOUVE luz (יְהִי אוֹר; וַיְהִי-אוֹר)." O verbo "houve" foi usado lá porque, de acordo com o Zôhar, ela foi escondida. Assim, essa luz da qual a alma de Moisés foi criada, foi, gradualmente se ocultando nele e só voltou a brilhar quando a luz da Torá que brilhava através da Safira celestial da qual foi criada, a ativou no corpo de Moisés novamente.

Sobre Jesus, lemos: "Disse-lhes mais: Em verdade vos digo que alguns dos que estão aqui, de maneira nenhuma morrerão, enquanto não virem já chegado o reino de Deus com poder. Seis dias depois tomou Jesus consigo a Pedro, a Tiago e a João, e levou-os à parte sós a um alto monte. Foi transfigurado diante deles; as suas vestes tornaram-se resplandecentes e em extremo brancas, como nenhum lavandeiro sobre a terra as pode alvejar. Apareceu-lhes Elias com Moisés, e estes falavam com Jesus."

Marcos 9: 1-4

Sua alma, feita de uma centelha da Ór Ha'Ganuz (também conhecida como "A Luz do Messias") brilhou através de sua pele e suas vestes. E por que Moisés e Eliahu apareceram? Para revelar os segredos da Sabedoria Oculta. Devemos lembrar que, tanto Moisés como Eliahu também brilharam.

Starman
O Homem Das Estrelas

Sobre o alienígena humanoide que emerge de uma nave espacial e se apaixona pela humana vindo a fecundá-la, não é totalmente fictício. Na verdade, é um processo de Ibür, como já supra-explicado, pois a "alien-spark (centelha alienígena) vem e entra no humanoide, como mostrado no filme homônimo "Starman - O Homem das Estrelas." Se um Ibür-Angélico acontece, esse, consequentemente, produzirá uma ADN humano-angélico no embrião concebido.


No filme de 1984, o Starman entra, por Ibür num fio de cabelo do falecido marido de Jenny Hayden, anexa sua centelha de alma à néfesh (alma animal) do falecido e cria, para si mesmo, um corpo a partir de seu ADN. Isso foi possível porque a néfesh, como declara a Toráh Vai'qrá (Levíticos), está no sangue. Mais tarde, Starman, mantém relações com Jenny Hayden que era estéril e, então, declara: 


"- Eu te dei um bebê nesta noite...".

E... falando em Ibür (עיבור), a palavra hebraica para "embrião" é "übar (עוּבָּר‎)" e que possui sua etimologia na mesma raiz de Ibür.

O filme estreou no Brasil na noite de 18 de janeiro de 1985. A data de 18 de janeiro, em hebraico (יח ב'יאנואר) possui gematria igual a 288 que é exatamente a mesma de "Ibür (עיבור)". Você acha isso um acaso? Além disso, dezoito dias contém 432 horas e este valor, é o resultado de gematria da expressão "Mispar Elohai (מספר אלוהי)" que significa "Número Divino" e também do aramaico-hebraico "Baú  av kochavei d'mashiach (באו אב כוכבי ד'משיח)" cujo significado é "Veio o pai estelar do Messias."

Em todas as gerações, os messias, são resultado de Ibür semeado por um missionário estelar com propósito de auxiliar a humanidade.



O Filho De Elohim

Em nenhum lugar dos Escritos do Novo Testamento, Jesus é chamado de "Ben Adonai (בן יהו'ה)" como o foi Rabbi Shime'on Bar Yochai, o "autor" do Zôhar, mas, sempre de "Ben Ha'Elohim (בן האלהים)" que significa "Filho De Elohim", como, por exemplo I João 4 versículo 15 onde  se lê "Qualquer que confessar que Yeshu'a é o Filho de Elohim, Elohim está nele, é ele em Elohim."

כָּל־הַמּוֹדֶה כִּי יֵשׁוּעַ הוּא בֶן־הָאֱלֹהִים הָאֱלֹהִים שֹׁכֵן בּוֹ וְהוּא בֵּאלֹהִים׃

Ao declarar que Yeshu'a é o seu mestre, a pessoa puxa, para si mesmo, uma centelha de Elohim que entra nela por Ibür. Esse é um segredo que se perdeu no cristianismo que renegou o conhecimento e a crença na reencarnação devido à alteração nos textos bíblicos sob o comando do imperador bizantino Justiniano em 543 d.C.

Em outro lugar, lemos a declaração de Simão Pedro sobre a natureza angélica de Yeshu'a. Ela se encontra no livro de Mateus:

“Vay'nan Shimeon Petrus vay'omer atá hú ha-Mashiach ben Elohim chaiim (וַיַּעַן שִׁמְעוֹן פֶּטְרוֹס וַיֹּאמַר אַתָּה הוּא הַמָּשִׁיחַ בֶּן־אֱלֹהִים חַיִּים׃) - E respondeu Simão Pedro e disse: Tu és o Cristo filho do Elohim vivo”

Mateus 16:16

Outro famoso versículo da Brit Chadashá (Nova Aliança) nos deixa claro que Yeshu'a era um filho de Elohim. O apostolo Paulo declarou:

"Com Cristo estou crucificado (anexado); e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Elohim, o qual me amou, e entregou a néfesh (alma) dele por mim."

עִם־הַמָּשִׁיחַ נִצְלַבְתִּי וְאָנֹכִי לֹא אֶחְיֶה עוֹד כִּי אִם־הַמָּשִׁיחַ הוּא חַי בְּקִרְבִּי וַאֲשֶׁר אֲנִי חַי עַתָּה בַּבָּשָׂר חַי אֲנִי בֶּאֱמוּנַת בֶּן־אֱלֹהִים אֲשֶׁר אֲהָבַנִי וַיִּתֵּן אֶת־נַפְשׁוֹ בַּעֲדִי׃


Gálatas 2:20

Aqui se torna mais claro que, havia nele uma faísca dos Elohim e o Zôhar nos informa que, quando a pessoa que possui uma centelha dos Elohim morre, esta centelha é devolvida para os Elohim, de acordo com o versículo encontrando em Qohelet[1] capítulo 12:

“E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Elohim, que o deu.”

וְיָשֹׁב הֶעָפָר עַל-הָאָרֶץ, כְּשֶׁהָיָה; וְהָרוּחַ תָּשׁוּב, אֶל-הָאֱלֹהִים אֲשֶׁר נְתָנָהּ.
Eclesiastes 12:7

A palavra hebraica traduzida para “espírito” é “rúach (רוח)” traduzida também algumas vezes para “vento”. E o que lemos acerca da morte de Jesus? Quais foram as suas últimas palavras ditas na cruz?

“E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.”

וַיִּקְרָא יֵשׁוּעַ בְּקוֹל גָּדוֹל וַיֹּאמֶר אָבִי בְּיָדְךָ אַפְקִיד רוּחִי וַיְהִי כְּכַלּוֹתוֹ לְדַבֵּר וַיִּפַּח נַפְשׁוֹ׃

Lucas 23:46

Na tradução para o hebraico do Evangelho de Lucas, nós lemos “Vai’krá Yeshu’a be’qol gadol vai’omer aví be’yadêcha afkid ruchí va’yehí ke’chalotô le’daber vai’pach nafshô”. A tradução aproximada e mais correta seria “E clamou Yeshu’a com grande voz e disse “pai, nas Tuas mãos entrego o meu rúach (espírito). E havendo dito estas palavras, expirou a sua néfesh (alma)”.

É preciso deixar claro que, o Pai de Yeshu'a era Elohim (אלהים) e não o Qadosh, baruch hú (יהו'ה). E que é Elohim? O Zôhar responde, entre outros segredos, que, Elohim é, certamente, as estrelas...

Sobre o Rabbi Shimeon Bar Yochai, o sobrenome "Yochai (יוחא'י)" é um construto de "Adonai Chai (יהו'ה חאי)" e significa "Adonai Vivo". Bar Yochai é, então, Filho do Adonai Vivo. Seu nome é o segredo das sofei teivos (letras finais) na famosa tabuleta "INRI" que contém as letras finais de "Rabb'I Shimeo'N Ba'R Yocha'I". Bar Yochai foi o discípulo de Yeshu'a chamado Simeão Bar Alfeu que mais tarde teve seu nome mudado para Bar Yochai.

Av Ben Ha'Elohim
O Pai Do Filho De Elohim

Quem foi o Elohim pai de Yeshu'a? Está é uma pergunta bastante difícil de responder sem que sejam descobertos indícios que apontem pistas que nos conduza à resposta certa, resposta que já foi supramencionada. E, talvez, tais indícios existam! E, digo, talvez, porque a fonte não me parece canôn. Vamos a ela.

Existe um compêndio antigo chamado de "Talmude Jmmanuel" cuja autoria é atribuída a Yehudá Ish-Qeriot, o Judas Iscariotes e que hoje se sabe não haver sido ele o traidor de Yeshu'a como foi afirmado durante muito tempo pela cristandade.

Se afirma que, este escrito, teria sido redigido em aramaico e que fora descoberto no verdadeiro túmulo de Jesus por um padre católico grego nomeado Isa Rachid (pseudônimo) e seu amigo "Billy Eduard Meir" que, em 1963, passeavam por uma estrada um pouco ao sul da cidade velha de Jerusalem quando encontraram, sobre uma pedra achatada no próprio sítio sepulcral que se afirma lá, ser o verdadeiro túmulo.

O texto afirma que, Judas, era, na verdade, amigo e o escriba oficial de Jmmanuel. Com relação a esta grafia e pronuncia, ela é meio suspeita, uma vez que a letra "J" não existe nem no hebraico e nem no aramaico.

Já de início, se pode notar contradições com os textos canonizados hebreus, quando, no documento é afirmado que Adam ha'Rishon (o Adão primordial) era filho do Elohim Samiasa (Aza e Azael), os Nefilim que, de acordo com a narrativa de Enoch e também do Zôhar, foram justamente quem se opuseram à criação da humanidade (Adão) por Adonai. De qualquer fora, eis o que o Talmude Jmmanuel afirma sobre a concepção de Yeshu'a:

"81 Joseph foi o marido de Maria, mãe de Jmmanuel, que foi impregnada por um descendente distante do filho celeste, Raziel, que é o anjo da guarda dos segredos. 82 Quando José ouviu falar da impregnação secreta de Maria por um descendente dos filhos celestiais da linhagem de Raziel, eis que ele ficou cheio de ira e o pensamento de deixar Maria antes que ele se casasse com ela diante do povo. 83 Enquanto Joseph pensava dessa maneira, eis que um anjo da guarda, enviado por Gabriel, o filho celeste que engravidara Maria, apareceu e disse: 84 "José, Maria está noiva de você, e deve se tornar sua esposa; não a abandone, porque o fruto do seu ventre é escolhido para uma grande finalidade. Case-a com toda a abertura, para que você seja marido e mulher diante do povo."

Talmude Jmmanuel 1: 81-84

Como afirmei acima, o texto contém muitas contradições em relação aos textos canônicos mas, não é contraditório à concepção angélica de Yeshu'a. Agora, se Raziel, o professor de Adão no Jardim do Éden foi realmente o seu pai, não é possível afirmar, mesmo que, estando sob a hierarquia de Metatron que está à esquerda e, como explicado pelo Zôhar, todos os anjos da esquerda se nomeiam Gabriel. De fato, Raziel está à direita pois é o anjo de Chochmá (Sabedoria) que está à direita na Árvore das Vidas, o que não impede que ele viaje pela esquerda.

A Ascensão De Yeshu'a

Apesar de haver mencionado a crucificação, de acordo com os evangelhos "canônicos", existe um outro texto que vai na contramão dos, assim chamados "Evangelhos Canônicos." Ele se encontra no Evangelho Dos Hebreus (não a Carta aos Hebreus de Paulo). Ei-lo:

"E assim que saíram, encontraram o Brilho, que é Simão, o Zeloso, e puseram sobre ele a cruz para a levar adiante do senhor, e enquanto ele estava recebendo o seu semblante e andava ao seu lado e sorriu ao seu querido. E enquanto eles caminhavam no caminho, eis que os anjos Gabriel, Rafael e Uriel os separaram um do outro, e subiu o senhor numa voragem aos céus até o terceiro céu."

Evangelhos Dos Hebreus 40:7

Esse texto afirma, contradizendo os Evangelhos do Cânon Romano, que Yeshu'a, a exemplo de Enoque e Elias, subiu aos céus num vórtice, depois de uma carruagem de fogo, com cavalos de fogo (Gabriel, Rafael e Uriel) os haver separado um do outro e quem foi crucificado foi Simão, o Zeloso, que mais tarde teve seu nome mudado para Simão Bar Yochai.

Conclusão

Talvez, você tenha, durante a leitura desse artigo, adquirido a curiosidade de saber porque eu usei, como pronome de tratamento para o Anjo Gabriel, o termo "Missionário Estelar" que no hebraico é "Missionar Ha'Kochavei (מיסיונר הכוכבי)". Eis aqui o segredo: A gematria de "Missionar Ha'Kochavei" é igual a 439 que é exatamente a mesma da expressão "Moshê Ben Yocheved (משה בן יוכבד)" que se traduz "Moisés Filho De Joquebede."

Sobre os Ishim, você poderá ler mais no nosso livro “EU QUERO ACREDITAR”. Fica aqui a evidência de que Jesus era metade homem, metade anjo. Yeshu'a era um "Starman (Homem das Estrelas) pois, como Moisés, ele foi fecundado por um Missionário Estelar, o Anjo Gabriel.

Compre aqui o livro 'EU QUERO ACREDITAR'






[1] Eclesiastes

O Artesão Da Luz