O Buscador

O Buscador
"Quando olho para os Céus, não estou procurando por um Deus que vive no espaço exterior, estou lendo as estrelas e ouvindo os seus mistérios (Tehilim 19)". Deepak Sankara Veda

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

O TENEBROSO SEGREDO DE MATRIX


Artigo Em Construção

"Um cântico de ascensão: Quando o Sagrado Nome nos fizer retornar a Tsión, a nós, seus exilados, nos parecerá termos estado sonhando".


שִׁיר, הַמַּעֲלוֹת: בְּשׁוּב יְהוָה, אֶת-שִׁיבַת צִיּוֹן-- הָיִינוּ, כְּחֹלְמִים

Tehilim 126

Em meados de 1998, dois anos após o início do meu Despertar, fui atingido por uma sombria sensação de que o mundo não era real, e durante muitos dias eu me descobri lutando com meus pensamentos e meu interior, dizendo: "- Não é real! Não pode ser real!".

Certa noite, com os pensamentos conturbados e com esta sensação sombria e crescente de que nada era real e de que tudo era uma ilusão, sai para caminhar e fui a uma locadora de vídeos que ficava na rua Sete de Setembro, 236 em Suzano. Lá, encontrei, nas muitas prateleiras que preenchiam a sala, um filme chamado "Cidade Das Sombras". O aluguei e fui para casa assisti-lo. O filme aumento a minha inquietação interior e tornou mais forte e mais sombria a sensação de o mundo era uma ilusão.



O filme trata do mundo manipulado pelas forças sombrias das Qlipot (cascas do mal) onde o simulacro é alterado a cada noite sempre à meia noite. Durante uma dessas manipulações, um homem (John Murdoch) desperta e começa a perceber a ilusão e ele tem algo na mente, uma imagem recorrente onde ele vê, escrito em um outdoor a palavra Shell Beach (do inglês "Praia da Concha), uma alusão as Qlipot. É neste local que ele vai descobrir a verdade sobre o simulacro.


O filme tem uma ligação com Matrix pois, uma série de peças do set de filmagem, incluindo as utilizadas para a perseguição no telhado, foram vendidas para a produção de Matrix (1999) no final das filmagens.

"Eu acho que o dia não existe aqui! Quando foi a última vez que você se lembra de tê-lo visto? E não estou falando sobre uma lembrança de infância distante e meio esquecida, quero dizer, como ontem. Semana passada. Você consegue uma única memória? Você não pode, pode? Eu não acho que o sol exista ... neste lugar. Porque eu fiquei por horas, horas e horas, e a noite nunca termina aqui".

John Murdoch - Dark City

Esta é um declaração da alma quando ela desperta no mundo das Qlipot e tudo o que encontra é escuridão, pois a luz não existe lá...

Em 1999, dois filmes profundamente esotéricos e espirituais, foram lançados, e trouxeram a revelação iminente e produziram um golpe no Satan, causando uma fissura através da qual, as centelhas de almas escravizadas nas Qlipot, começaram a ver a luz da libertação.

O primeiro filme foi "The Thrirteen Floor (O 13º Andar)" que foi lançado em 16 de abril de 1999 (30 de nissan de 5.758) na Dinamarca. O outro foi Matrix, lançado em 31 de março (15 de nissan de 5.758) nos EUA. O lançamento destes filmes foi como o golpe das dez pragas sobre o Egito dando inicio à libertação das centelhas de almas presas dentro dos órgãos de Adam Belial.



"Eles dizem: "A ignorância é uma benção". Pela primeira vez na minha vida, eu aceito isso. Eu queria nunca ter descoberto a terrível verdade. Eu sei agora. Uma vez que descobrirem, tentarão me silenciar. É por isso que eu tenho que escrever tudo isso para você nesta carta. Você é o único a quem eu posso dizer isso. O único que poderia possivelmente Compreender. Boa sorte meu amigo".

Hannon Fuller - O 13 Andar

O dia 30 de nissan é o dia do aniversário de falecimento (hilulá) do Rabino Chaim Vital, o autor de Sha'ar Ha'Gilgulim (O Portão das Reencarnações) onde os segredos sobre a Matrix estão codificado, e o dia 15 de nissan é o dia do festival de Pessach que é dia da libertação do cativeiro. Não foi acaso! Foi providência divina.

Na década passada, eu costumava lecionar os mistérios da Sabedoria sobre o nosso "Simulacro" usando os filmes chamado  O 13º Andar e Matrix e estas aulas costumavam fazer os alunos desistirem de estudar Dere'k Nistar.

Durante mais de dez anos, este foi o ponto central de todas as exposições místicas lecionadas em quase todas as aulas: O mundo é um simulacro.

"Paraíso e Inferno são pensamentos vistos através de cortinas e toda a criação está apoiada nesta doutrina".

Sêfer Ha'Zôhar Ha'Qadosh

Há quase quinhentos anos, Rabi Chaim Vital completou esta maravilhosa revelação. Ele escreveu: "Já que Adão pecou e como ele era uma criação sagrada do Santíssimo, bendito seja Ele, ele, Adão, não podia ser contaminado com as Qlipot e a morte (ambas cascas do mal). Portanto, OUTRO SER IGUAL A ELE APARECEU. Trata-se do Adão das Trevas, conhecido como Adão Belial".

Sha'ar Ha'Gilgulim Ha'Qadmá 15


Adão era o Templo Sagrado no qual as centelhas de almas habitavam e o Adão Belial o universo negativo, o mundo invertido que se criou em razão do pecado, este universo é chamado "Sitra Achará (o Outro Lado)". Continua o Rabi Vital: "Por causa do pecado de Adão, todas as centelhas de almas que constituíam o seu corpo metafisico, passaram para o Outro Lado, criando uma IMAGEM paralela de Adão no sistema impuro, chamado Adão Belial. Aos poucos as almas foram se corrigindo e passando para o seu lugar original no corpo do Adão Celestial restando apenas as almas nos pés do Adão das Trevas (malchut da Árvore das Qlipot) e portanto as centelhas aprisionadas nos pés do Adão das Trevas são o último grupo. Então, será somente quando as almas nos pés das Qlipot retornarem à sua posição nos pés de Adão que o messias (o mundo desperto e iluminado) aparecerá . Por isto foi escrito "E naquele dia Seus pés estarão sobre o Monte das Oliveiras (Zacarias 14:4)". O monte das Oliveiras é malchut de Adam Ha'Rishon e que são seus pés.

Cristo (o messias) aqui não é uma referência a Yeshu'a (Jesus) mas, refere-se ao corpo adâmico regenerado à sua forma inicial iluminada e foi por isso que também Paulo, o Apóstolo disse: "Porque assim como a morte veio através de Adão, também a ressurreição dos mortos virá através de Adão (וּמֵאַחַר שֶׁהַמָּוֶת בָּא עַל־יְדֵי אָדָם, גַּם תְּחִיַּת הַמֵּתִים הִיא עַל־יְדֵי אָדָם)" - Iº Corintios 15:21.

Notem que sublinhei em vermelho o termo "Adam (אָדָם)" que se encontra no verso original traduzido para o hebraico.

Adão é o segredo do Bereshit (Gênesis) cujos versículos são o segredo da criação dos dois Adamim (Adãos), sendo o primeiro o Adão Celestial (Adam Qadmon) e o segundo, o Adão Primordial (Adam Ha'Rishon), como vemos a seguir:

"Bereshit bará Elohim et ha'shamayim ve'et ha'aretz (בְּרֵאשִׁית, בָּרָא אֱלֹהִים, אֵת הַשָּׁמַיִם, וְאֵת הָאָרֶץ.)".

Gênesis 1:1

A palavra "Bereshit (בְּרֵאשִׁית)" é a cabeça de Adam Qadmon. Já "bará (בָּרָא)" é o cérebro direito e "Elohim (אֱלֹהִים)" o cérebro esquerdo. A ligação "et (אֵת)" suas duas letras (alef e tav) são o braço direito e o braço esquerdo e, a palavra "ha'shamayim (הַשָּׁמַיִם)" é o plexo solar do homem celetial. A seguir as letras "ve'et (וְאֵת)" são a perna direita, a esquerda e os órgãos sexuais e, finalmente "ha'aretz (הָאָרֶץ)" são os pés de Adam Qadmon. E, então, acontece a fragmentação, a destruição do Templo Sagrado:

"Ve'ha'aretz haytá tohú u'bohu, ve'choshéch al faney techom... (וְהָאָרֶץ, הָיְתָה תֹהוּ וָבֹהוּ, וְחֹשֶׁךְ, עַל-פְּנֵי תְהוֹם;) ".

Gênesis 1:2

"E a terra ficou sem forma e vazia e havia trevas sobre a face do abismo...". O Zôhar revela que "tohú u'bohu" é o segredo da destruição do templo sagrado, o corpo celestial de Adão e que este é o segredo das almas caídas no mundo das Qlipot.

O Mundo Das Qlipot


"Primeiro, havia escuridão. Então vieram os estranhos. Eram uma raça tão antiga quanto o próprio tempo. Eles dominaram a tecnologia. A capacidade de alterar a realidade física por si só. Eles chamaram essa habilidade "Tuning (sintonização)". Mas eles estavam morrendo. Sua civilização estava em declínio, e então eles abandonaram seu mundo procurando uma cura para sua própria mortalidade. Sua jornada sem fim os levou a um mundo pequeno e azul no canto mais distante da galáxia. Nosso mundo. Aqui eles pensaram que finalmente encontraram o que estavam procurando".

Dr. Daniel Schreber - Dark City

Esta narrativa é um segredo sobre o mundo das Qlipot e suas escórias que está morrendo e das escórias reencarnando no mundo da simulação para enganar a humanidade. E não por acaso, o nome do narrador é Daniel e você compreenderá porque.

"Eu sei que isso vai parecer loucura, mas e se nós nunca tivéssemos nos conhecido antes ... e se, tudo o que você lembra, e tudo o que eu deveria lembrar, nunca tivesse acontecido realmente?"

John Murdoch - Dark City

Você acredita que as suas memórias, suas lembranças são suas realmente? Você consegue se lembrar do que fez treze dias atrás?

E o rabino Vital continua revelando a natureza da simulação (Simulacro): "E o aparecimento dessas centelhas de almas fragmentadas de Adão harishon no mundo (simulação) depende das ações realizadas nos Mundos Inferiores (Qlipot), enquanto elas ainda estão presas lá, pelo segredo do versículo "Deem força a Elohim (תְּנוּ עֹז, לֵאלֹהִים)" - Tehilim 68:35. Então, a qualidade dos atos (pensamentos) enquanto aprisionadas nos mundos inferiores, determina a capacidade de tirar aqueles centelhas de almas das qlipot". O que significa que as almas se projetam para dentro da simulação que é o mundo através dos seus pensamentos enquanto ainda estão presas lá (dentro dos casulos) para poderem trabalhar e se corrigirem e então serem libertadas de lá.


Matrix é uma Parabola, um segredo hermético sobre os exílios (Galut) das centelhas de almas de Adam Ha'Rishon (o Adão primordial) caídas e escravizadas no mundo das Qlipot (Conchas) de Adam Belial (o Adão Negativo). 

São quatro os exílios das centelhas de almas no mundo das Qlipot. São eles: Exílio da Babilônia (Keter, Chochmá e Biná das Qlipot). Exílio da Pérsia (Chessed, Guevurá e Tiferet das Qlipot). Exílio da Grécia (Netzach, Hód e Yesod das Qlipot). Exílio de Roma (Malchut das Qlipot) que são os pés da Árvore de Adão Belial. Com exceção do último exílio, o de Edom (Roma). Três destes exílios estão codificados em Matrix.

Ora, por que raios os Wachowski utilizaram nomes bíblicos babilônicos, persas e gregos em sua obra cinematográfica? Claramente eles foram inspirados divinamente.

No primeiro filme, uma das personagens principais é o Overcraft chamado Nabucodonosor. Ora, Nabucodonosor foi o rei da Babilônia e o responsável por exilar as almas de Zion (Sião) que é Malchut de Adão Ha'Rishon na Babilônia que foi o primeiro exílio. No segundo filme, uma das principais personagens é o Conselheiro Haman. Ora, Haman foi Conselheiro do Rei Achashverosh (Xerxes) no Reino da Persia nos dias durante os quais Esther foi a rainha. No terceiro filme, uma das personagens principais e Perséfone (já presente no segundo filme) que é uma deusa na mitologia grega. 

O Termo Matrix transliterado para o hebraico (מטריקס) está codificado no Tana'k (Bíblia Hebraica) 74 vezes sendo que, o código com menor intervalo de saltos de letras equidistantes está no Livro de Daniel que é o que esconde o segredo das almas aprisionadas no mundo das Qlipot. Este mistério neste livro é chamado pelos códigos "Shiveim Shaná (שִׁבְעִים שָׁנָה)" que traduzido significa "Setenta anos" e depois, quando o Arcanjo Gavriel vem para dar compreensão para Daniel sobre este mistério, ele o chama de "Shavuim shiveim (שָׁבֻעִים שִׁבְעִים )" que traduzido é "Setenta semanas". Estes dois códigos não se tratam de "uma época temporal decorrida" ou de um tempo físico, mas é como são chamadas as Sefirot (emanações) da Etz Ha'Chaiim (Árvore das Vidas) e da Etz Ha'Qlipot (Árvore das Conchas). A palavra hebraica "Shaná (שָׁנָה)" traduzida comumente para "ano", possui a mesma gematria (numerologia cabalística) da palavra "Sefirá (ספירה)" e que é 355. A Árvore das Vidas e a Árvore das Qlipot contém 10 Sefirot, sendo que, o pátio inferior contém sete (7). Cada uma das sete Sefirot do pátio inferior da Árvore das Vidas contém 10 outras em si mesmas, e cada uma destas dez contém também sete no pátio inferior e que, quando multiplicadas são chamadas de 70 anos e de Setenta semanas e que não são um tempo físico decorrido. 

7×10=70 [70×7=490]=490 
Sefirá/ano 

Este é o segredo nomeado pelos cristãos de "As setenta semanas de Daniel" sobre o qual eles não tiveram compreensão por terem rejeitado a Sabedoria Escondida da Torá. 

Alguns livros textos antigos dizem que Daniel nunca existiu no mundo físico e alguns outros dizem que sim. Eu sou adepto de ele nunca existiu, porque Daniel é como o Sagrado nomeou as centelhas de almas caídas dentro das Qlipot, porque Daniel significa "Aquele que é julgado por Deus" ou "Deus assim julgou", ou ainda, "Deus é meu juiz" e a razão de Daniel (as centelhas de almas) mencionarem os três pecados cometidos por Adão, que foram Peshá (rebelião), Chet (pecado involuntario) e Avon (pecados cometidos pelo Desejo) que levaram a fragmentação do seu corpo luminoso e à queda destes fragmentos de almas para dentro de Adão Belial. Estes três pecados são mencionados pelo Arcanjo Gavriel ao coletivo Daniel: "Setenta semanas estão decretadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão (peshá), para dar fim aos pecados (chatat), e para expiar a iniqüidade (avon), e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o santíssimo". -Daniel, 9:24.

"Certamente, há quatro exilios, três correspondentes às três cascas de uma noz. O primeiro é chamado "sem forma (Heb. Tohu)", que é uma linha verde, ou seja, a casca verde da noz. O segundo é chamado "vazio (Heb. Bohu)", que são pedras viscosas, que são fortes pedras, das quais os sábios da Mishná legislaram alguns decretos. A terceira Qlipá é a casca grossa da noz, que é o terceiro exílio que foi curto. Isso é a escuridão. O quarto exílio é um grande abismo, que é o espaço dentro da noz. Isto é "e havia trevas sobre a face do abismo" - Gênesis 1:2.


Este é um mistério complexo e requer estudo e não achismo ou comparações esdruxulas sustentada por dogmas religiosos.

Este segredo é tão verdadeiro que, no episódio "O Recorde Mundial" de "Animatrix" a personagem Dan Davis após o seu despertar, aparece segurando duas nozes na mão esquerda, nozes estas que são uma alusão ao segredo que o Zôhar revelou acima e as Qlipot de Adamn Belial.




A grande ilusão que domina o mundo religioso judaico-cristão é a perpetuante crença de que, o exílio, se refere a pessoas judias espalhadas pelos quatro cantos do mundo, quando, na verdade, o exílio se refere verdadeiramente às centelhas de almas caídas nas qlipot.

A queda de malchut de Adam Ha'Rishon dentro das qlipot é chamada de "dez tribos perdidas" porque, malchut é a décima sefirá da Árvore das Vidas.

"A virgem de Israel caiu, e não mais tornará a levantar-se; desamparada está na sua terra, não há quem a levante". 

Amós 5:2
A virgem de Israel se refere à Shechiná (Presença Divina) e "caiu" se refere à sua queda dentro das qlipot de Adam Belial. O Zôhar diz ainda que, o Messias filho de José que é Yesod da Árvore e o Messias filho de David que é Malchut caíram juntos no poço.

Não é acaso que em Matrix o último refúgio humano é chamado "Sião (Zion)" que é o nome que se dá para a sefirá malchut. Este último refúgio humano é o segredo do último exílio dentro das qlipot que é o exílio de Edom. Este último exílio começou a terminar em 1999 quando o ano hebreu 5760 se iniciou. Este é o segredo de Matrix e a razão do termo transliterado (מטריקס) estar codificado no livro de Daniel. 

"Alguma vez você já teve um sonho, Neo, que você tinha tanta certeza de ser real? E se você não conseguisse acordar desse sonho? Como você saberia a diferença entre o mundo dos sonhos e o mundo real?" - Morpheus

As centelhas de almas sustentam a existência das qlipot enquanto presas lá. Em Sha'ar Ha'Gilgulim, lemos: "Portanto, tudo o que as Qlipot fazem é no sentido de tentar obrigar as almas a continuar dentro delas. Elas ficam lutando para que as centelhas de almas não saiam de lá, para que assim possam viver e ter sustento. E quanto maior for o valor da alma presa lá, maior a extenção de abundância que vem para elas (as Qlipot). Por isso, quando elas, por ventura, se apoderam de uma centelha preciosa, não deixam que ela saia de dentro delas por nada, e tudo que elas tentam fazer é, por qualquer meio possível à sua disposição, segurá-la e não deixá-la sair para sempre."

Sha'ar Ha'Gilgulim Ha'Qadmá 15

Nós somos baterias, somos o sustento para que as "máquinas (Qlipot) continuem existindo. E não é isto que vemos em Matrix?

"O corpo humano gera mais energia biológica do que uma bateria de 120 volts e mais de 25.000 BTU de calor corporal. Combinados com uma forma de fusão, as máquinas encontraram toda a energia que eles precisariam. Existem campos - campos sem fim - onde os seres humanos já não nascem, somos cultivados. Durante muito tempo eu não acreditei, e então eu vi os campos com os meus próprios olhos. Assisti elas liquefazerem os mortos para que pudessem ser alimentados por via intravenosa aos vivos."

Morpheus em Matrix

As almas caídas dentro das Qlipot são chamadas de mortos porque as Qlipot são chamadas de morte. elas serão eliminadas e engolidas instantaneamente por causa da saída das centelhas de almas de dentro delas (Sha'ar Ha'Gilgulim).

Matrix é um filme tão poderoso e tão divinamente inspirado que contém até profecias. Na cena na qual Smith interroga Neo, podemos ver a folha de rosto de passaporte de Thomas Anderson e o que está ali codificado é de arrepiar os folículos da alma.


Clique para ampliar

A data de nascimento de Neo é 13 de setembro de 1971 e a data na qual o passaporte foi tirado é 11 de setembro de 2001. Ora, 13 de setembro de 1971 foi, no calendário hebraico, o dia 23 de elul de 5.731 e a data de 11 de setembro de 2001 caiu exatamente no mesmo dia e mês hebraico, dia 23 de elul de 5.761. E o que aconteceu em 23 de elul de 5761? A destruição das Torres Gêmeas. Uma previsão assustadora, pois dois anos depois que Matrix foi lançado as Torres do World Trade Center foram destruídas.






O DESPERTAR


Em Matrix, Neo desperta dentro da Qlipá, mas como em Sha'ar Ha'Gilgulim, o trabalho começa com a alma se "projetando (reencarnado)" dentro da Ilusão do Mundo Físico. Perguntamos: É possível desperta dentro do útero de Belial? A alma pode acordar e perceber a torturante escravidão a que está aprisionada? Sim! E há um relato de uma alma grandiosa que despertou dentro das Qlipot: A alma do Rei David.

"A alma (néfesh) do Rei David veio de um local extremamente elevado no corpo de Adam Ha'Rishon e, por causa disso, ela caiu em níveis  muito mais profundos da impureza das Qlipot.".

Sha'ar Ha'Giulgulim Ha'Qadmá 7

A alma do Rei David, exclamou: "Ondas da morte me cercaram, as torrentes de Belial me aterrorizaram"

כִּי אֲפָפֻנִי, מִשְׁבְּרֵי-מָוֶת; {ס} נַחֲלֵי בְלִיַּעַל, יְבַעֲתֻנִי.

2 Samuel 22 verso 5

Por que a alma do Rei Sagrado disse tal enigma? Notem que "Belial" está sublinhado em vermelho para evidenciar que isto foi dito. Mas qual a razão?

"Eis que fui nascido em iniqüidade, E em pecado me concebeu minha mãe". - ( כִּי-פְשָׁעַי, אֲנִי אֵדָע;    וְחַטָּאתִי נֶגְדִּי תָמִיד) - 

Tehilim (salmos) 51 verso 5

Como as grandes almas se libertam das Qlipot (os órgãos do Adão Belial)? Uma vez que elas não a deixariam sair por nenhuma força?  Pois se mantém existindo pela luz que recebem das almas que seguram dentro delas?

Deus usa para com elas (as Qlipot) de truque e engano. Foi assim com a alma do Rei David e esta é a razão secreta dele haver dito o verso que mencionamos acima.

Quando houve a fragmentação de Adam ha'Rishon  (O Adão Primordial) as almas caíram para dentro da Sitra Achará  (a Outra dimensão da impureza) de Adam Belial - o Adão feito de Conchas.

Algumas das almas mais elevadas que formavam o corpo de Adam ha'Rishon caíram no fundo das Qlipot, nos pés de Adão Belial. A alma do Rei David foi uma delas, e tão fundo ela caiu que sequer tinha existência no mundo para ela, e por esta razão Adam ha'Rishon pediu a Deus para doar uma parte da sua existência para que a alma de David pudesse vir ao mundo. Deus concordou e Adão doou setenta (70) anos da sua vida para que o Rei David existisse no mundo, e por isso Adão viveu novecentos e trinta (930) anos ao invés de mil (1000) e o Rei David viveu exatos setenta anos.

Agora não havia como as Qlipot libertarem a alma do Rei David do seu domínio e para que isto acontecesse, Deus as enganou fazendo com que David fosse concebido em pecado.

A coisa foi assim: Quando Ishay  (Jessé) veio à sua esposa para que ela concebesse, no final do intercurso sexual ele percebeu uma gota de sangue menstrual e assim, quando as Cascas do mal viram que ela tinha concebido em nidáh (menstruada) se convenceram que David seria perverso neste mundo e libertaram sua alma e assim ela subiu ao mundo.

David veio a ser o compositor dos Salmos, uma poderosa ferramenta espiritual para nos ajudar com o Tikun Olam  (concerto da fragmentação).

O Rei David tinha recordações dos milênios nos quais sua alma permaneceu acorrentada dentro dos órgãos de Adam Belial e sobre isto ele escreveu:

"Ondas da morte me cercaram, as torrentes de Belial me aterrorizaram"- 2 Samuel 22 verso 5.

Assim também aconteceu com Yehu'a (Jesus) cuja mãe, Miriam, fora violada por um soldado romano. As Qlipot acreditando que por ele ter sido concebido por um pai perverso, libertaram sua alma para vir ao mundo e ele foi, como sabemos, um grande tzadiq  (Justo) que veio da linhagem do rei David e é  por esta razão que sobre ele foi escrito:

"Ao qual Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte... (וֵאלֹהִים הֱקִימוֹ מִן־הַמֵּתִים בְּהַתִּירוֹ אֶת־חֶבְלֵי הַמָּוֶת לְפִי שֶׁלּא הָיָה בְיָדוֹ לְהַחֲזִיק בּוֹ)- Atos 2 verso 24.

O verso no hebraico não diz "ressuscitou" mas "levantou/ergueu - fez ascencionar". Os tradutores católicos colocaram ressuscitou para confundir e enganar o povo. O termo usado foi "heqimô (הֱקִימוֹ)" da raiz Qam que é levantar, erguer ou ascencionar.

A morte é uma alusão as Qlipot que são chamadas morte. Assim, uma alma pode acordar dentro das Qlipot como aconteceu com o Rei David e isto foi aludido em Matrix.​

Clique para ampliar

No cripto-evidência acima, descoberta dentro do Livro de IIº Samuel, no centro em vermelho nos descobrirmos o termo plural "Qlipot (קְלִפּוֹת)" e cruzando-o estão as palavras proclamadas pela alma do Rei David "Ondas da morte me cercaram, as torrentes de Belial me aterrorizaram"- 2 Samuel 22 verso 5.

O GRANDE SEGREDO

O maior segredo de Matrix e que também a sua última e definitiva evidência de que, Matrix é realmente o mundo das Qlipot e a persistente ilusão do mundo físico que é a queda de Daat e o sonho permanente de Adam Ha'Rishon, a projeção de todos os pensamentos coletivos das almas escravizadas dentro do mundo das "máquinas (qlipot)" está na sua gematria (valor numerológico hebraico qabalista).

A expressão "O Mistério de Matrix" é em hebraico "Raz Matrix (רז מטריקס)" possui gematria igual a 626 e esta, por sua vez, é exatamente a mesma de "Qlipot (קְלִפּוֹת)".

"A Matrix está em toda parte. Está tudo à nossa volta. Mesmo agora, neste mesmo quarto. Você pode vê-la quando você olha pela janela ou quando liga sua televisão. Você pode sentí-la quando você vai ao trabalho ... quando você vai à igreja ... quando paga seus impostos. É o mundo que foi colocado diante dos seus olhos para que você não veja a verdade".

Que verdade?

"Que você é um escravo, Neo. Como todos os outros, você nasceu em servidão. Em uma prisão que você não pode saborear ou ver ou tocar. Uma prisão para sua mente (alma)".

Morpheus


Continuará...


Este assunto está sendo elucidativo para você? O ajudou a alcançar um maior grau de consciência? Então, retribua! Faça uma doação de apenas R$10,00 e ajude a com a doação da Sabedoria Espiritual. Clique no link abaixo e doe! Gratidão


Autor
Bën Mähren Qadësh
Deepak Sankara Veda​

O Artesão Da Luz

O Artesão Da Luz
Deepak Veda - Instrutor e compartilhador sobre a Sabedoria Espiritual. Sênior criptólogo especialista em Criptologia Divina. É escritor e autor de 14 obras, incluindo "Shem ha'Meforash - Os 72 Nomes De D'us" e "Guilgulim - O Portal Das Reencarnações".