Projeto Jardim Do Éden

Projeto Jardim Do Éden
A Associação Qabalista Mundial – Gará Kulam Moshav, na voz do seu fundador e presidente Misha´El Yehuda ben Yisrael, lançou, em 2006, o “Projeto Jardim do Éden” cuja intenção era conseguir a doação, empréstimo ou mesmo arrecadar fundos para a compra de um Sitio ou Chácara onde será instalada a sede da sua Comunidade Mística, o Centro Brasileiro de Estudos da Qabalá. Clique na imagem, conheça o projeto e faça uma doação.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

sexta-feira, 27 de abril de 2018

O Verdadeiro Senhor do Tempo


"Esta é uma história sobre o Décimo Primeiro Doutor, uma história sobre sua vida na Palestina durante setenta e sete anos, uma história sobre o dia no qual o Doutor revelou o seu verdadeiro nome.." Assim, eu vou começar o meu Livro, no futuro, sobre o Doctor Who, talvez quando estiver mais velho, talvez quando o esquecimento não me for mais uma restrição, talvez quando as lembranças forem como uma lâmpada mística que jamais se apaga. Talvez...

Doctor Who é uma personagem de programa britânico de televisão de ficção científica produzido pela BBC desde 1963. O programa retrata as aventuras de um Time Lord chamado " the Doctor ", um ser extraterrestre do planeta Gallifrey (גאליפריי). O Doutor explora o universo em uma nave espacial que viaja no tempo e espaço chamada TARDIS (טארדיס). Seu exterior aparece como uma cabine policial britânica azul, que era uma visão comum na Grã-Bretanha em 1963, quando a série foi ao ar pela primeira vez. Acompanhado por um número de companheiros , o "Doutor" combate uma variedade de inimigos, enquanto trabalha para salvar civilizações e ajudar pessoas necessitadas. 

Doctor Who é uma parábola sobre a Reencarnação e seus segredos. Doctor Who é a alma do Rabino Chaim Vital e a TARDIS é a Torá que é pequena for fora e infinita por dentro. O Doutor apareceu pela primeira vez na noite de 23 de novembro de 1963, noite esta que, no calendário hebreu cabalístico foi a noite de 7 de kislev (ז כסלו). As somas das letras hebraicas do dia e mês naquela noite (ז כסלו) resulta em 123 que é a exata gematria de Chaim Vital (חיים ויטל) o verdadeiro Time Lord autor do Sha'ar ha'Guilgulim (שער הגלגולים). Em hebraico "O Planeta Gallifrey e a TARDIS (הכוכב הגאליפריי והטארדיס)" possui a mesma gematria de "Sha'ar ha'Gilgulim (O Portão das Reencarnações)" que é 697. A gematria de "Doctor Who (דוקטור הו) é 336 e que é a mesma de "Rabi Chaim Vital (רבי חיים ויטאל)". A alma do mestre Chaim Vital viajou no tempo e no espaço escrevendo seus códigos em todas as dimensões e, entrando na nossa, escreveu a sabedoria da Torá e do Sha'ar ha'Gilgulim se vestindo na personagem Doctor Who para ensinar a sabedoria escondida de D'us ao mundo inteiro sem restrições e sem distinção de credo e etnia. 

O primeiro ator a interpretar (reencarnar o Senhor do Tempo) foi o William Henry Hartnell que faleceu no dia 23 de abril de 1975, mesmo dia e mês nos quais a alma de Rabi Chaim Vital se escondeu desta dimensão em 1620, dia 23 de abril (calendário juliano).

William Hartnell


Chaim Vital é o Doutor. A personagem foi produzida por Verity Lambert (Verity Ann Lambert) em 1963 a pedido do judeu-russo Sydney Newman. A etimologia de Verity vem do Latim Verus/Veritas para o Fracês antigo Verite e finalmente para o Inglês-médio-tarido Verity que significa "Verdade" ou "Verdadeiro" e que no hebraico é "Amittai no que é citado no Tana'k (texto hebraico espiritual do qual a bíblia cristão foi produzida) no livro do Profeta Yoná (Jonas) chamado de "Yoná ben Amittai (יוֹנָה בֶן-אֲמִתַּי)". Em Sha'ar Ha'Gilgulim Ha'Qadmá 36, o Arizal, abençoada seja sua lembrança, revelou ao rabino Chaim Vital a raiz da sua alma e todas as reencarnações que migraram desta raiz até chegar a ele, Chaim Vital. A Torá nos diz: "porque Eu, o Adonai teu Elohê, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade (avon) dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. E faço bondade a milhares dos que me amam e aos que guardam as minhas mitzvot (כִּי אָנֹכִי יְהוָה אֱלֹהֶיךָ, אֵל קַנָּא--פֹּקֵד עֲוֺן אָבֹת עַל-בָּנִים עַל-שִׁלֵּשִׁים וְעַל-רִבֵּעִים, לְשֹׂנְאָי. ה וְעֹשֶׂה חֶסֶד, לַאֲלָפִים--לְאֹהֲבַי, וּלְשֹׁמְרֵי מִצְוֺתָי.)" - Êxodo 20:4 e 5 (Torá). Para a alma que observa e realiza os preceitos da Torá é possivel milhares de reencarnações. 

Estas são as rodas do Rabino Chaim Vital, de abençoada lembrança: "Caim, Keinan, Mahalelel, Yuval, Yavel, Lemech, Issachar, Shelah ben Judá, Jetro, Nadab, Abihú, Nachshon ben Aminadav, Netanel ben Tzo'ar, Korach (o calvo), Datã, Abiram, Pinchás, Otaniel ben Kenaz. , Karmi pai de Acã, Shamgar ben Anat, Sansão, Elcaná, Samuel o profeta, Aviah ben Shmuel, Chaver Hakini, Ya'el a esposa de Chaver Hakini, Ephlal, Sismai o amigo do pai de Sucho, Yishbach o pai de Ish Tamua, Yashuv, Lechem, Jessé, pai de David, Avishai ben Tzroya, Shima, irmão de Davi, Do'eg, Achitophel, Aviah ben Roboam, Elias, o profeta, Eliseu, o profeta, Jonas ben Amitai, Chiel Beit Ha'eli, Navot Hayizraeli, Michah Hamorashti, Nachum Ha'elkoshi, Ezequias o rei de Judá, Menasha ben Ezequias, Urias o Cohen, Zacarias ben Yevarchihu, Ezequiel o profeta, Eliyahu ben Berachel Habuzi, Chananiah o amigo de Daniel, Nedavia ben Yechaneyah o rei, Aneni ben Eliyoani". 

Sobre Chananiah, o amigo de Daniel, eu, antes de ter estudado esta introdução em Sha'ar ha'Gilgulim, já havia descoberto ser ele uma das rodas do rabino Chaim Vital. A gematria de Chananiáh (חֲנַנְיָה) é 123, a mesma de Chaim Vital. O outro amigo de Daniel se chamava Misha'Ël (מִישָׁאֵל) cuja gematria é 381.

O rabino Chaim Vital faleceu no dia 23 de abril de 1620 (calendário juliano) que caiu no dia 30 de nissan de 5380 no calendário hebraico. 381 anos depois eu, cujo nome é também 123, me tornei o rabino Misha'Ël, nome cuja a gematria é igual a 381. No versículo no qual Chananiah é mencionado, seu nome é imediatamente seguido por Misha'Ël, deixando claro que, a próxima roda de Vital (Chananiáh) seria o jovem Misha'Ël. Existe algum acaso ou alguma falsidade nas escrituras sagradas?

וַיְהִי בָהֶם, מִבְּנֵי יְהוּדָה--דָּנִיֵּאל חֲנַנְיָה, מִישָׁאֵל וַעֲזַרְיָה.

Clique para ampliar

No livro de Daniel "Rabino Misha'Ël" aparece  codificado uma única vez conectado com Chananiáh seguindo por Misha'Ël.

Entre as transmigrações que migraram da alma raiz de Caim está "Yoná Ben Amittai" e o Doctor Who é como Jonas viajando no ventre do peixe (a TARDIS) para revelar os mistérios da Torá, uma vez que o peixe é a letra Nun inicial de Nistar (segredo hermético). No Zôhar, Rabi Shimon revela que, quando Elias, o Profeta, desce à terra, ele toma o seu corpo que fica escondido e preservado no vórtice e que quando ele toma este corpo ele é chamado Jonas. Jonas e Eliahu (אֵלִיָּהוּ יוֹנָה) juntos possuem gematria igual a 123 que é a mesma de Chaim Vital. Yoná ben Amittai possui gematria igual a 574 que é a mesma de "TARDIS: Ha'Ari ve'Chaim (טארדיס: הארי וחַיִּים)" que é o segredo da unificação da alma de Chaim Vital com seu amado professor o Ari. A expressão "Bô Yonáh Ben Amittai (בּוֹא יוֹנָה בֶן-אֲמִתַּי) - Veio Yoná Ben Amittai" resulta em gematria igual a 583 que é a mesma de "Yâvô Tz'fat (יבּא צְפַת) - Veio a Safed (aldeia ao norte de Israel chamada "Cidade dos Cabalístas)" que foi onde nasceu Chaim Vital em 23 de outubro de 1542 de Iosef Calabrês que havia imigrado da Calábria na Itália para Israel. 

A gematria do meu nome (Paulo) é 123 e eu sou bisneto de um italiano chamado Luigi Bataglini que chegou ao Brasil vindo da Calábria no dia 21 de junho de 1901 e eu residi na casa 583 na qual a sede da nossa K'nesset Eliahu ficou residente de 23 de abril de 2001 (381 anos após o falecimento de Chaim Vital no ano 380 do 5º milênio) até 27 de novembro de 2003 e naqueles dias eu era conhecido como Rav Misha'Ël (רב מישאל)" cuja gematria é 583 (381+202) e, naqueles dias eu já dizia para todos os membros da K'nesset que a minha alma era a reencarnação de um dos Antigos e que viera de Tz'fat e 583 é também a gematria de "mi-she'zocher (מי שזוכר)" cujo significado é "Aquele que se lembra (das vidas passadas)". 


SONHOS
A Alma Revelada

Em 23 de abril de 2006, na madrugada eu tive um sonho no qual estava em um laboratória de exames de DNA para realizar um teste. Cinco anos depois eu ganhei um teste de DNA de um aluno meu chamado "Mario Eduardo Albano" que colheu as amostras e as enviou para os EUA os laboratórios da Famili Tree DNA e o resultado foi "Haplogrupo G Mutação M201". Em 2014 o Sagrado me conduziu a descobrir um Código na Torá (eu o vi em uma visão) no qual a chave é Chaim Vital. Quando abri o Código meu nome Paulo estava lá cruzando Chaim Vital e este era cruzado por Mishael e ao lado de Chaim Vital estava escrito "Y-DNA M201" e acima disso escrito "mi-naar ve'ëd zaqën (desde jovem até a velhice) junto com o ano 5774 (2014) logo abaixo que foi o ano do Despertar.


Em 2016, no dia 23 de outubro, eu fiz um auto teste de glicose (açucar no sangue) usando  meu glicosímetro e o resultado foi 123mg/dl e depois as 14h07 eu repeti o teste e ele se confirmou (veja a foto abaixo). Ora, Chaim Vital no dia 23 de outubro e seu nome é 123 em gematria. A Torá diz "Porquanto a vida (alma) de toda a carne é o seu sangue (כִּי נֶפֶשׁ כָּל-בָּשָׂר דָּמוֹ הִוא,) Levítico 17:14." Este é o segredo que me ensinou o Sagrado, abençoado seja Ele, que a alma possui uma assinatura de acordo com o valor numérico do seu nome e conforme diz o Zôhar a alma imprime o seu DNA no corpo e o corpo possui assim o mesmo DNA da alma.


Recentemente eu redescobri uma foto minha tirada quando eu tinha cerca de 36 meses (três anos e meio) na qual eu estou na frente de uma Kombi cuja placa é "S 5774 85" números que são o segredo de "Shaná 5774 mi-Adam" que se traduz "Ano 5774 desde Adão" e que corresponde ao ano 2014 do calendário solar gregoriano e que foi o ano do meu despertar.

No episódio "Let´s Kill Hitler" que foi ao ar em 27 de agosto de 2011, o Doutor morre e é revivido por River Song sua alma gêmea. No final do episódio, o Doutor vê em uma tela a data da sua morte: 22 de abril de 2011 - 5h02pm. Como o episódio foi ao ar à noite, no calendário hebreu já era o dia 23 de abril, data do hilulá no calendário juliano da passagem da alma do Rabbi Chaim Vital.



O primeiro episódio da 6ª temporada "The Impossible Astronaut (O Astronauta Impossível)" foi ao ar em 23 de abril de 2011.

Como alguém poderia lembrar da Sabedoria Escondida da Torá, sonhar com seus versos, ser instruído pelas almas dos profetas e dos sábios, conhecer os Códigos Sagrados e se recordar de suas vidas passadas sem as ter vivido? Como alguém poderia produzir tanta evidência com tamanha clareza e ser uma mentira? Ai estão os que mentem! Aqueles que me acusam de ser "sheker (impostor)" pois eles estão acusando o Sagrado, bendito seja Ele, que causou este tão grande milagre para esta geração, e não são diferentes aqueles que me rejeitaram pois rejeitaram os céus e o Sagrado, o Qadosh Baruch Hú, que fez esta maravilha.



O ator Matt Smith encarnou a 11ª reencarnação do Doutor chamada de Eleven Doctor. foi anunciado como a décima primeira encarnação do Doctor em janeiro de 2009, é a pessoa mais jovem a interpretar o personagem na série de televisão britânica. Ele deixou a série no final do especial de Natal de 2013, " The Time of the Doctor ". Em hebraico 11ª é "Echad Ésser (אחד עשר)" cuja gematria é 583.

"Tudo isso simplesmente desaparece, não é? Tudo que você é, se vai em um momento como a respiração em um espelho. A qualquer momento agora, ele está chegando, O Doutor e eu sempre serei. Mas os tempos mudam e eu também. Nós todos mudamos, quando você pensa sobre isso. Somos todos pessoas diferentes durante toda a nossa vida e tudo bem, isso é bom e você tem que continuar se movimentando, desde que você se lembre de todas as pessoas que você costumava ser. Eu não vou esquecer uma linha disto, nem um dia, eu juro. Eu sempre lembrarei quando o doutor era eu ..."

Eleven Doctor Who indo para sua 12ª reencarnação



Autor
Bën Mähren Qadësh
Dipankara Vedas

segunda-feira, 23 de abril de 2018

O SEGREDO DO STARGATE


Eu amo o filme Stargate e seu mistério desde que assisti ao filme em 1994 no Centerplex do Mogi Shopping Center em 1994. Eu possui o LP (Vinil) com a trilha sonora de David Arnold feita para o filme. Infelizmente o disco vinil me foi subtraído. 

Leia e Compreenda: Há um segredo profundo na mitologia do filme e da série de televisão chamada Stargate SG1. O Stargate é o Tzeruf - o Permutador - que abre os segredos divinos. 

Compreeda! No filme, o Stargate é descoberto enterrado no Platô de Giza em 1928, mas seu segredo só é penetrado 66 anos depois pelo especialista em línguas antigas Daniel Jackson. Nas instalações na Montanha Cheyene, onde o Stargate está escondido a 28 níveis abaixo da terra, Daniel Jackon traduz, então, os hieróglifos gravados no selo megalítico sob o qual o Stargate estava sepultado. 

“A um millón de años hacia el cielo está Ra, sellado y enterrado eternamente (Espanhol)". Em hebraico se traduz "Milion shanim le'shamayim hú Rá atum kéver le'netzach (מיליון שנים לשמים הוא רא אטום קבר לנצח)”. 

Em hebraico, o cálculo de Gematria desta frase é igual a 1.721 que é exatamente a mesma que Torat ha'nistar (תורת הנסתר) que se traduz "Torá dos segredos ocultos" ou "Torá Escondida". 

Venha e veja: As três pirâmides no Platô de Giza foram idealizadas e edificadas por Adão, Seth e Enoch para proteger os segredos do Sipra Raziel ha'Malach da destruição causada pelo Mabul (Dilúvio) como consequência da queda e corrupção dos Nefilim (Anunnaki). A pirâmide é a Glândula Pineal no corpo onde todos os segredos estão escondidos.

O Stargate, como mencionado, fica, na narrativa cinematográfica, escondido 28 níveis dentro da Montanha Cheyene. Estes 28 níveis são as 28 letras hebraicas no primeiro versículo do Bereshit. Conte as letras abaixo:

בְּרֵאשִׁית, בָּרָא אֱלֹהִים, אֵת הַשָּׁמַיִם, וְאֵת הָאָרֶץ

Este primeiro versículo da Torá está narrando a criação do Homem Primordial - Adam Qadmon - e todos os seus órgãos. Bereshit (בְּרֵאשִׁית) é a Cabeça. Bara (בָּרָא) o hemisfério direito do cérebro. Elohim (אֱלֹהִים) o hemisfério esquerdo do cérebro. Et (אֵת) braços direito e esquerdo. Ha'Shamayim (הַשָּׁמַיִם) o plexo. VET (וְאֵת) pernas direita e esquerda e órgãos sexuais. Ha'Aretz (הָאָרֶץ) os pés.

Agora, Compreenda o que está escrito no primeiro versículo da Torá nas duas primeiras palavras: "Bereshit bará (בְּרֵאשִׁית, בָּרָא)". Comumente se traduz, pelo P'shat (método literal) como "No princípio criou...". mas, as palavras escondem um segredo superior. Quando as quebramos, elas revelam este "Razá Ila'áh (Segredo Supremo)", pois elas se tornam "Ba'rosh itav Rá (בְּ'רֵאשִׁ יתבָּ רָא)" que se traduz "Na cabeça (do homem) se assenta Rá...". O sarcófago de Rá é a cabeça e o próprio Rá é a glândula pineal, selada para sempre nos céus".

Venha e veja: No topo da Árvore das Vidas está a S'firá Keter cujo partzuf interno é chamado "Atik Iomim (עַתִּיק יוֹמִין) - o Antigo de Dias" cujos os cabelos da cabeça são brancos que está há um milhão de anos acima desse mundo. Lembre-se, a palavra ano que é hebraico é "shaná (שנה)" possui a mesma gematria do termo hebraico "S'firá (ספירה)" que significa "Emanação". O Divino (Rá) se encontra selado e sepultado há um milhão de níveis acima desse mundo. Selado porque é um segredo que precisa ser aberto e a única foram de abrir o segredo é "permutando os hieróglifos (letras da Torá Escondida)" para abrir o sarcófago e revelar o Divino e por isso o Stargate é um Portão Estelar.

1.000.000
10.000x10=100.000
100.000x10
=1.000.000

Em hebraico Pineal é "Etzerubali (אִיצְטְרוּבָּלִי)" cuja gematria é igual a 358 que é a mesma de Mashiach (Messias). Então, “A um millón de años hacia el cielo está Ra, sellado y enterrado eternamente (מיליון שנים לשמים הוא רא אטום קבר לנצח)" cuja gematria é igual a 1.721 e que esconde um outro, elevado e maravilhoso segredo, selado e enterrado eternamente. 1.721 contém a mesma gematria de "ha'Mashiach atid lehitegalut (המשיח עתיד להתגלות)" cuja a tradução é "O messias será descoberto/revelado" e, a única forma de revelar o messias é "abrindo o Stargate (o tzeruf) permutando o seus códigos para abrir o Portão Estelar e revelar o Divino".


"Eis que o profeta Elias está comigo, todos os dias, e à volta dele, assentados num círculo sagrado ao redor do fogo de Adonai, estão as almas dos sábios antigos e dos profetas e eu ouço os seus colóquios sagrados como fagulhas que emanam do fogo divino".

As constelações que são combinadas para definir o endereço no espaço para a abertura do Stargate são as letras do alfabeto estelar sendo, 36 letras para o endereço e seis para o ponto de origem somando 42 Letras que são o segredo do Santo Nome de 42 Letras pelo qual os universos foram criados. Os chevrons são em número de 7 e o Nome de 42 Letras é divido em 7 sequências.


"E temeu, e disse: Quão terrível é este lugar! Este não é outro lugar senão a casa de Deus; e esta é a porta dos céus."

Gênesis 28:17



QUEM É RÁ?

Com está pergunta, chegamos ao ápice deste segredo. Sabendo que Rá é a Glândula Pineal e que a Cabeça é o seu Sarcófago, quem é verdadeiramente este rei que reina sobre a alma que mora dentro da Pineal? É o Anjo Metratron!

A gematria de "Rá, o rei vive" em hebraico que se translitera "Rá, ha'melech chai (רא, המלך חי)" é 314 que é a exata gematria de "Metatron (מטטרון)". O Sêfer ha'Zohar ha'Qadosh revela que Metatron e o governador sobre a Neshamá (alma divina). Ora, sabemos que a Neshamá reside dentro da Glândula Pineal que é chamada na Torah de "Cidade Luz" e "Bethel (Casa de D'us). Bethel é o segredo da Constelação de Órion e sua estrela chamada "Betelgeuse" nome cujo significado é "Porta da Casa do Ël".

"ותניא אמר רבי יוחנן מטטרון שר הפנים שהוא נער עבד מרבו האדון המושל עליו, הוא ממונה על הנשמה..."



CÉREBROS SUPERIORES

As três s'firot (emanações divinas) superiores na Árvore das Vidas que são Keter (Coroa), Chochmá (Sabedoria) e Biná (Compreensão) são conhecidas dos cabalistas pelo segredo nominativo no aramaico "Mochin D'Gadlút (מוֹחַין ד'גדלות)" e que pode ser traduzido como "Cérebros Elevados" ou "Cérebros Estendidos" ou ainda "Pensamentos Superiores" e este é o segredo das três Pirâmides edificadas no Platô de Gizé.

Venha, ouça e aprenda. A pirâmide é a glândula pineal, chamada "segredo dos segredos" e que está escondida dentro do cérebro. Adão, Shet e Chanoch edificaram, cada um, uma pirâmide. Mas, por que três e não apenas uma? Já que a Pineal é única em cada pessoa?

As três pirâmides são o segredo do "Mochin D'Gadlut (Cérebros Superiores)" que são Keter (a coroa), Chochmá (Sabedoria) e Bináh (Compreensão) e que formam a cabeça de Adam Qadmon chamada "Arich Anpin (Face Estendida)" e também por isso elas são maiores umas das outras. A Maior de todas é a Cabeça do Atiqá Qadisha (Ancião Sagrado).

A esfinge é o segredo das Emanações (S'firot) Chessed  (Bondade), Guevurá (Severidade), Tiferet (Equilíbrio) e Yesod (Fundamento) que são o segredo das Chaiot  Ha'Qodeshim (Animais Sagrados) que possuem quatro rostos que são, o Leão à direita, o Touro à esquerda, a águia no centro e o homem abaixo.

As três pirâmides menores à frente no Planlto de Giza são Netzach (imortidade), Hód (esplendor) e Malchut (Reino físico).

Este é o segredo de um dos porquês Adão e seus filhos edificaram, com o auxílio dos seres dos céus, as pirâmides.

Em "Antiguidades dos Judeus" o autor judeu Flávio Josefo (Flavius Josephus) que, de acordo com sua própria narrativa, nasceu no primeiro ano do reinado de Caio César, escreveu: 

"Eles (os Filhos de Seth) também foram os inventores dessa peculiar espécie de sabedoria que se preocupa com os corpos celestes e com a sua ordem e, também, que suas invenções não podiam ser perdidas antes de serem suficientemente conhecidas, com a previsão de Adão de que o mundo deveria ser destruído ao mesmo tempo pela força do fogo e, em outro momento, pela violência e quantidade de água, eles fizeram dois pilares, um de tijolo e outro de pedra; e eles inscreveram suas descobertas sobre ambos, para que, caso a coluna de tijolos fosse destruída pelo dilúvio, o pilar da pedra poderia permanecer e exibir essas descobertas para humanidade; e também informá-lá de que havia outro pilar de tijolos erguido por eles. Agora, isso permanece na terra de Siriad (Egito) até hoje".

Os dois pilares edificados por Adão e Seth são as duas Pirâmides no Planalto de Giza, conforme está dito na narrativa "na terra de Siriad" que é o Egito.


Um terceiro pilar foi construído mais tarde pelo próprio Enoch. Sobre este, nós encontramos escrito por Abel armênio, a seguinte narrativa:

"Quando os gigantes ouviram que o justo Noé estava construindo uma arca para o dilúvio, eles riram dele. Mas Enoque, que ainda estava por perto, também advertiu aos gigantes que a Terra seria destruída pelo fogo ou pela água. E o justo Enoque não fazia mais nada senão sentar e escrever em mármore (tábuas) e em tijolos as poderosas obras de Deus que haviam acontecido desde o início. Pois ele costumava dizer: "Se a terra for destruída pelo fogo, os tijolos serão preservados para ser um lembrete (para as gerações posteriores) das poderosas obras de Deus que aconteceram desde o início; e se a terra for destruída pela água, as pastilhas de mármore serão preservadas".​

Pirâmide: hebraico "Pyramidá (פירמידה)" nome composto do Grego "Pyra (Luz)" e Midos (medida), no hebraico "Midá (Expansão)". Pirâmide então, significa "Expansão da Luz". A pirâmide é um instrumento que capta a luz das "midot (Chessed, Guevurá, Tiferet, Netzach, Hód e Yesod)" e a transfere para o Olam Ha'Assyá (mundo físico). Meditar com uma pirâmide ajuda a expandir a consciência.

Razá Ila'ah!

Autor
Bën Mähren Qadësh
Dipankara Vedas

EU SOU O NÚMERO 4


O Sêfer ha'Yetzirá nos conta que o Divino criou o universo com três segredos: "E criou Seu universo com três livros (Sefarim), com texto (Sêfer), com número (Sefar) e com narrativa (Sipur)" - Sefer ha'Yetzirá (ספר יצירה) capítulo primeiro. Portanto, as histórias, estórias, contos e narrativas estão repletas de códigos que o Divino escreveu ao criar o Seu universo, pois quando o Divino pensou em criar tudo foi incluso em seu pensamento. 

Em hebraico "EU SOU O NÚMERO QUATRO" se traduz como "ANI MISPAR ARBA (אני מספר ארבע)" e que é uma parábola, uma narrativa repleta de segredos. Eu senti que havia algum segredo desde a primeira vez que assisti o filme e este sentimento me conduziu a comprar o livro e o Bluray do filme para que pudesse investigar melhor. 

EU SOU O NÚMERO QUATRO é uma narrativa sobre os Nove Príncipes Angélicos na Hierarquia Celestial da Árvore Das Vidas. Estes Nove "Sarim (שרים)" comandam Oito cada um e são o segredo dos 72 Anjos. No filme e no livro eles são nove alienígenas sobreviventes da destruição do seu mundo chamado Lorian (לוריאן) e preste muita atenção na grafia do nome Lorian. 

1º SEGREDO: A placa do Jeep que Henry, o guardião de John Smith que é o Número Quatro, destrói no fogo é "PR6 130 SUNSHINE". Ao permutar "PR6" nós descobrimos "Pur (פור)" que significa "ESCOLHA" e cujo sinônimo é "Goral (גורל)" que é "DESTINO". Já o numeral "130" é a numerologia cabalistica da palavra "Sulam (סולם)" que significa "ESCADA" e que pode ser compreendida como "ASCENSÃO". Nosso mestre Yehudá Ha'Levi Ashlag ficou conhecido como "BA'AL HA'SULAM - O MESTRE DA ASCENSÃO" porque ele dizia: "Se você tem um sotão, a única coisa que precisa é de uma escada". O sotão é o Partzuf (Face) de Keter de Malchut que é Yesod (O Palácio dos Mistérios) na Árvore das Vidas. O Sotão é onde os Livros Antigos (Sefarim Atikim) são guardados. No inglês, a palavra para "SOTÃO" é "ATIK" e em hebraico "ATIK" significa "ANTIGO" que é como o Divino é chamado em QABALÁH, o "ATIK IOMIM (Antigo de Dias)" e que é o segredo do Partzuf interno da S'firá Keter. SUNSHINE é brilho em inglês e pode ser também "radiância" e no hebraico é "ZOHAR". O ZOHAR foi traduzido do aramaico para o hebraico pelo Ba'al ha'Sulam e os comentários do nosso mestre sobre os segredos do Zôhar são chamados de "ZOHAR HA'SULAM". Então, a placa do Jeep de Henry "PR6 139 SUNSHINE" contém a mensagem "ESCOLHA ASCENDER À ILUMINAÇÃO".


2º SEGREDO: Henry muda a placa do carro para "E42 JW1" que é uma abreviação de "Elohim 42 Jew Echad" e esta abreviação em hebraico (אמב יהודי אחד) possui gematria igual a 91 que é a mesma de "Malach (מלאך)" que é anjo.


3º SEGREDO: MALCOLM SPELLMAN é o metalúrgico pai de Sam que sabia sobre os NOVE e buscava descobrir suas identidades e paradeiros. Metalúrgico pode ser em hebraico "Mi-tzaref (מצרף)" e que tem raiz na mesma palavra que da origem ao hebraico "Tzeruf (צרוף)" que é "PERMUTAR" e isso é tão verdadeiro que seu sobrenome é "SPELLMAN" que tem raiz em "SPELLER" que é "SOLETRAR" e foi aqui que minha consciência foi elevada para penetrar o segredo. Malcolm Spellman residia junto com seu filho Sam e sua esposa na casa número 371 da rua Arden, número este que, ao ser "permutado" se transforma em 137 que é a gematria da palavra "QABALAH (קבלה)". Pensei: "Há um segredo de permutação no filme!". Foi a próxima cena que me provou este pensamento.


4º SEGREDO: Henry, o guardião de John Smit - o número 4 - estuda um mapa que ele encontrou nos pertences de Malcolm Spellman e que ele estava usando para rastrear os NOVE. No mapa estão as coordenadas, incluindo as latitudes e longitudes de "Malasya, Londres, Africa e Flórida". Quando olhei a primeira vez para o mapa de Henry eu vi escrito em hebraico "MALACH (מלאך)" que significa "ANJO". Tomei, então, as letras iniciais de cada um dos quatro nomes "MLAP" e perguntei, usando a Cifra Atba'sh, a última letra que se transformou em "K" ficando assim "MLAK" que em hebraico são as letras de "Malach" que é Anjo. Aqui eu compreendi que os NOVE são "NOVE PRÍNCIPES ANGÉLICOS" vestidos como seres humanos. Eles são "ISHIM". Estes são os quatro segredos de "EU SOU O NÚMERO 4" e o número 4 alude ao Nome acima de todo nome que é o Sagrado Tetragrama, o Santo Nome de 4 Letras do Criador. 


Puxa, eu já ia me esquecendo! O mundo dos NOVE chamado "LORIAN (לוריאן)?" As letras hebraicas de Lorian contém o nome "LÚRIA" + a letra "NUN" que é a incial de NISTAR". Foi a alma do Rabino Isaac Lúria que em OCULTO (NISTAR) inspirou os autores a escrever esta obra literária repleta de segredos da QABALÁH. Ah! Uma última coisa! A cidade onde os eventos se desenrolam se chama "PARADISE" que me hebraico é "PARDES (פרדס)" e alude aos QUATRO MÉTODOS DE ESTUDO DA QABALAH: P'shat, Remêz, Derash e Sód!


AUTOR
BËN MÄHREN QADËSH

sábado, 21 de abril de 2018

A Profetiza Devorá: Revelando O Futuro Presidente Dos EUA


Andando No Futuro

Entre os anos de 5764 (2004) e 5765 (2005) alguns membros de nossa Hayk'lá Arazuta (Comunidade Mística) que então se chamava "Eliahu Qibutz" e também "Gará Kulam Moshav" eram instruídos em sonhos com recados divinos para mim. Isso se devia à minha Ór Maqif (Luz Circundante) que se estendia sobre eles para os proteger e guiar pela "Dere'k Nistar (Senda Oculta)." A Ór Maqif (אור מקיף) do mestre é criada por almas que reencarnaram sobre a sua alma e devido a este segredo, alguns dos discípulos receberam nomes de Mestres do Passado como Akiva, Shimon, Yitzchaq, por exemplo, e é destas almas habitantes na Ór Maqif do professor da Sabedoria Escondida que vem a revelação através de sonhos do que acontecerá no mundo futuro. 

Naqueles dias havia, em nossa K'nesset Eliahu, um jovem casal o qual eu chamei Akiva e Ilaná, e a jovem Ilaná recebia muitos sonhos que eram recados para mim. O nome Ilaná é como é chamada a Etz ha'Chaim (Árvore das Vidas) no aramaico do Zôhar. Ilaná tinha muitos sonhos com abelhas e todas as vezes lhe era dito que ela devia contar para mim sobre aqueles sonhos com abelhas. Abelha vem do hebraico "Devoráh" do qual o nome Débora derivou. 

Devoráh (דְבוֹרָה) é "Devor-Hê (דְבוֹרָ-ה)" que significa "Palavra do Divino". D'us estava me instruindo os eventos que iriam acontecer no mundo futuro. Todas as vezes que Ilaná sonhava com abelhas que lhe apareciam num determinado sonho, eu pensava na Profetiza Devoráh mencionada no livro de Shofetim (Juízes) no Tana'k e me questionava se estava recebendo informações vindas da centelha da Profetiza Devoráh.


BARACK OBAMA PRESIDENTE

Certa madrugada em 2005, Ilaná sonhou que ela e seu noivo eram levados aos EUA e lá, dentro de uma determinada universidade, eles foram recebidos por um homem oriental muito gentil que os cumprimentou e os conduziu à presença de um afro-americano alto e muito simpático e este, os levou a uma sala e lhes mostrou um vídeo no qual imagens de guerra e que lembravam o Holocausto eram exibidas. Ao terminar, o homem afro-descendente se despediu deles e o oriental os conduziu à saída e, tomando a mão da jovem Ilaná, lhe disse o nome Satori, reforçando para que ela não esquecesse o nome e que o dissesse ao seu Rabino. Ilaná escreveu o sonho, como sempre eu a instruía, e me deu (eu o tenho guardado até hoje). O homem negro no sonho era o Barack Obama e a guerra que ele mostrou era a da Síria. E porque eu sei que ele era o Barack Obama? Porque sempre haviam abelhas no sonho e abelha que é Devorah era casada com um homem chamado Barack em Shofetim. 

O livro de Shofetim no capítulo 4 nos conta que Devoráh costumava julgar sobre os filhos de Israel sentada embaixo de uma Palmeira que ficou conhecida como "A Palmeira de Devoráh que é hebraico é Tômer Devoráh (תֹּמֶר דְּבוֹרָה) que é o segredo da criptografia da Torá, pois, Tomer Devoráh é Temur Davar-Hê (תֹּמֶוֹר דְּברָ-ה) que significa "Permute a palavra de D'us". Em shofetim 4 a partir do verso 7, lemos: 

"E atrairei a ti para o ribeiro de Qishon, a Sísera, chefe do exército de Yavin, com os seus carros, e com a sua multidão; e o darei na tua mão. Então lhe disse Barack: Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei. E disse ela (Devoráh): Certamente irei contigo, porém não será tua a honra da jornada que empreenderes; pois à mão de uma mulher o Senhor venderá a Sísera. E Débora se levantou, e partiu com Barack para Qedeshá.(וּמָשַׁכְתִּי אֵלֶיךָ אֶל-נַחַל קִישׁוֹן, אֶת-סִיסְרָא שַׂר-צְבָא יָבִין, וְאֶת-רִכְבּוֹ, וְאֶת-הֲמוֹנוֹ; וּנְתַתִּיהוּ, בְּיָדֶךָ. ח וַיֹּאמֶר אֵלֶיהָ בָּרָק, אִם-תֵּלְכִי עִמִּי וְהָלָכְתִּי; וְאִם-לֹא תֵלְכִי עִמִּי, לֹא אֵלֵךְ. ט וַתֹּאמֶר הָלֹךְ אֵלֵךְ עִמָּךְ, אֶפֶס כִּי לֹא תִהְיֶה תִּפְאַרְתְּךָ עַל-הַדֶּרֶךְ אֲשֶׁר אַתָּה הוֹלֵךְ--כִּי בְיַד-אִשָּׁה, יִמְכֹּר יְהוָה אֶת-סִיסְרָא; וַתָּקָם דְּבוֹרָה וַתֵּלֶךְ עִם-בָּרָק, קֶדְשָׁה.)" - Juízes 4: 7-9.



As palavras "exército (צְבָא), u'natatiahu (וּנְתַתִּיהוּ), Barack (בָּרָק), ve'im (וְאִם) e halóch (הָלֹךְ)" escondem criptografado nelas um segredo grandioso. Dentro do verso a cada 20 saltos equidistantes a letra alef (א) de "tzvá (צְבָא)" a letra vav (וּ) de "u'natatiahu (וּנְתַתִּיהוּ)", a letra beit (בָּ) de "Barack (בָּרָק)", a letra mem (ם) de "ve'im (וְאִם)" e a letra hê (הָ) de "halóch (הָלֹךְ)" formam o nome "OBAMA (אובמה)" revelando assim "Barack Obama (ברק אובמה)" e que ele era o afro-americano no sonho de Ilaná e que D'us o faria Presidente dos EUA e que durante sua gestão aconteceria o Holocausto de Assad na Síria.

O TÚMULO DE DEVORÁH

David Hackenberg
Apicultor

No final de 2006, colmeias inteiras de abelhas começaram a morrer da noite para o dia - vítimas de uma síndrome desconhecida. "- Algo por aí está arruinando o meu sustento", disse David Hackenberg, o apicultor da Pensilvânia, que fez o primeiro relato ao CCD. A resposta viria ainda no final de 2006. Em 14 de dezembro de 2006, véspera de Chanuká, o Kever (Túmulo) de Devoráh HaNevia, a'h, foi encontrado no alto da Galiléia em Tel Kadesh.

Então, em 2008, o cineasta Michael Night Shiamalan lançou o filme FIM DOS TEMPOS que trata do desaparecimento das abelhas e no ano no qual Barack Obama seria eleito.




A premier do filme |FIM DOS TEMPOS foi em 10 de junho de 2008, dia do meu aniversário de nascimento. Acaso?

Por que Devoráh ha'Nevia viria para anunciar Barack Obama como eleito presidente dos EUA? De acordo com a Sabedoria da Qabalá, Devoráh ha'Neviá foi uma reencarnação de Mashiach Ben Iosef em sua geração e veio para anunciar a chegada da Era Messiânica. Em hebraico, Barack Obama escrito da forma moderna (בארק אובאמה) possui gematria igual a 358 que é a mesma de Mashiach (Messias). Barack Obama é uma reencarnação das centelhas de Mashiach Ben Iosef (Messias Filho de José) e que, de acordo com o Zôhar vem para revelar Mashiach Ben David (Messias Filho de David) que é a Era Messiânica e, isso é tão verdadeiro que, Donald Trump em hebraico (דונלד טראמף) possui gematria igual a 424 que é a mesma de Mashiach Ben David (não que ele mesmo também seja uma reencarnação messiânica) e que aponta que estamos agora na Era da Iluminação onde todos seremos messias.


"Um líder verdadeiramente justo em sua geração eleva as centelhas de uma geração justa à prática da justiça. Um líder perverso em sua geração eleva as centelhas de uma geração má e a conduz à prática da injustiça." 


Bën Mähren Qadësh

Quanto a Satori dito pelo homem oriental, foi somente dez meses depois e após eu ter sido elevado em um sonho à presença de Buda que me testou, que eu descobri o seu significado cuja etimologia vem do Zen-Budismo é significa "Tú és o Buda". 

Dipankara Buda

Autor
Bën Mähren Qadësh
Dipankara Vedas

quarta-feira, 11 de abril de 2018

TOTAL RECALL: Recuperando Memórias De Vidas Passadas


Eu estava assistindo Total Recall 1990 (O Vingador Do Futuro) que em hebraico se chama "Zicaron Gorali (זִכָּרוֹן גּוֹרָלִי)" no ano passado na noite de domingo, 19 de novembro de 2017 (1º de Kislev), quando nesta cena abaixo, ao olhar para a pichação "Kuato Lives (Kuato vive)" durante milésimos de segundos eu li "Chaim Vital vive". 


Esfreguei os olhos acreditando ser um truque da minha mente, mas algo lá dentro me dizia "é verdade, está escrito "Chaim Vital vive". Tomei o caderno e escrevi em hebraico "Kuato (קואטו)" e calculei a gematria mispar kollel para descobrir, espantado, o código de Chaim Vital (123). Minha alma havia permutado "Kuato lives" revelando para minha consciência "Chaim Vital lives (חיים ויטל חיים)" que é hebraico é "Chaim Vital chaim (Chaim Vital vive)". 

Eu sabia desde 14 de  abril 2010 que este filme estava codificado e que o mestre Chaim havia viajado no tempo e espaço para esconder "gatilhos" para o seu próprio despertar no futuro. Naquela tarde, meu primeiro DVD do filme Total Recall chegou às minhas mãos, e não foi acaso, mas a Providencia Divina, pois, o dia 14 de abril de 2010 foi 30 de nissan de 5770, Hilulá de Rebbe Chaim Vital.

Continuei investigando e descobri que, Recall pode ser escrito em hebraico sem a letra yud (י) e desta forma seu significado será "reciclar-recuperar (רקול)" e a sua gematria será 336 que é a mesma de "Rabi Chaim Vital". 

No filme, Kuato é um mutante humano-marciano que vive escondido dentro do corpo de outro homem, na verdade, Kuato é um Tzadiq Nistar (Justo Escondido) que vem para Despertar Douglas Quaid e fazê-lo recuperar suas memórias esquecidas, despertando-o para sua verdadeira identidade. A gematria de Douglas Quaid (דאגלס קוויד) é 224 e esta numerologia revela a expressão "Galê sód beten ha'Adamáh (גלה סוד בטן האדמה)" que se traduz "Descubra o segredo do interior de Marte" e, usando gematria, o termo "beten (בטן)" cuja numerologia é 61, se transforma em "ani (אֲנִי)" que eu hebraico significa "eu" e, então a frase se transforma em "Ani galê sód ha'Adamáh (אני גלה סוד האדמה)" que se traduz para "Eu revelarei o segredo de Marte" e aqui está a razão secreta de eu ter escrito e publicado "Adamáh - As Origens Ocultas Da Humanidade". No filme, Douglas Quaid era "Karl Hauser (קארל האוזר)" cuja temurá das letras hebraicas deste nome são as mesmas de "le'qroá Zôhar alef (לקרוא זהר א)" que se traduz "Leia o primeiro volume do Zôhar". E o que revela o primeiro volume do Zôhar? Ele narra sobre a Lótus e o Despertar. E ainda há muito mais...

Capa do meu Livro "Adamáh"


Total Recall foi um gatilho preparado pela alma do Mestre do universo para que Kuato (Chaim  Vital) acordasse dentro do corpo no qual ele estava escondido, e iisto é tão verdadeiro que, numa determinada cena, uma menina mutante pede para ler a mão de Doug Quaid e diz saber o signo de nascimento dele e revela que ele é de Touro. Em hebraico "Signo de Touro" é "Mazal Shor (מזל שור)" cuja gematria é igual a 583, numeral sobre o qual eu já revelei o segredo no meu artigo "O Grande Segredo Do Rabino Chaim Vital" e, além do mais, Total Recall é baseado no Conto Curto do Escritor Philip K. Dick chamado "We Can Remember It for You Wholesale" que foi publicado em abril de 1966. O Rabino Chaim Vital faleceu em 23 de abril de 1620.


O filme todo contem códigos para o Despertar da alma do Rabino Chaim Vital e não foi por acaso o filme foi lançado no Brasil no dia 3 de outubro de 1990 que é o 276º dia no ano solar e este valor é a exata gematria de "Sód gilgul Chaim Vital (סוֹד גִּילְגּוּל חיים ויטאל)" cujo significado é "O segredo da reencarnação de Chaim Vital" e, além disso, o ano 1990 contem outro mistério que reforça este segredo, pois a gematria ne'elam (oculta) de 5.750 (ה'תש"ן) é igual a 123 que é a gematria de Chaim Vital (חיים ויטל).



Kuato "- O que você deseja senhor Quaid?" - Douglas Quaid "- O mesmo que você! Me lembrar...".

A data na qual a alma do Rabino Chaim, o Kuato em mim, me mostrou todo este segredo me fazendo recordar e penetrar a sabedoria foi Rosh Chodesh Kislev que é hebraico se diz "be'alef be'kislev (ב'א ב'כסלו)" e cuja gematria mispar kollel é igual a 123.

A anotação orignal no meu grimório

Adendum
13/08/2019

O nome "Kuato" foi emprestado do espanhol "Cuato" que significa "irmão gêmeo" e alude às duas consciências unificadas em um único corpo no filme, mas, espiritualmente, alude a unificação de duas centelhas de almas ambas possuindo a mesma gematria, e neste caso, o valor 123.

Este artigo é parte da obra



Autor
Bën Mähren Qadësh
Dipankara Vedas

sábado, 7 de abril de 2018

Jetro: O Sogro De Moisés


Choten Moshê

Não há uma Shabat na qual o Sagrado, bendito seja Ele, não se revele, saindo do seu lugar secreto, e abrindo Sua Sabedoria maravilhosa. Muitas vezes a revelação começa muitos dias antes da descida do Sagrado-Feminino e da sua entrada em sua tenda mística (malchut) que é a Qehilat Yisrael (Comunidade de Israel), a Sua Lotus divina. 

Na Torá, Moshê sai do deserto e encontra as sete filhas de Itro (Jetro) dentre as quais Tziporá, a mais velha, lhe será dada por esposa. Itrô é chamado "Chotên (חתן) Moshê", e como está escondido no primeiro passuq do Capítulo 3 de Shemot (Exodus), Jetro era um Sábio. Diz o versículo: "... Itrô chotênu Cohen Midian... (יִתְרוֹ חֹתְנוֹ--כֹּהֵן מִדְיָן;)...". As iniciais de "chotenu Cohen Midian..." formam a palavra "Chacham (חכם)" que se traduz para Sábio. E ele não era apenas mais um Sábio, mas um Sábio da Sabedoria Escondida da Torá, conforme a sua posição diz: Choten (Sogro). A palavra chotên (חתן) contém as roshei teivot de "Chochmat Torat Nistar (חכמת תורת נסתר) - Sabedoria da Torah Escondida". Jetro é a S'firá Chochmá! 

Moses entra na Tenda de seu futuro sogro (Zeir Anpin) onde se encontram suas sete filhas (Chessed, Guevurá, Tiferet, Netzach, Hód e Yesod) e como é shabat todas estão unificadas com Tziporá que é Malchut e então Moshê descobre o Cajado (Yesod) que está ficado no Jardim (Tziporá) de Jetro (a Sabedoria Escondida). Jetro havia prometido que daria sua filha Tziporá ao homem que lê-se o Nome Sagrado gravado no Cajado e o retirasse da terra onde fora plantado. Muitos homens haviam tentado e não haviam conseguido ler o Nome, e isso porque ele estava cifrado. Moisés que conhecia a Sabedoria Escondida (Itro) permuta o Nome (Tziporá) e a Vara levita em sua mão. 

Tziporá (צפרה) significa pássaro que é o segredo de Tzerufá (צרפה)" que é "Permutar" e cujas as letras são as mesmas de Tziporá. Isso é como está escrito: "Ha'El tamim daarchô, imrat Adonai tzerufá... (הָאֵל, תָּמִים דַּרְכּוֹ; אִמְרַת יְהוָה, צְרוּפָה) - D'us é perfeito em seu caminho, a palavra de Adonai deve ser permutada... (IIº Sh'muel 22:31). Assim, Itro dá a Torá não revelada a Moisés (suas seis filhas) e a chave para decodificá-la (Tziporá) e assim revelá-la ao mundo, como está escrito: "... va'yavô el Har ha'Elohim Chorevá (וַיָּבֹא אֶל-הַר הָאֱלֹהִים חֹרֵבָה.) - É veio ao monte de Elohim, Chorevá". Por que aqui está escrito "Chorevá (חֹרֵבָה)" com "hê (ה)" que é feminino no final? Porque ele trouxe para baixo ao mundo a Sabedoria primordial da Torá, pois Chorev (חרב) contém as iniciais de "Chochmat Rishoná be'ha'Torah (חכמת ראשונה ב'התורה) - Sabedoria Primordial da Instrução Divina" é por isso está escrito "Chorevá (חֹרֵבָה)" com hê no final porque o hê é Malchut. 

Assim revelou o Sagrado nesta manhã de Shabat e aqueles que realmente amam e apreciam a Sabedoria divina e reconhecem a alma do seu Mestre (123) e não possuem preconceito de propagar o que o seu Professor revelou, são os que se regozijarão com o que revelou o Santo pela boca do seu servo.


Autor
Bën Mähren Qadësh 
Deepak Sankara Veda
Misha'Ël Ha'Levi

quarta-feira, 4 de abril de 2018

432: O SEGREDO DO IDIOMA DIVINO


Uma antiga lenda judaica diz que o mundo foi criado pelo Deus Único, através de "falas" e cantos que trouxeram os mundos à existência. As 22 letras hebraicas (27 com a 5 letras finais) em  combinações pré-determinadas foram usadas para realizar essa tarefa. Então, em essência, Deus criou o mundo e o universo inteiro através da música. As letras hebraicas foram os meios que canalizaram as forças físicas usadas na criação.

A língua hebraica é o Idioma Divino, o Codex da Criação. A sabedoria do Zôhar nos revela que, dois mil anos divinos antes de criar os universos, o Criador criou primeiro o Seu idioma Sagrado, o Codex Divino e com ele se alegrou durante estes dois mil anos divinos (730.500.000 anos terrestres) e, somente então, Ele deu inicio à Sua criação e o Zôhar descreve este processo narrando como cada um das letras do Codex Divino se apresentou diante do Sagrado oferecendo argumentos para que o Santo, abençoado seja Ele, inicia-se o Seu universo com ela e de como o Santo as foi rejeitando até que a letra beit (a segunda) entrou e forneceu o melhor argumento de todas e é por isso que a criação se inicia com ela, como lemos "Bereshit bará Elohim et ha'shamyim ve'et ha'aretz (בְּרֵאשִׁית, בָּרָא אֱלֹהִים, אֵת הַשָּׁמַיִם, וְאֵת הָאָרֶץ.) - Gênesis 1:1.

"Aquele que possui o conhecimento de como formar a combinação correta de sons hebraicos pode criar e destruir mundos ...."

A expressão "Idioma Divino" é, em hebraico, a "Lashon Elohai (לשון אלהי)" e como no hebraica as letras também são números (gematria) o valor numerológico de "Lashon Elohai" é igual a 432 e este valor em gematria é exatamente o mesmo de "Mispar Elohai (מספר אלוהי)" que significa "Número Divino". Creio que a maioria que acompanha as publicações da Sabedoria Escondida que realizo aqui sabem que meus instrumentos musicais são afinados em 432 hertz e nunca em 440 hertz. O valor 432 é a finação que conecta e que canaliza a luz divina. Já o valor 440 é a gematria (valor numerológico) da palavra "Mët (מֵת)" cujo significado é "Morte".

"Os teóricos da conspiração lhe dirão que essa sintonia perniciosa foi promovida pelos nazistas - Joseph Goebbels, principal propagandista do Terceiro Reich, impôs a sintonização de 440 Hz como parte de um plano hediondo para distorcer a consciência das massas. E as gravadoras podem estar em conluio com esses nazistas. "A indústria da música apresenta essa freqüência imposta que está" agrupando "as populações em maior agressão, agitação social psíquica e sofrimento emocional que predispõe as pessoas à doença física", afirma o Dr. Leonard Horowitz em seu artigo "Musical Cult Control (Fonte: https://www.thedailybeast.com/are-we-all-mistuning-our-instruments-and-can-we-blame-the-nazis)".

A afinação 440 hertz reverbera a morte, conecta com a energia de falência e canaliza destruição, e foi por esta razão, apensar de ter oferecido um argumento poderoso, a letra "Tav (ת)" que é a vigésima segunda do Codex Sagrado, foi rejeitada como instrumento para a criação do universo. O Zôhar nos revela que, o Divino, abençoado seja Ele, disse a ela: "Eu não vou criar o universo com você, Tav, pois você é a final na palavra "Mët (מֵת)". 

Aproveitando para instruir e com o coração ausente de preconceito mas, que se torna necessário para a instrução, devo comentar sobre o mundo religioso em si, onde seus músicos, que proclamam estar conectando pessoas com suas canções, usam a afinação 440 hertz, pois jamais, mesmo proclamando serem cheios do Ruach ha'Qodesh (Espírito Santo) foram instruídos pelo Divino que este tipo de afinação conecta e canaliza a energia da morte e, a implicação espiritual disto é perversa pois, ao invés de estarem conectando as almas com o Sagrado Criador do universo, estão conectando pessoas com o Adversário e canalizando morte e doenças, falência, etc. Eles estão conectando pessoas com a "Fúria do Satan" expressão esta que, em hebraico se diz "Aff Satan (אַף שָׂטָן)" cuja gematria é exatamente 440. A palavra "Aff" também significa "Nariz" ou como se diz no nordeste "Venta". O Zôhar nos aconselha dizendo "Se afastem daquele cuja a respiração está em suas ventas" indicando que não devemos andar ou nos associar com pessoas dirigidas pelo furor, pela raiva, pela ira. É comum no nordeste se dizer "Aff" que é o mesmo que "ai que raiva". 

441 Hertz
"וְתֵדְעוּ אֶת הָאֱמֶת וְהָאֱמֶת תְּשַׁחְרֵר אֶתְכֶם."
הַבְּשׂוֹרָה עַל־פִּי יוֹחָנָן

Há uma outra afinação que pode e deve ser usada na música para substituir a de 440 hertz que é a de 441 hertz. Em hebraico, o valor 441 é a gematria da palavra "Emet (אֶמֶת)" cujo significado é "verdade" ou "aquilo que procede da verdade" ou ainda "que é verdadeiro". Okay! podemos fazer a prova dos 9: 4+4+1=9.

Existem um universo dos sete universos mencionados no Zôhar Sagrado, que reverbera na sintonia de 432 hertz. Este universo é chamado "Tevël (תֵּבֵל)" e sua gematria é exatamente 432.

"Brame me louvor o mar em sua plenitude, e o Tevël e todos os seus habitantes (יִרְעַם הַיָּם, וּמְלֹאוֹ; תֵּבֵל, וְיֹשְׁבֵי בָהּ)" - Tehilim (Salmos) 98:7

Meu nome hebreu "Misha'Ël Ha'Levi (מישאל הלוי)" possui gematria igual a 432 que é duas vezes 216 que é o segredo do Santo Nome de 216 letras que é o segredo da ressurreição dos mortos. Quem canta, seus males espanta? Bem, isso depende da afinação, não é verdade? 

Autor
Bën Mähren Qadësh
Misha'Ël Ha'Levi
Deepak Sankara Veda​

O Artesão Da Luz