Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

terça-feira, 20 de junho de 2017

A Verdadeira Identidade Do Rabino Isaac Lúria


Raziël 
רַזִיאֶל
אָרִיזַל


Quem tem "ouvidos" para "ouvir" que "ouça" e adquira o temor dos céus para que o orgulho não lhe suba ao coração e o faça cometer peshá (pecado de rebelião) contra o Criador dos céus e da terra, o todo poderoso, abençoado seja Ele. Eis aqui um maravilhoso segredo que não foi revelado nos tempos antigos e que somente agora o selo que o protegia foi retirado.

Quando uma pessoa alcança, neste mundo, o mesmo nvel da consciência espiritual que Adão possuía no Gan Éden (Jardim Do Éden), o próprio Raziël ha'Malach (Anjo Raziël) vem para instruí-lo com a Chochmat Nistar ha'Torá (Sabedoria Escondida da Instrução Divina), isto porque, Raziël foi o professor de Adão no Jardim Superior. 

Este evento aconteceu no século dezesseis com o nascimento do Rabino Yitzchaq Lúria e este segredo está codificado no Sha'ar ha'Guilgulim (o Portal das Reencarnações). 

Em diversos momentos o rabino Chaim Vital mencionou a recusa de seu mestre, o Leão Sagrado, em lhe revelar a verdadeira natureza da sua alma e quando o rabino Vital insistia, ouvia dos lábios do seu mestre: 

"Não me é permitido revelar-te a verdadeira natureza da minha alma, unicamente que eu vim ao mundo para te instruir". 

Quem era o Rabino Yitzchaq Lúria? E por que sempre se recusava a revelar a verdadeira natureza da sua alma?

"Ele me disse que veio para Safed só por minha causa. Além disso, ele me disse que a principal missão da reencarnação atual era passar por aqui por minha causa, para me completar, e que ele não tinha vindo por causa própria, porque ele não precisava ter encarnado".

Sha'ar Ha'Guilgulim - Ha'Qadmá 38

Depois de seu ocultamento no dia 16 de julho de 1572, o sagrado Leão passou a ser chamado de "Arizal (אָרִיזַל)" cujas a letras hebraicas revelam a verdadeira natureza da sua alma. 

Quando aplicamos temurá (permutação cabalística) sobre as letras de Arizal elas se transformam em Raziël (רַזִיאֶל) o Nome do professor de Adão no Jardim do Éden. 

A magnificência da Sabedoria alcança todos os céus. Se o Rabino Yitzchaq Lúria era uma manifestação do mestre dos mistérios divinos, quem foi então, o rabino Chaim Vital? 

Por muitos episódios no Portal das Reencarnações, quando questionado pelo próprio Vital para que lhe revelasse quem ele era e qual a verdadeira natureza da sua néfesh (alma), o Arizal dizia: "Saiba, eu ainda não tenho permissão para lhe revelar qual a sua missão ao vir ao mundo e quem você é. E se eu lhe dissesse detalhadamente o assunto em questão, você flutuaria no ar de tanta alegria (Sha'ar ha'Guilgulim ha'Qadmá 38". 

Vital era uma manifestação do primeiro ser, Adão e por isso o Arizal, que era uma manifestação do Anjo Raziël, veio ao mundo para instruí-lo. 

Muitos mestres contemporâneos do Rabino Chaim Vital imploraram com lágrimas para que o Arizal lhes ensinasseo Dere'k Nistar (Caminho Escondido) ao que o Rabino Yitzchaq Lúria lhes assegurou ter vindo ao mundo apenas é unicamente para instruir Chaim Vital e que ninguém poderia aprender esta Sabedoria se não fosse por meio do Rabino Vital (Sha'ar ha'Guilgulim ha'Qadmá 38). 

Eu havia dito e escrito que, quando eu voltasse de Eretz Israel, após ter completado a unificação da minha alma com a alma do meu mestre, o Arizal, muitos mistérios da Sabedoria Escondida seriam abertos. 

Em alguns textos nos encontramos o Arizal revelando em resposta as provocações de dois judeus perversos que sempre estavam rindo dele: "Vocês não sabem que a minha alma tem raiz na alma de Moisés? E que eu poderia fazer a terra abrir como Moisés o fez, e fazer com que eles fossem engolidos, uma vez que eles são reencarnações de Datan e Aviram que foram tragados vivos no episódio de Korach?". Esta declaração parece conter uma contradição, mas ela desaparece quando estudamos o Zohar Beshalach sobre a criação da alma de Moisés: 

"Aprendemos que, naquele momento, que chegou a hora de Moisés, o profeta fiel, descer ao mundo. O Santo, abençoado seja ele, retirou um Espírito Santo de um bloco cortado da pedra preciosa, a safira, que estava escondida dentro de 248 luzes, e brilhava sobre ele. E ele o coroou com 365 coroas e ficaram diante dele, e ele o nomeou sobre tudo o que era dele. Ele lhe deu 173 chaves, e o coroou com cinco coroas. Toda coroa subiu e iluminou em mil mundos que iluminam e nas luzes escondidas nos tesouros do Rei Santo Revelável"

Zôhar Beshalach

A alma possui 248 órgãos e 365 nervos e tendões que são forma aos órgãos, nervos e tendões do corpo, mas o segredo não é apenas este. A Torá possui 248 preceitos positivos e 365 negativos. 

A gematria do Nome Raziël (רַזִיאֶל) é 248 que é a mesma gematria de Arizal (אָרִיזַל). As 173 chaves são as letras na Prece Ana Bekoach e as cinco coroas são o segredo das cinco letras no Nome Raziël (רַזִיאֶל). 

Os sábios declararam que Moisés era metade homem e metade anjo o que comprova esta revelação. Lemos em Sêfer Devarim (Deuteronômio) capítulo 33, a seguinte declaração sobre a natureza angélica de Moisés:

"Esta é a bênção com que Moisés, homem de Deus, abençoou os filhos de Israel antes do seu ocultamento (וְזֹאת הַבְּרָכָה, אֲשֶׁר בֵּרַךְ מֹשֶׁה אִישׁ הָאֱלֹהִים--אֶת-בְּנֵי יִשְׂרָאֵל)".

Deuteronômio 33:1

Neste passuq, Moisés é chamado de "Ish ha'Elohim" e sabemos que os "Ishim e os Elohim" são hierarquias angelicais. Em Dere'k Nistar (QABALAH), os ishim (Heb. אִישִׁים - "homens", "personagens", "personalidades", "indivíduos") ou Eshim (אֵשִׁים - "incêndios", "chamas", "faíscas") são uma classe de anjos sobre os quais disseram que são os mais próximos dos assuntos da humanidade. Eles são compostos de fogo e neve, e são descritos como "as almas belas" que residem em Makon, o 5º Céu e Moisés foi chamado "Ish ha'Elohim (אִישׁ הָאֱלֹהִים)".


No próprio Sêfer Devarim nós encontramos "Raziel" e abaixo dele "Yavô (virá) e ao lado "Moshê ish ha'Elohim...".

A metade anjo da alma de Moisés era o Anjo Raziël e por isso ele era chamado "Ish ha'Elohim" que pode ser compreendido como "Faísca de D'us".

Manuscritos De Qumram

Dois fragmentos de manuscritos descobertos em Qumram,  especialmente o 4Q374 e 4Q377, levantam especulações de que a Moisés foi concedido um status "divino e angélico".

"E, subindo Moisés ao monte, a nuvem cobriu o monte. E a glória de Hashem repousou sobre o monte Sinai, e a nuvem o cobriu por seis dias; e ao sétimo dia chamou a Moisés do meio da nuvem. E a aparência da glória de Hashem era como um fogo consumidor no cume do monte, aos olhos dos filhos de Israel. E Moisés entrou no meio da nuvem, depois que subiu ao monte; e Moisés esteve no monte quarenta dias e quarenta noites (וַיַּעַל מֹשֶׁה, אֶל-הָהָר; וַיְכַס הֶעָנָן, אֶת-הָהָר. טז וַיִּשְׁכֹּן כְּבוֹד-יְהוָה עַל-הַר סִינַי, וַיְכַסֵּהוּ הֶעָנָן שֵׁשֶׁת יָמִים; וַיִּקְרָא אֶל-מֹשֶׁה בַּיּוֹם הַשְּׁבִיעִי, מִתּוֹךְ הֶעָנָן. יז וּמַרְאֵה כְּבוֹד יְהוָה, כְּאֵשׁ אֹכֶלֶת בְּרֹאשׁ הָהָר, לְעֵינֵי, בְּנֵי יִשְׂרָאֵל. יח וַיָּבֹא מֹשֶׁה בְּתוֹךְ הֶעָנָן, וַיַּעַל אֶל-הָהָר; וַיְהִי מֹשֶׁה, בָּהָר, אַרְבָּעִים יוֹם, וְאַרְבָּעִים לָיְלָה.)". 

Êxodo 24:15-18

Os sábios disseram que, somente por causa de sua natureza "humano-angélica" Moisés pode suportar 40 dias e 40 noites sem comer e sem dormir.

O Livro De Raziel

"Este é o livro das gerações de Adão. No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez (זֶה סֵפֶר, תּוֹלְדֹת אָדָם: בְּיוֹם, בְּרֹא אֱלֹהִים אָדָם, בִּדְמוּת אֱלֹהִים, עָשָׂה אֹתוֹ)". 

Gênesis 5:1

"Rabi Aba disse: Um livro foi realmente enviado a Adão através do qual ele discerniu e compreendeu a sabedoria suprema. Por isso, o verso se refere a ele como "o livro das gerações de Adão". Este livro mais tarde foi para as mãos dos "filhos de Elohim" Os sábios de sua geração, que tiveram o privilégio de aprender com ele e coletar a sabedoria suprema. Eles o compreenderam e compreenderam. Este livro foi trazido pelo guardião dos segredos que é o anjo Raziel e foi dado a Adão no Jardim do Éden. Três anjos da guarda estavam diante dele e guardavam o livro, para que as forças externas não tivessem acesso a ele".

Zôhar Bereshit A - 472

O nome Raziel está codificado neste verso (Gênesis 5) a partir da palavra "Zêh Sêfer (זֶה סֵפֶר)" a cada quatro letras no sentindo inverso na direção do verso 26 do capítulo 4:

 כו וּלְשֵׁת גַּם-הוּא יֻלַּד-בֵּן, וַיִּקְרָא אֶת-שְׁמוֹ אֱנוֹשׁ; אָז הוּחַל, לִקְרֹא בְּשֵׁם יְהוָה א זֶה סֵפֶר, תּוֹלְדֹת אָדָם: בְּיוֹם, בְּרֹא אֱלֹהִים אָדָם, בִּדְמוּת אֱלֹהִים, עָשָׂה אֹתוֹ

Raziël 
רַזִיאֶל

Dentro deste trecho da Torá nos encontramos "Lúria" e acima dele os dois versos onde Raziel está codificado:


Acima, no centro (em vermelho) está "Lúria (לוּרְיָא)" e acima dele à esquerda esta "Zêh sêfer (amarelo)" e Raziel em verde.

Esta é a razão secreta do porque o Rabino Isaac Lúria era chamado de "ha'Ari (הָאֲרִי)" cujas letras são as inciais de "Elohai Rabbi Yitzchaq (הַאֱלֹהָי רַבִּי יִצְחָק) - O Divino Rabbi Isaac".

"Os montes foram cobertos da sua sombra, e os seus ramos se fizeram como os formosos cedros". - Salmos 80:10

כָּסּוּ הָרִים צִלָּהּ; וַעֲנָפֶיהָ, אַרְזֵי-אֵל
רְזֵיאֵל

Autor
Dipankara Vedas
Misha'Ël Ha'Levi

O Artesão Da Luz