O Buscador

O Buscador
"Quando olho para os Céus, não estou procurando por um Deus que vive no espaço exterior, estou lendo as estrelas e ouvindo os seus mistérios (Tehilim 19)". Deepak Sankara Veda

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

Boas Vindas

"ברוכים הבאים ממסורת עתיקה העברים במדבר". Bem vindo á Antiga Tradição dos Hebreus do Deserto ao "Zen Hebreu". Este site não representa o judaísmo, nada tem haver com judaísmo e com nenhuma de suas vertentes. Este "sítio" é um lugar onde Sabedoria é compartilhada

sábado, 23 de julho de 2011

A maior batalha é a interna





"Porque a "mitzvá" é uma lâmpada, e a "Torah" uma luz; e as repreensões da disciplina são o caminho da vida, para te guardarem da mulher má, e das lisonjas da língua da adúltera. Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te deixes prender pelos seus olhares. Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa - Porvérbios de Salomão 6: 23, 24, 25 & 26".

Fui assistir o "Homem Aranha 3" ontem (13/05/2007), e simplesmente amei o filme. Repleto de ensinamentos espirituais, relatando a maior de todas as batalhas: "A Luta Contra Si Mesmo".

A Qabaláh nos ensina que a nossa maior batalha é contra o "Yetzer Hará (A Má Inclinação)", contra os nossos próprios aspectos negativos, que são os nossos poderosos inimigos internos.

Em hebraico a palavra para "batalha" é "Krav" e que também é a raiz da palavra "Korban (sacrifício)". No ano, a oportunidade para confrontar nossos próprios inimigos é o mês de outubro/novembro que são governados por "Escorpião" que em hebraico se chama "A-krav".

Em hebraico, o calculo do valor numérico de "A-Krav (escorpião)" é "372", e este número aparece propositalmente na porta do "Clube de Jazz" onde "Mary Jane" se apresenta, e é onde "Peter" atingirá o ápice da sua negatividade interna: A batalha contra si mesmo.

Há no filme uma cena em que, Peter diz para o "Fotógrafo do Clarin" "Eddie Brock": Quer perdão? Vá a igreja. E realmente Eddie vai a igreja, mas não para pdir perdão, mas para pedir vingaça. O maior problema da humanidade, não é a religião, mas o que as pessoas "Fazem com a religião".

Ao contrário de Eddie, Peter vai ao "Templo" para se livrar do "Venon" do mal que agora se vestia nele. Após uma enorme batalha contra o mal que agora se veste nele, Peter finalmente se livra, usando a resonância criada pelas badaladas do sino da "catedral".
Após se livrar do "Veneno" que nele havia se vestido, Peter é visto no chuveiro usando o poder espiritual purificador a água para se "limpar". Uma tradição antiga, e um segredo da Qabalah nos ensina que a força da "impureza (Tumá)" não resiste à água. Quando um cabalista comete uma negatividade, ele mergulha na águas da "mikvá (reunião de águas)" para quebrar a força da impureza, e assim nos ensinou Echezekiel HaNovi: "Eu aspergirei água limpa sobre vós, e ficareis furificados de todas as vossas negatividades".


Há também no filme, referência aos "72 Nomes de D´us", onde o número 72 aparece em uma pilastra no andar da construção onde "Harry" morre.


Nos versos dos Provérbios de Salomão citados acima, a "Má inclinação" é chamada de "Uma Mulher Má" e também "Adúlterá".


Ela se apresenta sempre como "Uma coisa boa" com muitos elogios em seus lábios, para seduzir aqueles que se esforçam pela humanidade. É assim que nos é apresentado os ensinamentos espirituais no "Homem Aranha 3".


A "Má Inclinação" nunca vai se apresentar como uma coisa ruim, negativa, mas sempre como algo "bom aos olhos" para seduzir aqueles que caminham lá Luz. Vemos a luta do "Peter" durante todo o filme. Primeiro ele começa sentir "orgulho" de si próprio, e passa a se achar "o tal", e então "Cria um espaço" para que a "Má inclinação" possa atuar em seu coração. isto aparece no filme da forma de "Duas mulheres": Gwen e M.J. Sendo uma a "má inclinação (Yetzer Hará)" e a outra a "Boa Inclinação (Yetzer HaTov)". o orgulho é uma armadilha da "má inclinação".


Criando um espaço para ser preenchido pela má inclinação, Peter então atrai para si o "Venon (do inglês "Veneno)" que contamina sua alma, levando-o a cometer coisas horriveis que culminam na agressão contra sua amada M.j.


As pessoas sempre podem escolher em fazer o bem ou fazer o mal. Ninguém nunca é obrigado a "trair" aqueles que amam.


E assim, "Peter" beija "Gwen" fazendo com ela uma conexão (hebraico mitzvá) espiritual, e assim fazendo, ele trai o amor de Mary Jane.


A Qabaláh nos ensina que a boca é "Malchut (décima esfera da Árvore das Vidas)" e a ponta da língua é "yesod (nona esfera da Árvore das Vidas)". Malchut é o mundo físico (Olam Assiá=mundo da ação) e Yesod o mundo espiritual (Olam Yetzirá=Mundo da Formação). Então, o beijo (hebraico "neshiká)" une os dois mundos.


Lembro-me da hitória Bíblica de José do Egito (Iosef HaTzadik), vendido pelos seus próprios irmãos para o Egito, e estando lá, trabalhando na casa de "potifar", a má inclinação se apresentou a ele, na forma da mulher do seu patrão. Mas ele resistiu a ela, e fugiu, mas foi entregue e lançado no carcere interior.


Assim é a vida daqueles que se esforçam em fazer o bem à humanidade: Sempre são traidos por aqueles que amam. Foi assim com Gandi, foi assim com Jesus e com muitos outros.


Mas como Peter, que ao encarar o assassino de seu amado "Tio Ben" diz: EU PERDOO VOCÊ!. Assim também devemos agir.


"NESTA VIDA É MUITO DIFICIL ENCONTRAR UMA COISA BOA, TEMOS QUE NOS ESFORÇAR MUITO, E AS VEZES, QUANDO A ENCONTRAMOS, SIMPLESMENTE A DEIXAMOS PARTIR. EU HOJE PERDI ALGO MUITO BOM, ALGO QUE SENTIREI MUITA FALTA".


Mas eu escolho continuar fazendo o bem, não importa se ganhando ou perdendo. Tenho sido perseguido e caluniado, pessoas que nunca conversaram comigo, me acusam. Ai eu penso: Vale a pena tudo isto? vale a pena continuar luntando? E como diz o "Perter" no final do filme: "Sempre há uma escolha!.




"QUANTO TEMPO PODE UM HOMEM LUTAR CONTRA AS TREVAS, ANTES DE ENCONTRÁ-LA DENTRO DE SI MESMO?".

Leia também...

O Artesão Da Luz

O Artesão Da Luz
Deepak Veda - Instrutor e compartilhador sobre a Sabedoria Espiritual. Sênior criptólogo especialista em Criptologia Divina. É escritor e autor de 14 obras, incluindo "Shem ha'Meforash - Os 72 Nomes De D'us" e "Guilgulim - O Portal Das Reencarnações".

Advertência

"Todas as palavras postadas aqui tem por finalidade a revelação dos mistérios das escrituras. Por mais duras que algumas vezes possam parecer, elas não tem finalidade de agredir, difamar, caluniar quaisquer pessoas, instituições, religiões ou quaisquer práticas religiosas e seus líderes. É certo que determinadas práticas e seus respectivos lideres precisam sim serem trazidos à luz, mas através da revelação da verdade"

Tradição

"Então, aqueles que são sábios brilharão como o esplendor (Zohar) do firmamento, e aqueles que retornaram à justiça para muitos, serão como as estrelas para sempre (Dani´El Péreq 12, 3º Passuq)".

Aviso

"A Hayk´la Arazuta não possui vínculos ou ligações com quaisquer endidades "judaicas" e nem mesmo com qualquer federação. A Hayk´la Arazuta não é siosnista e não crê no sionismo. Os rabinos da Hayk´la Arazuta não possuem ligação e nem seguem ou servem ao "judaísmo rabínico". A Hayk´la Arazuta avisa que qualquer um que proferir calúnias, difamações, ataques contra a honra da Comunidade, seus lideres e membros, ameaças de quaisquer tipo, os autores serão levados ao Judiciário através de processos cíveis e criminais. Copiar, distorcer e usar pejorativamente assuntos e experiências aqui publicadas, os autores serão processados. A Hayk´la Arazuta d´Madvra é um Orgão da Associação Cabalista Mundial - Gará Kulam Moshav, organização esta devidamente registrada junto ao Governo Federal Brazileiro de acordo com a Lei e possui CNPJ.".