Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

domingo, 1 de setembro de 2019

Segredos De Star Wars: Episódio III


Anakin Skywalker
Luz & Sombras I

Há muito de David ha'Mélech em Anakin Skywalker, o messias do universo Star Wars e o grande segredo reside na natureza dual de Anakin, tendo sua alma parte da Luz e parte no lado sombrio, porque, somente desta forma ele poderia realizar a profecia Jedi de trazer equilíbrio à Força. 

Filosoficamente, o Zôhar esclarece que, se algum veio ao mundo para dominar uma determinada energia negativa, está pessoa precisa ter uma alma em parte com raiz nesta mesma energia negativa, ou seja, esta pessoa deve ter uma alma com parentesco com aquela energia. Este é o segredo de Anakin Skywalker. Sua alma tinha parte no lado Sombrio, a Sitra Achará, e parte no lado Luminoso, na Ór ha'Ganuz - a Luz Oculta do Criador - pois somente desta forma, possuindo uma natureza dual, ele poderia trazer equilíbrio à Força.

"Você era o escolhido! Foi dito que você iria destruir os Sith, e não se unir a eles! Que traria equilíbrio à força ...  e não jogá-la na escuridão!"

Obi-Wan Kenobi

David Ha'Mélech
Luz & Sombras II

A maioria dos cristãos caluniam o Rei David. Durante milênios eles vem imputando ao Rei Sagrado um pecado que ele jamais cometeu: O adultério! Fazem isso pois desconhecem os segredos ocultos do Codex da Toráh e da natureza dual do Rei David.

Para esclarecer este assunto, perguntamos: O Rei David cometeu adultério ao tomar para si a "mulher" de Urias? A resposta é não! Eis aqui o segredo do evento: Para evitar que esta desgraça (adultério) acontecesse com os pessoas de Israel, D´us comandou pela “tradição” que, todo guerreiro de Israel ao sair para a guerra, deveria escrever um termo de divorcio (Gêt), conforme comandado pela lei me Moisés nosso Rabi, para que, não havendo noticias de seu desaparecimento em combate, sua esposa pudesse iniciar um novo relacionamento, e encontrar para os seus filhos um novo pai ou dar continuidade, em caso de dizimação dos homens na guerra, à nação para que ela não fosse extinta. É aqui que reside o segredo da história do Amado Rei David e Bath-Sheva.

Muitos “auto intitulados” homens de D´us, pastores e líderes de congregações, tem pecado, por gerações, imputando uma má fama ao Rei Santo de Israel, um homem segundo o coração de D´us. Estas pessoas tem pecado contra a Toráh e assim contra o Sagrado, bendito seja Ele, ao acusar o Rei de Israel de “adultério” sendo este um pecado que ele jamais cometeu. Tolos que são, continuam se movendo pelas sombras do “romanismo católico” e suas interpretações profanas das escrituras. Os cristão não possuem autoridade sobre as Escrituras Hebraicas pois, seus mistérios não foram revelados a eles.

Estes homens tolos sem nenhum conhecimento, obrigam mulheres humilhadas, maltratadas por maridos malígnos a permanecerem atadas a casamento com estes homens que são inimigos de D´us, pois humilham a “Pedra do Altar Celeste” que é a esposa, a figura da “Presença Divina” no mundo, aquele que representa o mistério da a “terra de kana´an”.


Muitos lideres religiosos e muitas gerações, procurando ensinar justamente aquilo sobre o que não tem nenhuma autoridade, a “Bíblia”, e procurando as causas que culminaram no evento do Rei David com Bathsheva, atribuíram ao Rei Santo de Yisrael, um pecado, como explicado, que ele jamais cometeu: “ADULTÉRIO”. E isto é tão certo porque as conseqüências contidas na Toráh sobre esta questão, não foram aplicadas ao Rei Santo. A torah diz: “E com a mulher de teu companheiro não te deitarás para dar sêmen (Levitico 18:20)”.

Maimônides, explicando acerca deste preceito da Toráh, que é o de Nº 347 dos preceitos negativos, diz: “A punição pela violação deste preceito varia de acordo com as circunstancias. Se a mulher for noiva, ambos ficam sujeitos ao apedejamento, como determinam as Escrituras. Se ela for filha de um Cohen (sacerdote), ela deverá morrer queimada e o homem estrangulado. Se ela for filha de um Israelita, ambos estão sujeitos a morte por estrangulamento. Tudo isto se aplica se a prova for evidenciada, caso contrário o homem fica sujeito à extinção”.

Devo lembrar aqui que, pessoas jamais foram apedrejadas pelos israelitas e, isto tanto é verdadeiro que o Talmude diz que o Sinédrio (Tribunal Rabínico) só se reunia para julgar uma vez a cada setenta anos, pois as pessoas de israel não ficavam transgredindo os Preceitos da Toráh.

O apedrejamento, assim como todas as outras sentenças de morte e punição prescritas na Toráh é contra o Satan, e somente contra ele, pois foi ele quem causou a queda da humanidade. D'us jamais ordenou que pessoas fossem sentenciadas à morte e esta é uma interpretação cristã pois o cristianismo vem de Edom e o príncipe de Edom é Samael, o próprio Satan.

Nós sabemos que, nenhuma destas punições foi imposta ao amado Rei de Yisrael, o que evidencia que a natureza do pecado do Rei não foi o de adultério. E senão, então qual foi? Para responder esta intrigante questão, temos que voltar ao principio.

O Zohar diz: A Serpente original no Jardim de Éden comeu frutas da árvore que também é interpretada como “bebendo vinho”. Por esta ação, duas forças de energia negativas vieram a existência, que são Malcon, e Peor (não devemos pronunciar os nomes). O Zohar expõe estas duas forças negativas e como elas se manifestam em nosso mundo para influenciar o homem. As duas crianças nascidas de uma relação incestuosa entre Lót e as suas duas filhas  são a manifestação física destas duas forças. Está escrito na Toráh: 

E conceberam ambas as filhas de Lót, de seu pai. E deu à luz a maior um filho, e chamou seu nome Moab, ele foi o pai dos moabitas até hoje. E a menor, também ela, deu à luz um filho, e chamou seu nome Ben Ami; ele foi o pai dos filhos de Amon até hoje."


Gênesis 18:36, 37 e 38

Um destes líderes tolos que pregam esta tolice é o "Reverendo Caio Fábio d'Araujo" que tenta justificar o seu próprio erro cometido no passado usando Rei David. E sua página no Facebook, encontramos estas palavras escritas por Leonardo Gonçalves: 

"Após o escândalo moral envolvendo a sua pessoa, o adultério seguido do divórcio, bem como a confissão em sua auto-biografia, o reverendo amazonense se desvelou ao público, abriu seu coração como nenhum outro, tirou a máscara e teve a ousadia de revelar ao mundo a sua verdadeira face. Sua hipocrisia, sua conduta dúbia, tudo isso foi delatado por ele mesmo, resultando no ostracismo ao qual ele foi submetido por alguns anos. Não quero com isso justificar a atitude do Caio. Adultério é pecado, causa um tremendo estrago, deixa cicatrizes profundas e em alguns casos a ferida nunca fecha completamente, e o Caio sabe disso. Contudo, que direito temos nós de punir um homem por algo que ficou lá no passado, e que certamente Deus mesmo já perdoou? Será que Caio, em plena vigência da Graça, foi privado por Deus do perdão enquanto Davi, na dispensação da Lei, foi perdoado pelo Criador?"

Nota-se, pelas palavras acima, que não há diferença de pensamento de Caio Fábio para aqueles a quem ele denuncia constantemente. Através das palavras acima se vê claramente que ele acredita mesmo estar no tal "tempo da graça" e que a Torah foi abolida, como é descrito, ela era a "dispensação da Lei"...

Amon & Moab

O Rei David que era um descendente de Moab através de Ruth, usou esta tremenda negatividade como uma ferramenta para ter controle em cima destas duas forças negativas. De acordo com as leis de espiritualidade, para se atingir controle genuíno em cima de qualquer situação, a pessoa tem que ter alguma conexão (parentesco) com isto. Foi destinado que o Rei David seria semeado com esta negatividade porque ele era cheio com a força espiritual necessária para ter controle em cima disto. Está, portanto escrito no Zohar:

O Rei David disse: “Contra Ti, contra Ti somente, tenho eu pecado, e praticado o mal em Tua vista”. O significado disto é o seguinte. È possível cometer pecados que são ofensas tanto para o Senhor quanto para o homem; também se pode cometer pecados que são ofensas contra o homem, mas não contra o Senhor; mas há também pecados que são cometidos somente contra o Senhor. O pecado de David foi este último tipo. Talvez, porém, você se incline a questionar isto, dizendo:

“Mas e o pecado com BatSheva? Por acaso não pecou contra o marido – para quem ela estava agora proibida – assim contra o Senhor (Adonai)?”.

Para esta pergunta há uma resposta, que é a seguinte: De acordo com a tradição, Urias, como era costume com os guerreiros de Israel, deu à sua esposa uma nota de divórcio (Gêt) antes de ir para a batalha, logo David não pecou contra Urias no sentido de traiçoeiramente roubar a sua esposa. E por isso lemos: “E David confortou a BatSheva,sua esposa”, o que prova que ela era considerada como a esposa legítima de David, destinada a ele desde o início dos tempos.

"Guet (do hebraico גט) é o nome dado ao documento de divórcio dentro do judaísmo. De acordo com o tratado Kidushin, do Talmud Babilônico, o guet é um processo legal que exige o consentimento do casal. A outra é a morte do cônjuge e esta morte, de acordo com  o Zôhar, e por questões cármicas.

O seu pecado (de David), então, foi uma ofensa somente contra o Senhor. E, em que constituiu esta ofensa? Não em que ele ordenou que Joab (Yoáv), seu general, enviasse Urias para frente de batalha para que fosse morto – porque David tinha o direito de fazer isto, uma vez que Urias chamou Joab de “meu senhor Joab” na presença do Rei, o que foi desrespeitoso.

O pecado de David foi que ele não matou Urias no momento em que desonrou o Rei, mas em vez disso deixou que fosse morto pela espada dos filhos de Amon; porque em cada espada amonita estava gravada a serpente que era seu deus. Disse o Senhor a David: “Tu conferiste força à abominação”; porque quando os filhos de Amon mataram Urias e muitos outros israelitas, e a espada de Amon prevaleceu, o deus pagão foi fortalecido por David e então, o lado Sombrio ganhou força e ficou no controle.

Vemos claramente que a natureza do pecado do Rei David não foi a de tomar para si a BathSheva por mulher, uma vez que ela estava destinada a ele desde a criação, e nem tampouco o de matar Urias, e sim matá-lo através da espada dos Amomitas. E é por isto que está escrito: E David confortou Bath-sheva, SUA ESPOSA!.

"Então consolou Davi a Bate-Seba, sua mulher, e entrou a ela, e se deitou com ela, e ela deu à luz um filho, e deu-lhe o nome de Salomão; e o Senhor o amou."


2 Samuel 12:24


"Quando David cometeu seu grande pecado ao tomar para si Bat Sheva, ele pensou que isto iria deixar para sempre uma marca. Mas chegou até ele a mensagem: “O senhor pôs de lado o teu pecado, e não morrerás”; Quer dizer, a mancha foi removida. Rav Abba colocou esta pergunta para rav Shimon: ‘Se aprendemos que Bat Sheva foi destinada ao Rei David desde o dia da criação, como pode ser que o Senhor a tenha dado primeiro a Urias, o hitita?’ Rav Shimon respondeu: Assim é o caminho do Senhor; embora uma mulher esteja destinada a um determinado homem. Ele permite que ela seja primeiro mulher de outro homem até que chega a hora da alma-gêmea (que se elevou espiritualmente). Este é o segredo porque a terra de Kana´an foi primeiro esposa de outro para depois ser dada a Israel que era o seu legitimo marido. Tolo é o homem que humilha sua esposa e a difama perante os outros, pois por este pecado, ele será morto. Foi por isto que o povo foi punido, pois quando os espias voltaram de olhar a Terra, a difamaram. Fazendo assim, o marido se vai deste mundo (ele morre) para ceder lugar ao outro homem que a tratará como uma pedra preciosa, como está escrito: Esposa virtuosa, quem a achará, pois o seu valor excede finíssimas jóias. Esta é a razão secreta pela qual Bat Sheva foi dada primeiro a Urias."


- Do Zôhar

Anakin & Padmé
Luz & Sombras III

Anakin Skywalker se revoltou contra o Código Jedi que havia caído nos domínios da dogmatização e tomou para si Padmé como esposa. Anakin é uma representação do Rei David, ele trás a força espiritual do Rei Sagrado. Anakin é, então, morto e Darth Vader nasce, fortalecido pelo lado Sombrio. No final, Anakin se arrepende e faz a correção salvando seu filho, Luke, das "mãos" do imperador Palpatine. Ele traz equilíbrio à Força e seu filho, em termos, reina em seu lugar, com Salomão deu continuidade ao reinado de David, seu pai.



"Não me ensine, Obi-Wan! Eu vejo através das mentiras dos Jedi. Não tenho medo do lado sombrio como você."

Anakin Skywalker

Star Wars é uma parábola que contém os segredos da Toráh e do Zôhar Sagrado e somente aqueles que estudam o Zôhar poderão perceber esta "Opera Mística" escondida em Guerra nas Estrelas. 

Acima de tudo, Anakin somos nós, feitos de dualidade, de luz e sombras e o que vai dominar, depende unicamente de nós...

E há muito mais...


"Aqui do meu lado, um anjo (luz) Aqui do meu lado, um diabo (sombras). Nunca se vire de costas para mim. Nunca se vire de costas para mim, novamente. Aqui do meu lado, é o paraíso. ohhh... Aqui do meu lado, você é destruição. Aqui do meu lado, uma nova cor pinta o mundo, ohhh... Nunca se vire de costas para mim. Nunca se vire de costas para mim. Aqui do meu lado, é o paraíso. Cuidadoso, tenha cuidado. Cuidadoso, tenha cuidado Isto é onde o mundo desaba. Onde o mundo desaba. Cuidadoso, tenha cuidado. E você inspira. E você expira. Por isto Não é tão esquisito. Como fazer você uma arma e você dá em e você deu. Por isto Não é tão esquisito Como fazer você uma arma Nunca se vire de costas para mim Nunca se vire de costas para mim novamente. Cuidadoso, Tenha cuidado Aqui do meu lado, é o paraíso (luz) Aqui do meu lado, é o paraíso Aqui do meu lado, é o paraíso..."

Autor
Dipankara Vedas
Bën Mähren Qadësh
Misha'El Ha'Levi

O Artesão Da Luz