Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

sábado, 16 de maio de 2020

Ibür: A Visita Do Maharal De Praga


Artigo Em Construção

"Presenteá-la com um Talit foi preparar para ela uma chupá, porque, a centelha de alma que ela estava carregando, veio para unir-se ao meu rúach e à minha néfesh e era preciso preparar o pálio nupcial para o casamento."

Enquanto eu estudava os segredos da reencarnação, no Lag Ba'Ômer de 5763, madrugada de terça-feira 20/5/2003, fui visitado em meus sonhos pela alma do tzadiq nistar  (justo escondido) que me contou um segredo sobre reencarnação por Ibür. Ele me disse: “O rúach de um judeu, não pode assentar sobre a néfesh de um gentio. O segredo para isto está nos textos da Toráh que falam sobre casamento."

A visita deste tzadiq cuja identidade me seria revelada somente quatorze anos no futuro e depois do meu Despertar, me fez permanecer com uma consciência muito elevada durante todo Lag Ba'Ômer e cada vez que algum dos discipulos ou membros da Comunidade falavam comigo, eu apenas derramava lágrimas.

Eu nasci conectado com três almas-raízes: A alma-raiz Chaim Vital em unificação com a alma-raiz Arizal, a alma-raiz Chizqiyahu, melech Yehudá e a alma-raiz Maharal e destinado a receber, por Ibür as centelhas dessas três almas-raízes e, portanto, eu fui guiado por elas, durante toda a minha vida, até alcançar a verdadeira Teshuvá que não é a ilusória conversão ao judaísmo.

Maharal era o título do nosso professor, de abençoada memória, o Rabbi Yehuda Loëw Ben Betzalel (יהודה ליווא בן בצלאל) cuja gematria do nome é exatamente a mesma de Ibür (עיבור) que é 288.

A centelha de alma do Maharal seria a última a reencarnar no meu corpo, através de Ibür, para se unir com as outras centelhas me ajudando a alcançar o Despertar e o Deveiqut - a aderência total ao Criador.

A centelha de Chaim Vital se uniu à minha néfesh em 1999. A do rei Chizqiyahu, em 2002 e a do Maharal em 2014. Eu soube que havia sido o Maharal que havia me visitado para me instruir devido a dois segredos. O primeiro foi que ele estava portanto uma belíssima bengala na mão esquerda e, o segundo, foi porque ele veio em Lag Ba'Ômer pois, foi em Lag Ba'ômer de 1590, quatrocentos e treze anos antes daquela madrugada maravilhosa, que o Maharal desativou o seu Golem.

"Presenteá-la com um talit foi preparar para ela uma chupá, porque, a centelha de alma que ela estava carregando, veio para unir-se ao meu rúach e à minha néfesh e era preciso preparar o pálio nupcial para o casamento." 

Isso se realizou no dia 28 de março de 2014, o dia no qual os céus haviam determinado para que se celebra-se o Qidushim. Ora, não é o dia 28 de março o 87º dia no ano solar e não é este valor e gematria de "18 de Elul (יח באלול)" e os dias restantes no ano, 278 revelam o segredo em gematria de "Bô Maharal (בא מהר"ל) - Vem o Maharal."

E não foi em 18 de Elul de 5369 que se ocultou desse mundo o nosso grande mestre o Rabino Judá? Conhecido como Maharal? Não existe acasos no universo...

Este casamento da centelha de alma do Maharal com o meu rúach estava destinado nos céus, conforme o mistério registrado nesta foto que foi capturada na minha infância.


A placa da Kombi "S-5774 85" contem o segredo de "Sód 5774 18 Elul (סבך-התשעד יח אלול)" ou seja, "Entrelaçar/Emaralhar em 28 de março de 2014".

Então, declarou Yóv: "Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido." - Jó 42:2

Três anos depois, no mesmo 28 de março de 2017, durante um sonho, ela foi levada à presença do Rebbe Menachem Mendel, de abençoada lembrança, que escreveu, um um papel diante dela o código hebraico "Lamed Vav Niq" que é o segredo dos 36 justos escondidos. Ela estava de preto, como enlutada, pois, de fato, a centelha que estava nela já havia transmigrado para mim e o Santo, abençoado seja Ele, queria que eu tivesse conhecimento do mistério.

A partir daquele dia, os céus revelaram, sobre mim, o nome novo adquirido por causa desse casamento: Bën Mähren Qadësh - Filho do Mähren Sagrado.

Maharal
Letras Que Iluminam

Absolutamente nada, mas nada mesmo, acontece por acaso. O selo Maharal - Letras Que Iluminam - foi criado no dia 20 de Adar de 5780 para a minha recém fundada Sha'on-Hourglass Editora. Nesse mesmo dia, há 440 anos atrás, o Maharal de Praga criava o seu Golem da argila do rio Vlatava e, por mais maravilhoso que possa se assemelhar, e o é, 20 de Adar de 5780 foi 17 de março de 2020 assim como 20 de Adar de 5340 foi 17 de março de 1580. Acham que eu planejei isso? Criar o selo Maharal para a Sha'on-Hourglass Editora no aniversário de 440 anos do nascimento do Golem criado pelo Maharal? Não! Eu sequer lembrei ou verifiquei a data no dia. Os céus produzem as evidências para amparar tudo o que tenho revelado sobre a centelha de alma que recebi da alma-raiz do Maharal de Praga. E há muitas outras. O valor 440 possui a gematria da palavra "Tam (תם)" que significa "Completo."

Há 4 anos, em 29 de fevereiro de 2016, uma amiga e aluna querida, Karla Roberta Carvalho, teve um sonho comigo, sonho durante o qual eu a ensinava a criar um Golem, mas o único que sabia criar um Golem era o Maharal. No sonho, as instruções especificas que minha centelha passou para Karla diziam que o Golem deveria pesar 101 quilos. Ao calcular a gematria de Golem (גולם) descobri que a gematria Avgad é exatamente 101. O interessante foi que, entre os dias no qual comprei a arte e o sonho de Karla, a tia dela, Karla, estava em um passeio turístico na cidade de Praga, capital da República Tcheca. Nada é um acaso quando o Sagrado, abençoado seja Ele, deseja revelar um segredo aos seus cabalistas, pois a revelação vem repleta de evidências.


O sonho de Karla Roberta Carvalho no qual eu a ensinava a criar um Golem, foi no dia 29 de fevereiro e que, naquele ano bissexto caiu em 20 de Adar I de 5776 e não poderia ter sido em outra data, porque a alma precisava escrever a evidência de sua presença. Quatrocentos e trinta e seis anos antes, no mesmo dia 20 de Adar do ano 5340 (17 de março de 1580), o Maharal, abençoada seja sua memória, convocou seu genro, Rabi Yitschak ben Shimshon Ha'Kohen Katz e Rabi Yaakov ben Chayim Halevi Sasson, seus discípulos mais chegados e, com o auxílio deles, criou um "homem" a partir do barro do Rio Vlatava, perto de praga. Ele desenhou a figura do Golem na argila usando sua maravilhosa e belíssima bengala e foi por esta razão que, em Lag Ba'ômer de 5763 ele veio a mim durante o sonho usando sua bengala para que, mais tarde, anos depois, eu pudesse reconhecer sua identidade oculta.
Agadot Al Ibür 
(Contos sobre Ibür)
Razá Ila'ah

O Artesão Da Luz