O Buscador

O Buscador
"Quando olho para os Céus, não estou procurando por um Deus que vive no espaço exterior, estou lendo as estrelas e ouvindo os seus mistérios (Tehilim 19)". Deepak Sankara Veda

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

Boas Vindas

"ברוכים הבאים ממסורת עתיקה העברים במדבר". Bem vindo á Antiga Tradição dos Hebreus do Deserto ao "Zen Hebreu". Este site não representa o judaísmo, nada tem haver com judaísmo e com nenhuma de suas vertentes. Este "sítio" é um lugar onde Sabedoria é compartilhada

domingo, 27 de setembro de 2015

Abrindo A Fonte Da Primavera

O Despertar
Abrindo As Fontes da Primavera 
(Era Messiânica)

Comumente ouço, ao preparar, com muito esforço, um Retiro Espiritual com fins de Compartilhar a Sabedoria e o Despertar, a recusa educada "fica para uma próxima ou outra oportunidade". Este é o grande erro que comete a maioria, pois o "tempo" era aquele quando o convite foi feito. Um casal mudaria a data do seu casamento apenas porque, alguns de seus convidados se recusaram educadamente a comparecer naquela data que fora cuidadosamente "escolhida"? Vou exemplificar com uma experiência vivida pelo Rabi Chayim Vital há cerca de 470 anos, durante o Século XVI.



O rabino Chayim Vital, relata o seguinte episódio em seus escritos. Após a morte de seu mestre, o Ari, ele estava em Jerusalém. Um dia, o sultão de Yerushalaim se aproximou dele e ordenou-lhe para abrir as águas do Gihon. O Gihon era uma nascente subterrânea que fluia em Jerusalém, que, de acordo com o Talmud tinha sido fechada pelo Rei Hizkyyahu (Ezequias) contra a opinião dos estudiosos (Sábios) de sua geração (2° Crônicas 32:30).


Sabemos que retirar o selo ou abrir essas águas têm um sentido mais profundo e espiritual do que o físico e que vou revelar mais abaixo, por agora vou continuar a narrativa. O sultão sabia que o grande cabalista Rabbi Chayim Vital teria o poder espiritual para abrir a mola, fechada desde a antiguidade, mas o Rabino Vital não quis, e sabia que sua vida estaria em perigo se ele se recusasse a fazê-lo, e usando uma técnica do Kwisatz ha'Derech (o encurtador do caminho), se teletransportou imediatamente para Damasco, fugindo da presença do Sultão e da missão que lhe fora confiada.


Naquela noite, seu professor, o Ari'zl (Rabi Isaac Lúria), apareceu para ele em um sonho: "Por que você se recusou a abrir o Gihon hoje?", Perguntou ao seu discípulo. "Eu estava com medo de usar os nomes Sagrados de Deus que eram necessários para fazer isso", retrucou o rabino Chayim. "E como você chegou a Damasco, então?" Questionou o Santo Ari.


Obviamente, o rabino Chayim emudeceu diante da pergunta do seu mestre, pois ele havia usado os Nomes Divinos para se teletransportar para Damasco. O Arizal lhe disse então: "Você sabe que a sua alma é um guilgul (reencarnação) do Rei Chizquiyahu (Ezequias) e você veio ao mundo para reabrir a primavera (A Era Messiânica/Despertar) que você mesmo tinha fechado há muitos séculos atrás".


Podemos apenas imaginar a responsabilidade o que o rabino Chayim sentiu sobre seus ombros. Ele mesmo documentou sua reação em sua auto biografia : "Amanhã voltar lá e eu vou abri-lo." Mas o Arizal disse: "Você não pode. Hoje era o dia e, agora, a oportunidade se foi".


Um dos nossos testes mais difíceis é aprender usar corretamente as oportunidades. Não podemos perder tempo. Mas não podemos ser "dojek et ha'shaá - forçar quando muito cedo é tão inútil quanto tarde demais".


O rei bíblico Chyzkiahu (Ezequias) era o Messias da sua geração (Immanu'Ël) e para atingir a consciência messiânica e abrir as fontes da primavera (o Despertar) sua tarefa era ter composto uma shiráh (poesia) a qual ele não realizou, fechando assim a fonte de Gihon (גיחון). Sua alma reencarnou no rabino Chaim para realizar a tarefa, mas Vital teve medo e postergou por mais 444 anos a abertura da fonte do Gihon, as fontes da primavera, o Despertar. O Sultão era o próprio Criador.


Como sabemos que o Rabi Chayim Vital havia postergado a abertura da Era Messiânica por 444 anos? Eis o segredo:
A gematria de Damasco (דמשק) é 444 e Gihon (גיחון) é 77. O Rabino Chayim atravessou a cortina (ocultou-se naquela geração) no dia 23 de Abril (juliano) de 1620 aos 77 anos de idade. O ano no qual foi requerido a ele abrir as fontes da primavera foi 1572 quando seu mestre havia se ocultado.

Ora, 1572+444 é igual a 2016 (5776 no calendário hebreu). 5776 (התשְׁעָ"וַ) é o valor numérico de "Beia't ha'Mashiach (vem o messias - o despertar)" e este ano é Chéssed na Árvore das Vidas que é chamado "Primavera (Aviv)".

Naquela noite a alma do Rabino Chayim Vital se teletransportou para 2016 para abrir a fonte de Gihon, algo que somente ele poderia ter feito, mesmo que a razão não possa ser compreendida. Apesar de ter falhado naquele dia, ele o consertou imediatamente, e deu a nós, nossa geração, o Presente do Despertar Cristico. E ainda há muitos segredos aqui... De fato, o Rabino Chayim Vital faleceu em Damasco aos 77 anos, para onde ele havia se mudado no final da vida. 77 é também o valor numérico de Mazal (Destino).

Este escrito contando está segredo esotérico do Rabino Chayim Vital chegou até mim no ano passado (14 de Dezembro), e imediatamente ao estudá-lo, compreendi o seu mistério e me aprofundei em suas águas descobrindo outras camadas de mistérios.

A Fonte do Gihon  (Giom) é no hebraico "Mayan Gihon  (מעין גיחון)" é o Rei Ezequias é  "Mele'k Hizkyyahu  (מלך חזקיהו)". Somando os dois nos temos encontrei o valor 473 em gematria, e 474 em gematria "Im Hakollel". O rabino Chayim Vital foi uma reencarnação do Rei Ezequias. Vital nasceu em 1542, no dia 23 de Outubro (calendário Juliano) e 11 de Outubro no calendário Gregoriano (atual calendário). Ora, 1542+473 é igual a 2015, e 1452+474 é igual a 2016, e novamente temos confirmado o Ano do Despertar.


 A Grande Pirâmides & O Ano 5776
A altura da Grande Pirâmide de Gizah era, quando foi edificada pelos Malachim (anjos), de 481.40 pés e um segredo foi codificado nesta metragem. Ao convertermos 481.40 pés para polegadas, o resultado será 5776 polegadas, altura está que alude ao correspondente ano gregoriano de 2016. Os anjos deixaram um recado codificado na atura da Grande Pirâmide. E quem foi o Engenheiro Chefe encarregado de sua edificação? Hanoch (Enoque).

Se calcularmos Gizé (גיזה), Pirâmide  (פירמידה) e Enoque (חנוך) o resultado será 888 que é o mesmo do termo "Tifatach (תפתח)" cujo significado é "Aberto" e é também o mesmo de "Patachai (פתחת)" que traduzido é "Inaugurado".
É, portanto, requerido de nós, agora que a Fonte da Primavera foi aberta, não apenas observar, mas aceitar e agir. Este é o momento, a época, a Era do Despertar.


Em 2006 um recado dos Céus me foi enviado, e nele o Sagrado, bendito seja, me disse que eu tinha que aceitar, pois Ele tinha pressa. A princípio me fiz de desentendido, mas sentindo a responsabilidade, aceitei e por isso escrevi outro dia: "Quando alguém aceita o Despertar, provoca uma reação dentro da Árvore Das Vidas e desperta o mundo inteiro". Deepak Sankara Deepak Sankara V

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Reencarnação Através Do Beijo

Recebendo A Neshamá De Briá Experiência Pessoal (Artigo Em Construção) "Dá-me os teus lábios e eu te darei a minha alma (n...

Leia também...

O Artesão Da Luz

O Artesão Da Luz
Deepak Veda - Instrutor e compartilhador sobre a Sabedoria Espiritual. Sênior criptólogo especialista em Criptologia Divina. É escritor e autor de 14 obras, incluindo "Shem ha'Meforash - Os 72 Nomes De D'us" e "Guilgulim - O Portal Das Reencarnações".

Advertência

"Todas as palavras postadas aqui tem por finalidade a revelação dos mistérios das escrituras. Por mais duras que algumas vezes possam parecer, elas não tem finalidade de agredir, difamar, caluniar quaisquer pessoas, instituições, religiões ou quaisquer práticas religiosas e seus líderes. É certo que determinadas práticas e seus respectivos lideres precisam sim serem trazidos à luz, mas através da revelação da verdade"

Tradição

"Então, aqueles que são sábios brilharão como o esplendor (Zohar) do firmamento, e aqueles que retornaram à justiça para muitos, serão como as estrelas para sempre (Dani´El Péreq 12, 3º Passuq)".

Aviso

"A Hayk´la Arazuta não possui vínculos ou ligações com quaisquer endidades "judaicas" e nem mesmo com qualquer federação. A Hayk´la Arazuta não é siosnista e não crê no sionismo. Os rabinos da Hayk´la Arazuta não possuem ligação e nem seguem ou servem ao "judaísmo rabínico". A Hayk´la Arazuta avisa que qualquer um que proferir calúnias, difamações, ataques contra a honra da Comunidade, seus lideres e membros, ameaças de quaisquer tipo, os autores serão levados ao Judiciário através de processos cíveis e criminais. Copiar, distorcer e usar pejorativamente assuntos e experiências aqui publicadas, os autores serão processados. A Hayk´la Arazuta d´Madvra é um Orgão da Associação Cabalista Mundial - Gará Kulam Moshav, organização esta devidamente registrada junto ao Governo Federal Brazileiro de acordo com a Lei e possui CNPJ.".