O Buscador

O Buscador
"Quando olho para os Céus, não estou procurando por um Deus que vive no espaço exterior, estou lendo as estrelas e ouvindo os seus mistérios (Tehilim 19)". Deepak Sankara Veda

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

A Verdadeira Terra De Israel



Será que o Israël falado na Toráh se trata realmente daquele pedaço de terra no Oriente médio? Uma vez que há a possibilidade de que a Etz ha'Chaiim (Árvore das Vidas) tenha existido realmente na America Central, no território dos Incas, dos Maias.


Por que será que, Pedro Álvares Cabral que era hebreu/israelita, ao navegar em busca de terras para deportar os hebreus, não foi para o Oriente, mas veio em direção às Américas? Hoje já se sabe que ele fez uso dos mapas escritos pelo Rabino Qabalista Abraham Zacuto, e então, não estaria Cabral procurando por uma outra Israel que não a que hoje nos é apontada? E por que seria o número de Hebreus israelitas, mar-anus, tão grande no Brasil?

Ontem meu entendimento foi voltado repentinamente para esta questão e rapidamente, acostumado com códigos e com as letras hebraicas, fiz uma permutação mental do nome Brasil (בראזיל) devidamente transliterado para a língua hebraica com a adição da letra alef (א) e encontrei algo fascinante: BRASIL TEM AS MESMAS LETRAS DE ISRAEL (יִשְׂרָאֵל) COM EXCEÇÃO DA LETRA SHIN (שְׂ) PERMUTADA PARA A LETRA ZAYIN (ז).

Ao permutarmos Brasil (בראזיל) e trocarmos a letra Zayn (ז) pela letra Shin (שְׂ) nos encontramos a frase "B'Israel (ב'יִשְׂרָאֵל) que pode ser traduzida como "Para Israel" ou também como "B'ney Israel (Filhos de Israel).

Resolvi, como de costume, procurar por alguma clareza, alguma evidência, um código que me apontasse mais por menores, e o menor código que a Torah me apresentou, com apenas 52 letras por linha, está no Devarim (Deuteronômio) capítulos 32 e 33, e cuja key-word é Brasil. Causou-me surpresa quando li os versos onde Brasil está codificado, e um deles diz "A terra de Cana'an que Eu (o Sagrado) dei aos filhos de Israel (Deuteronômio 32:49)". Subindo na diagonal e utilizando a letra Lamed (ל) de Brasil (בראזיל) está "Cabral (קברל) e na mesma linha da key-word abaixo de Brasil está "Shuv mar -a nus" cuja tradução é "Retorno dos Mar-anus (Forçado à conversão católica/cristã)".



Será que temos sido enganados todo este tempo? Será que temos olhado na direção errada? Não teria sido no Oriente o local onde ficava a Árvore da Penetração do Bem e do Mal a "Etz ha'Da'at tov ve'rá" e que depois que Adam tomou do seu fruto tornou-se "Etz ha'Dat tov ve'ra - a Árvore da Religião do bem e do mal?" E não foi lá que a religião começou?

Eu estava com este pensamento desde 2007 quando assisti "The Fountain (Fonte da Vida) do diretor Darren Aronofsky que nos deu Noé recentemente, e que apresenta, neste filme (the fountain) que o local da Árvore da Vida seria mesmo na América central.

Este código é bem complexo e agora às 12h3 eu olhei abaixo de Brasil e encontrei escrito "Tavô el ha'aretz asher Ani natan le'beney Israel - E virão para a terra que Eu dei aos filhos de Israel - e isto está entre Brasil e "mar-anus"...

Nossa amiga Adriana Finkelstein, professora de Qabalah no Rio Grande do Sul, fundadora da Escola de Kabblah, nos escreveu:

"Existem entre os cabalistas muitas discussões a este respeito.. onde realmente é a terra prometida, alguns dizem.. em qualquer lugar..pois ela está dentro de nós! Alguns dizem que o Brasil aparece como a terra de ninguém... onde tudo é possível, onde as pessoas que cometiam algum delito vinham para se esconder (incrível né!)... Cogitamos pouco, a idéia de que existe uma guerra espiritual em busca de um espaço com um portal de energia...(Luz)".

TERRA DE QABALISTAS?

De onde veio a ideia para este maravilhoso comercial da bebida Jonny Walker? Não teria vindo da tradição da QABALAH? Não seria o "Pão de Açucar" um gigantesco GOLEM de pedra?




Este artigo será expandido...

O Artesão Da Luz

O Artesão Da Luz
Deepak Veda - Instrutor e compartilhador sobre a Sabedoria Espiritual. Sênior criptólogo especialista em Criptologia Divina. É escritor e autor de 14 obras, incluindo "Shem ha'Meforash - Os 72 Nomes De D'us" e "Guilgulim - O Portal Das Reencarnações".