Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Rabbi Isaac Lúria:- Uma Reencarnação De Moisés


Nosso mestre, de abençoada lembrança, o rabbi Isaac Lúria, foi uma reencarnação de nosso mestre Moisés, abençoado seja, o que ele mesmo revelou ao seu discípulo Chaim Vital. Agora, passo a revelar, neste artigo, este segredo maravilhoso que estava oculto no Zôhar Sagrado que foi "descoberto" por nosso professor amado, o Rabino Shimeon Bar Yochai.

Inicio a abertura desse mistério pelas palavras codificadas em Sha'ar ha'Gilgulim de autoria do Arizal (Rabbi Isaac Lúria) e compilado por seu discípulo Chaim Vital. Sabia que, em Sha'ar ha'Gilgulim (Portal das Reencarnações) Introdução 17, está escrito:

"Sabia que o total de almas (de Israel) é 600.00 e não mais do que isso. E a Torá é a Raiz de todas as almas de Israel, pois dela as almas saíram e nela estão enraizadas. E, portanto, a Torá tem 600.000 maneiras de ser explicada, e todas elas se encontram no nível de P'shat (Literal)."

Sha'ar Ha'Gilgulim - Ha'Qadmá 17

Este é o segredo do nome Israel (ישראל) cujas letras são as roshei teivot (iniciais) de "Iêsh Sheshim Ribô Oti'ot Le'Torá (יש שישים ריבוא אותיות לתורה)" cujo significado é "Existem seiscentas mil letras na Torá." Razá Ila'áh.

"Ainda há 600.000 maneiras no nível de Remêz (alusivo), 600.000 no nível de Derash (Exegético) e 600.000 no nível de Sód (Secreto). Assim, de cada um das 600.000 maneiras de explicar Torá, uma alma de Israel foi criada e, num futuro próximo, cada indivíduo de Israel conseguirá saber toda a Torá de acordo com a sua explicação, que está relacionada com a raiz da sua alma. Isto é, aquela explicação que o criou e lhe deu existência."

Sha'ar Ha'Gilgulim - Ha'Qadmá 17

Imagine, então que, para todos os quatro níveis da Torá existem 2.400.000 (dois milhões e quatrocentas mil) maneiras de serem explicados, de acordo com cada uma raiz das 600.000 em cada nível.

"Mas há algumas almas que compreendem dois tipos de interpretações, enquanto outras compreendem muitos e muitos mais. E a alma de Moshê (Moises), que a paz esteja com ele, compreendia todas as 600.000 interpretações da Torá, e, prova disso é o que os Sábios disseram, de que ele sabia até o que cada aluno iria eventualmente renovar no ensino de Torá. Isso ocorria porque a alma dele (Moisés) envolvia todas as 600.000 almas de Israel. É por isso, também, que outros Sábios de Israel conseguiram compreender e fornecer tantas interpretações para a Torá, porque tudo depende do aspecto das almas incluídas nas almas deles."

Sha'ar Ha'Gilgulim Ha'Qadmá 17

Agora venha, leia e compreenda, o que foi escrito no Zõhar Sagrado há mais de 2.000 anos, muito antes que o Arizal viesse ao mundo para instruir o Rabino Chaim Vital:

"Aprendemos que, naquele momento, que chegou a hora de Moisés, o profeta fiel, descer ao mundo. O Santo, abençoado seja ele, retirou um Espírito Santo de um bloco cortado da pedra preciosa, a safira, que estava escondida dentro de 248 luzes, e brilhava sobre ele. E ele o coroou com 365 coroas e ficaram diante dele, e ele o nomeou sobre tudo o que era dele. Ele lhe deu 173 chaves, e o coroou com cinco coroas. Toda coroa subiu e iluminou em mil mundos que iluminam e nas luzes escondidas nos tesouros do Rei Santo Revelável"

Zôhar Beshalach


A alma possui 248 órgãos e 365 nervos e tendões que são forma aos órgãos, nervos e tendões do corpo, mas o segredo não é apenas este. A Torá possui 248 preceitos positivos e 365 negativos. 

A gematria do Nome Raziël (רַזִיאֶל) é 248 que é a mesma gematria de Arizal (אָרִיזַל). As 173 chaves são as letras na Prece Ana Bekoach e as cinco coroas são o segredo das cinco letras no Nome Raziël (רַזִיאֶל) e também no nome Arizal (אָרִיזַל).

Os sábios declararam que Moisés era metade homem e metade anjo o que comprova esta revelação. Lemos em Sêfer Devarim (Deuteronômio) capítulo 33, a seguinte declaração sobre a natureza angélica de Moisés:

"Esta é a bênção com que Moisés, homem de Deus, abençoou os filhos de Israel antes do seu ocultamento (וְזֹאת הַבְּרָכָה, אֲשֶׁר בֵּרַךְ מֹשֶׁה אִישׁ הָאֱלֹהִים--אֶת-בְּנֵי יִשְׂרָאֵל)".

Deuteronômio 33:1

Neste passuq, Moisés é chamado de "Ish ha'Elohim" e sabemos que os "Ishim e os Elohim" são hierarquias angelicais. Em Dere'k Nistar (QABALAH), os ishim (Heb. אִישִׁים - "homens", "personagens", "personalidades", "indivíduos") ou Eshim (אֵשִׁים - "incêndios", "chamas", "faíscas") são uma classe de anjos sobre os quais disseram que são os mais próximos dos assuntos da humanidade. Eles são compostos de fogo e neve, e são descritos como "as almas belas" que residem em Makon, o 5º Céu e Moisés foi chamado "Ish ha'Elohim (אִישׁ הָאֱלֹהִים)".


No próprio Sêfer Devarim nós encontramos "Raziel" e abaixo dele "Yavô (virá) e ao lado "Moshê ish ha'Elohim...".

A metade anjo da alma de Moisés era o Anjo Raziël e por isso ele era chamado "Ish ha'Elohim" que pode ser compreendido como "Faísca de D'us". Assim também, nosso mestre Isaac Lúria era, alem de uma reencarnação de Moisés, uma reencarnação também do anjo Raziel, professor de Adão no Jardim do Éden.

Portando, no Zôhar, já estava codificado que nosso mestre Moisés, que a paz esteja com ele, voltaria ao mundo e se chamaria Arizal, e ele abriria para nós os segredos inefáveis da nossa sagrada Torá. Abençoada seja a memória do nosso mestre...

Razá Ila'ah

Autor
Bën Mähren Qadësh
Misha'Ël Ha'Levi

O Artesão Da Luz