Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia

Curso: Manifestações Ufológicas EM Código Secreto Na Bíblia
O Velho Testamento bíblico e outras partes do livro sagrado estão repletos de alusões a avistamentos ufológicos e contatos com seres extraterrestres, como se verá neste curso, que dá continuidade ao ministrado pelo mesmo professor no ano de 2020. Há até mesmo ocorrências de abduções alienígenas nele descritas com clareza, como a do profeta Elias, que foi levado aos céus. Se lida com uma ótica moderna e interpretada com conhecimentos ufológicos, na Bíblia, principalmente em sua versão hebraica, há ainda inúmeras outras menções a situações inusitadas apresentadas em um código próprio, que hoje é estudado pela chamada Ufocriptologia, que o curso ministrado pelo rabino Misha’ Ël Há’ Levi, como também é conhecido Paulo Sergio Batalini, abordará. Clique na imagem para mais informações.

EU QUERO ACREDITAR

EU QUERO ACREDITAR
CRIPTO-EVIDÊNCIAS DA PRESENÇA ALIENÍGENA NO PASSADO DA HUMANIDADE

Os Verdadeiros Anunnki

Os Verdadeiros Anunnki
A verdade jamais revelada sobre os Anunnaki

Novo Livro

Novo Livro
Duna - Uma Experiência Verdadeira

Os Ecos De Enoch

Os Ecos De Enoch
Página dedicada à criação online da Obra "Os Ecos De Enoch"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"

PROGRAMA "OS ARQUIVOS X"
Apresentado entre agosto e novembro de 2015. Clique na imagem!

Faça Uma Tzedaká (Doação)

Faça Uma Tzedaká (Doação)
O Segredo Da Doação

terça-feira, 31 de maio de 2011

O Mistério da Tzedaká (Oferta de Justiça)



No Tana´k (Biblia hebraica) no livro de Mishley (Provérbios de Salomão) está escrito: "Aquele que faz tzedaqáh afasta a morte do mundo". A palavra hebraica "tzedaqáh" vem do radical "Tzedeq" que significa "justiça". Na Bíblia cristã a palavra "tzedaqáh" foi traduzida geralmente para "caridade". Os nossos Sábios, de abençoada memória, nos ensinaram que, aquele que oferta, faz caridade, dá aos pobres, afasta a morte do mundo, ou seja, ele quebra a energia e a ação do "malach ha´mavet (O anjo da morte)", e assim fazendo, ele salva uma vida. Isto é de grande importância, pois o Talmud diz: "Aquele que salva uma vida, salva o mundo inteiro". Abençoado seja aquele que, tendo oportunidade para fazer tzedaqáh, não age com egoísmo e avareza, guardando para si o que D´us lhe concedeu para que fosse ofertado a outro.

A Qabalah nos ensina outro grande mistério sobre a tzedaqáh. A palavra é formada pelas letras hebraicas "Tzad, dalet, quf e hê (צדקה)". Quando aplicamos um método de temurá (permutação) nas letras hebraicas da palavra tzedaqáh, ferramenta esta chamada de "At´bash" onde a primeira letra do alfabeto é trocada pela última, a segunda pela penúltima, e terceira pela antepenúltima, e assim por diante, a palavra tzedaqáh é a única que se torna ela mesma escrita da esquerda para a direita (הקדצ). O segredo? É simples: Tudo aquilo que você oferta com amor será devolvido a você, além do mérito que lhe será acrescentado por haver salvo uma vida.



Há alguns anos, no dia 6 de Outubro de 2005, eu vi num "sonho futuro" que a vida de uma jovem que eu havia conhecido, seria ceifada pelo anjo da morte, como resultado de haver esta jovem, usado dos seus lábios para fazer "lashon ha´Rá (fofoca, maledicência)" difamando e fornecendo informações que seria usada para destruir a vida de outro. No sonho, um repórter do "DS (Diário de Suzano)" informava: "Encontrado o corpo da jovem "..." que estava desaparecida há dois dias. A jovem foi seqüestrada, estuprada e morta". No sonho eu via a polícia forense fazendo a pericia no local, um terreno baldio num bairro chamado "Vila Amorim" em Suzano, e fazendo a identificação do corpo da jovem que estava nu e de costas para cima. Acordei sabendo que um decreto de morte havia sido pronunciado nos céus contra aquela jovem, e que sua vida estava nas mãos do anjo da morte. O que fazer? Graças aos céus, eu possuía o conhecimento e a ferramenta certa para quebrar o anjo da morte. Eu sabia por este sonho e outros semelhantes que havia tido anteriormente, que a data para que o anjo da morte cumprisse seu decreto seria o dia 6 de Maio de 2006.

Nos dias anteriores em que o anjo da morte deveria cumprir o seu mandato, eu fui a Mogi das Cruzes, em uma universidade onde aquela jovem estudava, e pedi à reitora que desse para aquela jovem, uma bolsa de estudos, o que a reitora me concedeu imediatamente, uma vez que eu havia realizado a cerimônia de sepultamento de um de seus filhos no ano anterior. Mas, havia uma restrição: Duas mensalidades da faculdade estavam atrasadas e precisavam ser pagas para que a bolsa de estudos fosse ganha. 

No dia 6 de Maio de 2006, pela manhã, eu fui à faculdade, e paguei as mensalidades atrasadas, com uma quantia que havia juntado com muito esforço e dificuldade para aquela missão, uma vez que naquela época eu passava fome para manter a Qehilá aberta. Consegui, para aquela jovem, a bolsa de estudos. Um grande esforço fora realizado.

No dia 9 de Maio, ao tomar o jornal pela manhã, encontrei, na primeira página, a seguinte notícia: "Mulher é encontrada morta em terreno baldio na Vila Amorim. A jovem que estava desaparecida há dois dias, foi violentada e morta".

O impacto foi imediato no meu corpo e na minha alma, e em lágrimas, disse ao Criador: "Eu falhei! Não consegui salvar a vida dela".

O dia seria longo. Ao anoitecer, o telefone tocou, e a voz do outro lado da linha trouxe-me a certeza de que eu não havia falhado. A jovem houvera sido salva! Estava viva. Ela jamais soube que seu destino houvera sido mudado pelo poder do amor e da tzedakah.

Torna-se claro, portanto que, aquele que tendo condições de fazer tzedaqah e não o faz, está contribuindo para que a morte caminhe pelo mundo ceifando as vidas das pessoas. Este jamais prosperará, uma vez que ele não doa como poderá abrir o seu "cli (receptor)" para receber dos céus.


"É A ENERGIA DO ANJO DA MORTE QUE POE FIM A TODAS AS COISAS, INDEPENDENTE DA ÁREA. CASAMENTOS, EMPRESAS, NEGÓCIOS, PROSPERIDADE..."

Quero agradecer a todos aqueles que sabem do meu trabalho de amor, meu esforço para compartilhar a sabedoria, especialmente todos aqueles meus queridos alunos e amigos, que tem doado para que eu tenha pelo menos um par de sapatos que serão gastos na trilha da justiça e do amor.


Bênçãos a todos aqueles que a mim fizeram uma tzedaqáh, e também a todos aqueles que não fizeram. São todos queridos e amados. Sh´lma Rabá (paz elevada).


"Faça uma Doação, salve uma vida, salve o mundo inteiro!"





"Os tesouros da impiedade de nada aproveitam; mas a justiça (Tzedakáh) salva da morte (Provérbios 10:2)".


O Artesão Da Luz